XTB – Análise Diaria (18/07/2019)

Por Carla Maia Santos, Sales Team Leader

As bolsas continuam a negociar flat a aguardar a reunião da FED que começa hoje e termina amanhã.

O mês de maio é conhecido como sendo um mês de quedas, seguindo a máxima ‘sell in may and go away’. E este mês de maio de 2019 não foi excepção. No entanto, o S&P500 já valorizou cerca de 5% desde maio e agora é a FED que poderá determinar o rumo das bolsas, pois tem ‘nas suas mãos’ a possibilidade de avançar com medidas de estímulo à economia. Dentro das suas ‘ferramentas’, poderá utilizar a mais visível e que terá mais impacto nas bolsas, que será o corte das taxas de juro. As taxas de juro tornam o dinheiro mais barato dinamizando a economia, tornando-o mais disponível para investimentos em bolsas e nos próprios negócios empresariais e elevam a inflação. A inflação tem sido a causa principal apontada pela FED para a possibilidade de cortar as taxas de juro.
A FED deveria ter como objectivo principal controlar a política monetária de forma a controlar a actividade económica e ser isenta em relação aos mercados bolsistas.
Mas muitos analistas e investidores pergutam-se se é a FED a determinar o rumo das bolsas ou as bolsas a determinarem as políticas da FED.
GALP
 
Em Portugal, a Galp ontem dominou as perdas, quebrando em baixa, a nível técnico, o forte suporte dos 13 EUR, zona testada diversas vezes em 2018 e 2019. Apesar de o preço do petróleo ter desvalorizado, com as preocupações do lado da oferta a desvanecerem-se, a Galp reagiu de forma muito mais agressiva. Os factores técnicos justificam esta desvalorização.
ALTRI
 
A Altri continua a desvalorizar e mesmo com a Navigator a voltar à recompra de ações próprias, não dinamiza o setor que tem estado sob forte pressão vendedora. A China, principal compradora de pasta de papel está a abrandar a sua procura, sempre com a guerra comercial como ‘papel de fundo’ e a justificar o abrandamento global, levando o setor a cair.
A nível técnico, a Altri testa a linha de tendência de longo prazo, zona que poderá abrandar as posições vendedoras.
O produto CFDs não é simples e a sua compreensão poderá ser difícil, apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem.
79% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor.
Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A. Sucursal Portugal está inscrita na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários(CMVM) com o número 341. Este e-mail foi enviado de acordo com os termos e condições de utilização do site www.xtb.com/pt. Esta informação foi preparada apenas para informação e não constitui uma oferta ou compromisso nem constitui aconselhamento de investimento.
Por favor, note que a empresa não oferece nenhuma garantia, expressa ou implícita, quanto à precisão ou integridade das informações e opiniões aqui. X-Trade Brokers DM S.A. Praça Duque de Saldanha Edifício Atrium Saldanha 9ºB Lisboa, Lisboa 1050-094 Portugal Esta mensagem constitui uma comunicação comercial de acordo com o artigo 24(3) da Directiva 2014/65/UE do Parlamento Europeu e do Concelho de 15 de Maio de 2014 sobre Mercados e Instrumentos Financeiros e da Directiva revista 2002/22/EC e da Directiva 2011/61/UE.

    Sobre o autor

    XTB Portugal