Destaques da manhã (29/05/20)

destaques-sexta

Por André Neto Pires, Analista na XTB Portugal

Ontem, depois de uma sessão atribulada, com os investidores a ponderarem entre as esperanças de recuperação económica pós-Covid e o agravamento das tensões sino-americanas, os índices de Wall Street acabaram por fechar no vermelho. o desempate poderá ter sido gerado pelas dados da pandemia. Ontem registou-se um número recorde de novos casos de coronavírus num só dia (ver gráfico no final).

O sentimento pessimista pesa esta manhã sobre o mercado e a sessão europeia abre em queda. O Dax tenta manter-se acima dos 11600 pts, enquanto o índice francês testa o suporte dos 4700 pts.

Os investidores preparam-se para absorver o discurso do presidente Trump, o qual falará numa conferência de imprensa sobre a posição que pretende tomar em relação à China (a hora do evento é incerta). Ontem, o governo chinês aprovou a polémica lei de segurança que tanto indignou os habitantes de Hong Kong.

Para além disso, a China diz que quer uma reunificação pacífica com Taiwan, a qual nunca declarou-se oficialmente independente dadas as ameaças do governo comunista chinês. O caso remonta ao final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, quando comunistas e nacionalistas entraram em guerra. Depois de terem sido derrotados pelas forças comunistas de Mao Tsé-tung, em 1949, os líderes do Partido Nacionalista refugiaram-se na ilha de Taiwan, onde fundaram uma república. A China, contudo, considera Taiwan uma província integrada ao seu território, ainda que rebelde.

O Presidente dos EUA assinou uma ordem executiva destinada a limitar a censura das empresas de redes sociais nos conteúdos publicados pelos utilizadores.

Reino Unido pretende criar um grupo de 10 países para procurar alternativas ao fornecimento do kit 5G da empresa chinesa Huawei .

Os tumultos em Minneapolis (EUA) agravam-se, com uma agência policial incendiada durante a noite. Os tumultos desencadeados pela morte de um homem sob restrição policial provocaram uma onda de revolta noutras cidades, como Nova York e Denver. A Guarda Nacional dos EUA foi enviada para ajudar a conter a violência dos protestos. O aproveitamento político dos democratas está a polarizar os confrontos, e o vandalismos assume proporções perigosas.

O EURUSD conseguiu cruzar o limite superior dos 1,08-1,10 no início desta semana. O movimento ascendente ganhou impulso e o par está a testar agora o nível dos 1,11. Este é o nível mais alto do EURUSD desde 30 de março! O Euro disparou depois da apresentação do fundo de resgate da Comissão Europeia.

No calendário económico de hoje, embora o esperado discurso de Donald Trump possa vir a ser o evento do dia, às 16:00 Jerome Powell, da Fed, prestará declarações que poderão ter impacto especialmente no mercado Forex.

Um número recorde de novos casos de coronavírus foi reportado ontem. Fonte: worldeters, XTB Research


O produto CFDs não é simples e a sua compreensão poderá ser difícil, apresentam um elevado risco de perda rápida de dinheiro devido ao efeito de alavancagem.
79% das contas de investidores de retalho perdem dinheiro quando negoceiam CFDs com este fornecedor.
Deve considerar se compreende como funcionam os CFDs e se pode correr o elevado risco de perda do seu dinheiro. X-Trade Brokers Dom Maklerski, S.A. Sucursal Portugal está inscrita na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários(CMVM) com o número 341. Este e-mail foi enviado de acordo com os termos e condições de utilização do site www.xtb.com/pt. Esta informação foi preparada apenas para informação e não constitui uma oferta ou compromisso nem constitui aconselhamento de investimento.
Por favor, note que a empresa não oferece nenhuma garantia, expressa ou implícita, quanto à precisão ou integridade das informações e opiniões aqui. X-Trade Brokers DM S.A. Praça Duque de Saldanha Edifício Atrium Saldanha 9ºB Lisboa, Lisboa 1050-094 Portugal Esta mensagem constitui uma comunicação comercial de acordo com o artigo 24(3) da Directiva 2014/65/UE do Parlamento Europeu e do Concelho de 15 de Maio de 2014 sobre Mercados e Instrumentos Financeiros e da Directiva revista 2002/22/EC e da Directiva 2011/61/UE.
0

Sobre o autor

André Pires

Analista na XTB Portugal

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *