XTB – Market Update 1 de Fevereiro de 2019

market update xtb

Abertura dos Mercados

Por Carla Maia, Senior Broker

O mês de Janeiro terminou vitorioso, com o petróleo a valorizar mais de 18%, o Nasdaq 9% e o S&P500 8%.

Os pesos pesados dos índices norte-americanos e empresas multinacionais que influenciam de forma significativa o sentimento de mercado, ajudaram neste movimento positivo, com a Apple e o Facebook a conseguirem recuperar, depois de apresentarem resultados.
Amazon apresentou ontem resultados positivos mas mostrou-se prudente em relação ao negócio em 2019. Perspetiva esta abraçada pela maioria dos CEOs.

posição pro-mercado da FED, teve e tem normalmente um impacto de mais longo prazo nos mercados.

Hoje são apresentados os dados do emprego norte-americano. Estes dados normalmente têm um impacto forte no mercado.
Estando os EUA em pleno emprego, uma subida dos salários terão impacto na inflação e uma das formas da FED controlar a inflação é subindo as taxas de juro, as quais são percepcionadas como negativas para os índices accionistas, pois aumentam o preço do dinheiro.
É muito provável que o shutdown tenha um impacto negativo nos dados de desemprego, pois muitos empregados estatais podem ter iniciado uma busca de trabalho pontual.
Mas não se espera que os dados deste mês tenham um efeito de longo prazo nos mercados pois o ‘efeito FED’ acaba por ter um impacto mais forte na economia.

Em Portugal, a The Navigator é a empresa que lidera os ganhos, com a notícia de que vai aumentar o preço do papel nos EUA, apartir de Março. Pressupondo assim o aumento da rentabilidade internacional.


Forex

Por Eduardo Silva, Head of Sales

GBPUSD activação de h&S possivel em H1 mas segue em fase de “buy the dip”
O rally recente na libra parece ter terminado quando observamos o price action de curto prazo, no entanto e apesar de considerar a oportunidade de vender nestes níveis um trade interessante para o curto prazo, o momentum parece seguir com os altistas ao fechar com o maior aumento em um mês do último ano. Assim, a sugestão passa por vender com ordem pendente perante ativação de um h&S em h1, que pode resultar numa correção aos 61.8 de Fibonacci, como mostra no gráfico. Nessa zona recomendo um buy limit, pois considero que após realização de lucros e alivio da sobrecompra, os altistas voltam a entrar. Claro que os fatores fundamentais neste par são determinantes e qualquer evolução nesta frente pode alterar tudo, mas como podemos entrar com gestão de risco favorável nestes dois pontos, parece interessante.
chart (12)-3

Sobre o autor

XTB Portugal