XTB: Market update de 5 de Dezembro de 2017

Por João Tenente, gestor da corretora XTB

Sessão Europeia 

As principais praças europeias despertaram com uma tendência baixista, depois de duas sessões com alguma lateralização do mercado. No dia de ontem, tivemos desenvolvimentos relativamente ao Brexit, com Theresa May a avançar que as negociações para a saída do Reino Unido da Europa estão cada vez mais difíceis. A UE quer fazer do Reino Unido um exemplo para que mais países evitem a saída.

O PSI20 segue em contra-ciclo com as restantes praças europeias, não estando para já a ser afetado pelo atraso nas negociações do Brexit. Todas as bolsas reagiram negativamente a este atraso, visto que, as divergências entre UE e Reino Unido são cada vez maiores. O setor bancário continua em alta depois da queda provocada pelo atraso da nova reforma fiscal nos EUA. O setor energético segue misto devido à maior lateralização do petróleo. Em alta seguem também Mota-Engil, JerónimoMartins, Pharol e Semapa. Em sentido contrário temos apenas CTT, Nos e Ibersol.

Sessão Asiática

Durante a madrugada de terça-feira, o Nikkei, do Japão, caiu na sessão com os fabricantes de equipamentos a serem atingidos pela fraqueza das tecnológicas nos EUA e a levarem o índice de referência para o vermelho.
O Nikkei terminou a cair 0,4%, nos 22.622,38 mas o Topix somou mais  0,2% e está agora nos 1.790,97. Os fabricantes de equipamentos perderam terreno, a Tokyo Electron deslizou 2,8% e a Advantest Corporation perdeu 1,8%.
Financeiras e seguradoras subiram e limitaram as perdas, a Sumitomo Mitsui avançou 1% e a Nomura Holdings subiu 1,6%.
Nas restantes praças asiáticas assistimos ao Shanghai Composite, da China, a cair 0,18%, o Hang Seng, de Hong Kong, a cair 1,01%, o Kospi, da Coreia do Sul, a subir 0,26%, o Nifty, da Índia, a cair 0,09% e o S&P, da Austrália, a cair 0,23%.

Obrigações: 10Y Bund short

 As obrigações alemãs a 10 anos estão a transacionar um triângulo bem definido tendo testado recentemente a resistência. O mercado cota uma zona de sobrecompra com o RSI perto dos 70 e em termos gráficos a ser verificada a criação de uma pinbar de inversão baixista. A perda de momentum é evidente com a criação de máximos cada vez mais baixos, num momento em que o bundestag ainda não conseguiu a criação de um governo maioritário. Este é o momento em que o mercado poderá começar a pressionar as yields através da pressão vendedora na Bund. Entradas vendedoras até ao suporte com SL acima da resistência permitem um trade com uma boa gestão de risco de acordo com os fundamentais
BUND10Y jojj.png

Matérias-primas: Copper ganha momentum depois de quebrar em baixa

 Em novembro, o cobre caiu e este mês, estamos a assistir a um novo movimento ainda mais forte. Os principais suportes foram quebrados e parece ter iniciado um movimento corretivo que deverá continuar nos próximos dias. Stop acima do suporte e tp nos 38.2 do movimento altista são para já uma primeira perspetiva enquanto avaliamos melhor a força do movimento que poderá até corrigir mais.

COPPER.H4 (2).png

A X-Trade Brokers Dom Maklerski S.A. não se responsabiliza por decisões de investimento que se baseiem em informações contidas nesta newsletter. Nenhuma da informação aqui contida deverá ser entendida como recomendação de investimento, garantia de lucro ou de risco significativamente menor. Os investimentos baseados no uso de produtos derivados com alavancagem financeira são, por natureza, especulativos e poderão resultar tanto em lucros como perdas significativas, as quais poderão superar os montantes inicialmente depositados.

Sobre o autor

Rankia

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Melhores corretoras de Bolsa em Portugal

    Estas são as comissões que nos cobraram em 2017 as principais corretoras de bolsa do mercado português.  A melhor corretora para um investidor não tem que ser a melhor “broker” para outro. O...