Como avaliar o endividamento de uma empresa?

endividamento de uma empresa

Como avaliar o endividamento de uma empresa? Os índices de endividamento nos permitem analisar qual é a estrutura financeira de uma empresa. Utilizamos esses índices para conhecer o montante de dívida que uma empresa possui e a relação entre essa dívida e outras grandezas financeiras (Ativos, Benefícios, etc.), assim podemos prever riscos financeiros e dificuldades para fazer face ao pagamento de juros e até avaliar se uma empresa tem um nível de dívida alto demais para investir nela.

Em seguida, vamos nos concentrar em alguns dos principais índices para avaliar o endividamento. Nenhum deles é melhor que o outro, nem talvez seja necessário levar todos em conta, mas todos fornecem informações sobre o nível de endividamento de uma empresa. Dependendo do setor ao qual uma empresa pertence, um valor em uma proporção ou outra pode ser considerado excessivo ou não, então o setor ao qual uma empresa pertence deve sempre ser levado em conta ao analisar os índices de dívida.

Avaliar o endividamento de uma empresa

Debt to Equity 

Mede a relação entre o capital contribuído pelos credores (dívida = debt) e o que é contribuído pelos acionistas (capital = quity).

Debt to Equity = Dívida Financeira Líquida / Património Líquido

É uma ferramenta rápida que indica a alavancagem financeira usada por uma empresa; isto é, fornece uma idéia do quanto ela usa a dívida para financiar suas operações.

  • Um rácio de 1,0 significa que uma empresa financia os seus projetos com uma combinação equilibrada de dívida e capital próprio.
  • Um rácio elevado (> 2,00) de dívida sobre capital próprio é preocupante, uma vez que pode indicar quantidades perigosas de alavancagem.
  • Uma pequena proporção (<0,3) pode indicar que há uma administração conservadora que não está disposta a assumir riscos.

Debt to Assets 

 É uma relação que mostra a dívida de uma empresa em relação aos seus ativos, permitindo comparações de alavancagem feitas através de diferentes empresas. Quanto maior o índice, maior o grau de alavancagem e, portanto, o risco financeiro.
Debt to Assets =Dívida Financeira Líquida / Ativos Totais
É uma ferramenta normalmente usada para medir a estrutura de capital de uma empresa.

Cobertura de juros

Esse índice mede a capacidade da empresa de gerar recursos suficientes para lidar com a dívida da empresa.

Cobertura de juros = Resultado Operacional / Despesas Financeiras

Quanto mais altos valores positivos obtemos dessa relação, maior a capacidade da empresa de encarar o custo dos juros.

Rácio de solvência

Solvência mede a capacidade de uma empresa para cumprir suas obrigações de pagamento. Este indicador expressa que parte da dívida é garantida com seus próprios ativos, embora isso não garanta que o credor irá cobrar no momento indicado, pois podem surgir problemas de liquidez.

Solvência = Total do Ativo / Total do Passivo

Acid Ratio

A empresa precisa de um nível mínimo de estoque para poder realizar sua atividade. Para isso, usamos a relação ácido que indica a liquidez imediata de uma empresa, ou seja, é um indicador que nos mostra o nível de liquidez de curto prazo que uma empresa possui.

Acid Ratio = (Ativo Circulante – Stocks) / Passivo Circulante

Se o teste de acidez fosse menor que um, indicaria um passivo circulante excessivamente alto em relação ao ativo, e seria aconselhável vender ações para melhor lidar com as dívidas de curto prazo.

Current Ratio 

Esse índice é usado para ver se a empresa é capaz de lidar com suas dívidas de curto prazo. O valor dessa proporção deve ser maior que 1,2. Um valor mais baixo implica problemas de liquidez e um valor muito mais alto de subutilização de recursos. O melhor atualmente mostra as mesmas informações do Fundo de Maneio.

Current Ratio= ativo circulante / passivo circulante

Em termos gerais, consideraremos um índice maior que 1 para ser saudável, pois indicaria que os ativos atuais nos permitem lidar com dívidas de curto prazo.

Capacidade financeira de pagamento

Mede a capacidade da empresa de lidar com sua dívida financeira com base na geração de EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização). Pode ser medida tanto em relação à dívida financeira total quanto à dívida financeira líquida.

Capacidade financeira de pagamento = Dívida Financeira Líquida / EBITDA

É uma relação que mostra a saúde financeira da empresa. Quanto menor o valor do rácio, menos problemas a empresa terá de pagar a dívida

  • Se o índice for menor que 2, é na presença de uma empresa com boa capacidade de pagar dívidas.
  • Se for superior a 4, a empresa pode enfrentar algum problema financeiro.
0

Sobre o autor

Filipe Silva

Conteúdo – Rankia Portugal

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *