Transferências Bancárias: O que são e como fazer?

Transferências Bancárias

O que são as Transferências Bancárias?

As transferências bancárias consistem em movimentar o numerário de uma conta bancária para outra. São um dos métodos mais comuns de se enviar dinheiro de uma entidade para outra, permitindo fazer uma movimentação célere e segura de fundos, entre contas bancárias.

De acordo com a sua tipologia, as transferências podem ser intrabancárias (entre contas da mesma instituição) ou interbancárias (entre contras de diferentes instituições). As transferências interbancárias podem ainda ser internas (dentro do mesmo país) ou transfronteiriças (entre diferentes países).

E tendo em conta a forma de pagamento estas podem ainda ser definidas como transferências SEPA (transferências em euros efetuadas na zona SEPA (Single Euro Payments Area)) ou transferências não-SEPA – (as transferências em que pelo menos uma das contas bancárias (do ordenante ou do beneficiário) não está sediada na zona SEPA e as transferências que são feitas em outra moeda que não o euro, mesmo que as entidades de pagamento estejam na zona espaço SEPA).

 

Como fazer uma Transferência Bancária?

As transferências bancárias podem ser feitas por quatro vias: nos balcões das entidades bancárias, no multibanco, online e por telefone.

No Banco

Talvez a forma mais fácil de se fazer uma transferência já que apenas necessitamos de nos dirigir a um balcão do nosso banco, onde contamos com a orientação de um profissional, levando connosco uma prova de identificação e o NIB da conta para a qual queremos transferir (ou IBAN no caso de transferências internacionais), e solicitar a transferência. No entanto esta opção nem sempre é a melhor já que os Banco, por norma, encerram para o público às 15:00 e costumam ter filas enormes nas horas de almoço.

No Multibanco

Este método permite-nos uma maior liberdade do que os balcões dos bancos já que não existe limitação de horas para aceder e por norma não precisamos preocupar-nos com filas. Apenas precisamos de nos deslocar ao multibanco mais próximo, com o nosso cartão bancário e o NIB ou IBAN da conta para a qual queremos transferir e, após selecionar a opção desejada, preencher os dados solicitados.  

Online

De todas esta é a maneira mais cómoda de se fazer uma transferência bancária pois nem é preciso sair-se de casa ou do escritório para a fazer. Apenas se necessita de um computador com acesso à internet, do serviço de homebanking ou netbanking ativo e de aceder ao serviço através do cartão matriz com o número de contrato e senha de acesso.  Depois só precisamos de selecionar a opção desejada e preencher os dados solicitados como o NIB ou IBAN da conta para a qual queremos transferir o nome da entidade beneficiária e a sua morada.

Telefone

Ordenar uma transferência bancária por telefone junta a comodidade de uma transferência feita online já que nem é necessário sair de casa para a fazer e de uma feita ao balcão já que será efetuada por um profissional experiente. Necessitamos apenas de apresentar os dados de identificação e os da transferência como o NIB ou IBAN da conta para a qual queremos transferir.

 

Quanto tempo demora uma Transferência Bancária?

As transferências bancárias podem levar entre minutos a 48 horas para chegar ao destinatário tudo depende de quando e para que instituição a transferência é ordenada.

Numa transferência efetuada antes das 15:00, entre contas pertencentes à mesma entidade, o montante deverá ficar imediatamente disponível na conta do beneficiário. No entanto se a mesma transferência se processar após as 15:00 o montante poderá apenas ficar disponível no dia seguinte.

Se se tratar de uma transferência efetuada antes das 15:00, entre contas pertencentes a entidades diferentes, o montante ficará disponível na conta do beneficiário dentro de 24h. No entanto se a mesma transferência se processar após as 15:00 o montante poderá levar até 48 horas para ficar disponível.

 

Quanto custa fazer uma Transferência Bancária?

As transferências bancárias, enquanto serviço prestado por uma instituição financeira, podem nem sempre ser gratuitas e as entidades bancárias que oferecem o serviço são livres de definir o seu preço. No entanto são obrigadas a tornar a colocar comissões devidas pelo serviço no seu preçário, e não podem cobrar nada diferente do que nele conste.

De notar que embora algumas entidades bancárias já ofereçam este serviço de forma gratuita (com exceção para transferências efectuadas ao balcão), o melhor será contactar o respectivo banco a para saber quais os custos associados a uma transferência e evitar surpresas.

De referir também que se quando se ordena uma transferência, na conta de origem não se encontra um montante que cubra o que se pretende transferir, a transferência não será processada mas haverá lugar a pagamento de comissões. Uma situação que, pelo sim pelo não, também se deveria junto da entidade bancária.

 

Créditos: Business card vector created by macrovector – www.freepik.com

    Sobre o autor

    Cristina Costa
    Rankia Portugal - Content Manager