O que são cartões de fidelidade? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

O que são cartões de fidelidade?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


que sao cartoes de fidelidade

Pode não estar a ver do que se trata, mas aposto que se olhar para o interior da sua carteira vai encontrar um exemplo de um cartão de fidelidade.

Perceba do que se trata e quais as vantagens inerentes aos cartões de fidelidade no artigo que se segue.

Mais importante do que adquirir novos clientes é saber manter aqueles que já se conquistou. É com esta premissa em mente que inúmeras empresas apostam nos cartões de fidelidade. No fundo, trata-se de uma estratégia de marketing bastante eficaz e que toca num ponto que é sensível a qualquer consumidor: a obtenção de benefícios exclusivos.

Dentro dos cartões de fidelidade temos os mais simples e diretos, como os das gasolineiras, que dão acesso a brindes, promoções, lavagens automóveis, etc, em troca de uma utilização frequente junto de determinada marca. Ou seja, quantos mais abastecimentos realizar, mais pontos obtém e, consequentemente, mais vantagens conquista ou mais valiosas. O mesmo se aplica a cartões de restaurantes, por exemplo, que visam premiar a assiduidade dos seus clientes, em troca de refeições grátis ao fim de determinado consumo.

Cartões de crédito de fidelização

Mas os cartões de crédito de fidelização, esses, encerram um verdadeiro manancial de mais- valias que os torna praticamente irrecusáveis para a maioria dos consumidores. A oferta é tão variada e os benefícios tão abrangentes que os seus utilizadores até ignoram as elevadas taxas de juro que este tipo de cartão normalmente aplica (sempre muito próximas ou mesmo no máximo imposto pelo Banco de Portugal).

Estas poderosas ferramentas de marketing são utilizadas por um cada vez maior número de empresas a nível nacional e, consequentemente, por uma taxa assombrosa de consumidores portugueses (84,5% dos portugueses afirmam ter pelo menos um cartão de fidelidade) que vêm neles uma solução vantajosa para inúmeras finalidades.

Na verdade, trata-se de uma relação win-win, ou seja, em que todos saem a ganhar: ganha o consumidor que obtém o produto ou serviço que pretende e que, provavelmente, ia adquirir de qualquer forma, mas em condições mais vantajosas, e ganha a entidade promotora que, desta forma, consegue fidelizar os seus clientes. E toda a gente sabe que um cliente satisfeito traz um ou dois novos clientes!

Principais cartões de fidelidade em Portugal

Quando se fala de cartões de fidelidade aqueles que nos ocorrem de imediato, são os das grandes superfícies comerciais. Todas as grandes cadeias de supermercados em Portugal têm o seu próprio cartão de fidelização, mas só algumas o disponibilizam na sua vertente ‘financeira’, isto é, com possibilidade de funcionar a crédito. É o caso dos cartões Universo, Auchan e El Corte Inglès, em que qualquer umdos três oferece descontos, promoções, vantagens exclusivas tanto na marca como numa rede de parceiros e a possibilidade de comprar a crédito nas suas lojas.

No segmento tecnológico também há exemplos deste tipo de fidelização: FNAC, Rádio Popular, Euronics, MediaMarkt e JOM têm os seus próprios cartões de fidelização para uso exclusivo na sua rede de lojas.

Outro segmento de mercado que sabe retirar bom partido desta ferramenta é o das lojas de decoração e mobiliário, havendo até cartões que permitem a sua utilização em compras fora da sua própria marca, como é o caso do cartão da Conforama e da IKEA.

Aki e Leroy Merlin, marcas pertencentes ao mesmo grupo, possuem, cada uma delas, o seu próprio cartão que dá acesso a inúmeros descontos e vantagens junto dos seus parceiros.

Há até lojas de vestuário que já enveredaram por este caminho, como é o caso da Decathlon, Freeport e Marques Soares, e que possibilitam aos clientes que optarem por esta modalidade, a opção de comprar roupa através de pagamentos fracionados, sem juros.

Todos ganham

Como já vimos, as vantagens são inúmeras para ambos os lados do negócio, daí que este tipo de cartão tenha vindo para ficar e cada vez angariam mais adeptos entre os portugueses. As instituições financeiras, por sua vez, veem neste tipo de parceria uma boa forma de aplicarem os seus produtos e atraírem e reterem mais clientes. Como os cartões funcionam exatamente como um cartão de crédito convencional, ao qual acrescem vantagens normalmente muito práticas e efetivas em coisas que os consumidores realmente precisam, este tipo de associação promete continuar a funcionar para todos os envolvidos.

Artigos Relacionados

De que lhe serve ter um cartão de crédito se não tem intenção de o usar? É um pouco contraditório, mas pode ser uma realidade. Então, o que acontece se eu não usar o meu cartão de crédito? Este artigo preten...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments