Entrar
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Trading com criptomoedas | Guia completo

Subscrever Newsletter

Selecione os temas de seu interesse e assine nossa newsletter abaixo:

Subscription Type(Obrigatório)

O trading com criptomoedas ganhou destaque como uma abordagem especulativa para valorização na criptoeconomia. No entanto, é um terreno repleto de riscos e nuances. Este guia visa elucidar os fundamentos do trading de criptomoedas, desvendando os componentes essenciais de uma negociação, os diferentes estilos de trading e a importância da análise técnica e fundamental.

Se você é novo/a neste universo, é crucial entender profundamente os ativos e tecnologias antes de mergulhar. Lembre-se: o trading é uma atividade arriscada em qualquer mercado. Informe-se e seja cauteloso em todas as suas decisões e transações.

Este artigo não deve ser considerado aconselhamento de investimento. É meramente informativo e educacional.

O que é trading com criptomoedas?

O trading com criptomoedas refere-se à compra e venda de ativos digitais, conhecidos como criptomoedas, nos mercados financeiros com o objetivo de obter lucros através da especulação de seus preços. Este tipo de trading envolve aproveitar as flutuações dos preços das criptomoedas para comprar por um preço mais baixo e vender por um preço mais alto, ou vice-versa.

Trading com criptomoedas

Desta forma, existem diferentes plataformas de intercâmbio onde podem ser realizadas operações. Essas plataformas permitem que os traders comprem, vendam e troquem diversas criptomoedas como Bitcoin, Ethereum, Ripple, entre outras. Além disso, dependendo da plataforma escolhida, é possível operar tanto diretamente com criptomoedas (spot trading) como também operar com derivados financeiros como futuros, opções ou CFDs.

Antes de entrar neste mundo, deve saber que o trading com criptomoedas envolve um alto nível de risco devido à volatilidade inerente a esses ativos. Os preços podem sofrer fortes flutuações em curtos períodos de tempo, o que pode levar a grandes lucros e grandes perdas. Portanto, é essencial ter uma estratégia de investimento sólida, realizar análises cuidadosas do mercado e gerenciar adequadamente os riscos antes de iniciar a negociação.

👉 Mais informações: Trading: O que é? | Como funciona e como começar.

Quais criptomoedas são ideais para fazer Trading?

Essencialmente, pode encontrar três tipos de criptomoedas em todo o ecossistema:

Bitcoin

Bitcoin é a maior, mais popular e amplamente utilizada criptomoeda para negociação. Por ser a primeira criptomoeda e de maior capitalização de mercado, o Bitcoin possui grande liquidez e volatilidade , o que o torna uma opção atraente para os traders.

Ao fazer trading com Bitcoin é comum utilizar o par de trading BTC/USD , que representa a relação entre o preço do Bitcoin e o dólar norte-americano . Porém, também é possível negociar Bitcoin em outros pares de trading, como BTC/EUR, BTC/ETH, BTC/XRP, entre outros, dependendo da plataforma de exchange que utiliza.

👉 Abaixo deixo um artigo onde pode aprender mais sobre como investir em Bitcoin com segurança

Altcoins

Os Altcoins, abreviação de “moedas alternativas”, são todas criptomoedas que não são Bitcoin. Eles surgiram após a popularidade do Bitcoin e buscam oferecer soluções alternativas, melhoradas ou diferentes daquelas fornecidas pelo Bitcoin. Como, por exemplo, não ser tão intensivo no uso de energia. Deixo-vos com 5 dos altcoins mais populares :

  • Ethereum (ETH): A segunda maior criptomoeda em capitalização de mercado, depois do Bitcoin. É conhecida principalmente por sua plataforma de contrato inteligente e ecossistema robusto de aplicativos descentralizados.
  • Ripple (XRP): Ripple é uma rede de pagamentos digitais e criptomoeda usada para facilitar transações em tempo real entre instituições financeiras. Ganhou popularidade devido às suas parcerias com grandes bancos e empresas.
  • Litecoin (LTC): Criado por Charlie Lee, um ex-funcionário do Google, o Litecoin é considerado a “prata” do Bitcoin e é usado principalmente para transações mais rápidas e de baixo custo.
  • Binance Coin (BNB): BNB é a criptomoeda nativa da plataforma da Binance. Ele é usado para pagar taxas de transação na bolsa e também tem utilidade no ecossistema Binance.

Stablecoins

As Stablecoins são criptomoedas cujo valor está atrelado a ativos estáveis, como moedas fiduciárias ou commodities, com o objetivo de reduzir a volatilidade, ou seja, de permanecer investido no ecosistema cripto, mas sem ficar exposto às impressionantes flutuações que tende a sofrer. Estas são as mais populares:

  • Tether (USDT): Tether é uma moeda estável indexada ao valor do dólar americano. É uma das stablecoins mais utilizadas e é usada como base comercial em muitas bolsas de criptomoedas.
  • USD Coin (USDC) – USD Coin é outra stablecoin lastreada em dólares americanos. Assim como o Tether, o USDC é amplamente utilizado para negociação e é considerado uma opção mais transparente e regulamentada.
  • Dai (DAI): Dai é uma stablecoin descentralizada criada na plataforma Ethereum. Ao contrário de outras stablecoins, o Dai não é respaldado por uma moeda fiduciária, mas sim por uma variedade de ativos digitais por meio de contratos inteligentes.

Shitcoins ou memecoins

As shitcoins ou memecoins são termos coloquiais usados ​​no mundo das criptomoedas para descrever moedas digitais que não têm propósito claro, ou mesmo valor intrínseco. Essas moedas são frequentemente criadas como uma piada ou para tirar vantagem da especulação e do hype no mercado de criptomoedas.

Como funcionam?

  • Criação: Assim como outras criptomoedas, as shitcoins ou memecoins são criadas através de processos blockchain, em plataformas como Ethereum. 
  • Promoção: Estas moedas são muitas vezes fortemente promovidas nas redes sociais, fóruns e outros meios de comunicação. Muitas vezes, celebridades e influenciadores podem promovê-los, o que pode aumentar rapidamente sua popularidade. Como por exemplo, aconteceu com Elon Musk e Dogecoin. 
  • Especulação: A maioria das pessoas que investe nessas moedas o faz na esperança de obter lucros rápidos devido à volatilidade dos preços. Eles não estão interessados ​​no valor ou na utilidade da moeda a longo prazo.

Exemplos:

  • Dogecoin (DOGE): Também conhecido como Bitcoins dos memes.
  • Shiba Inu (SHIB)
  • Lua Segura

Leia também 👉 O que são criptomoedas.

Como funciona o mercado das criptomoedas?

Outro ponto que devemos levar em consideração antes de começar a negociar com criptomoedas é o momento do ciclo econômico em que nos encontramos. Pois boa parte dos ganhos ou perdas deste mercado respondem ao momento de euforia ou catarse. 

Ciclo de alta

No mercado de criptomoedas, como em qualquer outro mercado, existem ciclos de alta e de baixa. Durante os ciclos de alta, o preço das criptomoedas tende a subir devido ao aumento da procura dos investidores e ao aumento do interesse no mercado. De acordo com alguns relatórios, o ciclo de alta das criptomoedas é impulsionado por uma série de fatores, incluindo:

  • Usabilidade: Aumento do uso de criptomoedas pelas empresas
  • Modernização: A crescente adoção do blockchain em diferentes setores.
  • Política monetária: Maior estímulo monetário dos bancos centrais, reduzindo as taxas de juros para estimular a economia. Halving: Como o Bitcoin representa 50% da capitalização de todo o mundo criptográfico , toda vez que há um novo halving, a febre do investimento em criptoativos tende a retornar.  
cotação do bitcoin

Cotação do Bitcoin

No gráfico aprece os dois últimos halvings. Em 2024 acontecerá outro.

Porém, esses ciclos não são infalíveis e também estão sujeitos a correções e quedas de preços. Nessas alturas, a procura diminui e os preços caem até que o mercado se estabilize e se inicie outro ciclo ascendente. É importante notar que o mercado de criptomoedas é extremamente volátil.

Cripto-inverno

O cripto-inverno é um termo usado na comunidade criptográfica para descrever um período prolongado de declínio nos preços das criptomoedas . É também conhecido como mercado baixista e é frequentemente caracterizado por uma  diminuição no interesse e na atividade do mercado, bem como por uma grande quantidade de vendas e um aumento na volatilidade do mercado.

cripto-inverno mais conhecido ocorreu durante 2022 e durou cerca de um ano, depois que o mercado altista de 2020-2021 levou a um pico histórico, onde os preços de algumas criptomoedas, como o Bitcoin, atingiram 69.000. Durante este período, muitas moedas perderam mais de 80% do seu valor e alguns projetos e bolsas declararam falência.

Embora os criptos-invernos possam ser difíceis para os investidores, eles também podem ser uma oportunidade para adquirir criptomoedas a preços mais baixos. Já disse que este mercado é extremamente volátil e pode ser difícil prever quando começa ou termina um cripto-inverno.

O Pump & Dump e os seus perigos

O pump and dumps são práticas fraudulentas que ocorrem nos mercados financeiros, incluindo o mercado de criptomoedas. Neste tipo de esquema, um grupo de pessoas ou manipuladores tenta aumentar artificialmente o preço de uma criptomoeda, espalhando informações falsas ou enganosas para atrair mais compradores. Depois que o preço sobe o suficiente, os manipuladores vendem suas moedas a um preço inflacionado, obtendo lucros enquanto os compradores enfrentam perdas.

Os “pumps” mais óbvios aparecem em torno dos memecoins , e são caracterizados por uma curva de preços completamente vertical, atingindo um pico em muito pouco tempo, depois retificando novamente e perdendo todo o seu valor em poucos dias. Um dos Pump & Dump mais famosos foi em Espanha com a criptomoeda PEPE, quando muitos especuladores através de fóruns concordaram em fazê-la subir em apenas alguns dias. 

Exemplo de especuladores que procuram fazer Pump & Dump

Exemplo de especuladores que procuram fazer Pump & Dump

4 aspectos a ter em conta no trading com criptomoedas

Política monetária do Fed

Ao negociar criptomoedas, é importante considerar a política monetária dos bancos centrais, como a Reserva Federal (FED) no caso dos Estados Unidos. O FED desempenha um papel importante na formação do cenário monetário e pode ter um impacto no valor e na volatilidade das criptomoedas.

As alterações na política monetária definidas pela FED, tais como decisões sobre taxas de juro ou medidas de flexibilização quantitativa, podem influenciar o sentimento dos investidores e as condições de mercado, o que, por sua vez, pode afetar os preços das criptomoedas. É importante manter-se informado sobre quaisquer anúncios ou ações tomadas pelo FED que possam afetar o mercado de criptomoedas.

Além disso, o FED, tal como outros bancos centrais, está envolvido em discussões sobre o possível desenvolvimento de moedas digitais de bancos centrais (CBDCs) . A introdução do CBDC pode ter implicações para o mercado mais amplo de criptomoedas, pois pode afetar a adoção e o uso de criptomoedas.

Análise fundamental das criptomoedas

A análise fundamental é uma estratégia de avaliação do valor de uma criptomoeda com base em fatores econômicos, financeiros e de mercado. Ao fazer trading com criptomoedas, é importante considerar alguns aspectos fundamentais para tomar decisões informadas:

  • Equipe de desenvolvimento e comunidade: Avalie a força da equipa de desenvolvimento por trás da criptomoeda e o seu histórico de cumprimento de metas. 
  • Tecnologia e funcionalidade: examina a tecnologia subjacente da criptomoeda e sua proposta de valor. Considere aspectos como escalabilidade, segurança, velocidade de transação e a capacidade do blockchain de se adaptar a diferentes casos de uso.
  • Adoção e uso: Analisa o nível de adoção da criptomoeda e a sua utilidade no mundo real. Procure casos de uso reais e parcerias com empresas ou serviços que possam suportar o valor e a procura de criptomoedas.
  • Concorrência e posição de mercado: Examina a competitividade da criptomoeda dentro do seu setor e a posição de mercado em comparação com outras criptomoedas semelhantes. Considere aspectos como capitalização de mercado, volume de negociação e classificação da criptomoeda nas listas de bolsas.

É importante observar que a análise fundamental das criptomoedas pode ser complexa e os resultados nem sempre são previsíveis. Portanto, é aconselhável complementar a análise fundamental com outras estratégias, como a análise técnica, e levar em consideração os riscos inerentes à negociação de criptomoedas.

👉 Análise fundamental: o que é e como funciona?

Análise técnica das criptomoedas

A análise técnica é uma estratégia de avaliação de criptomoeda que se baseia no uso de gráficos e padrões de preços para determinar o melhor momento para comprar ou vender uma criptomoeda. 

Ao contrário da análise fundamental, o trading com criptomoedas, a análise técnica não difere muito de qualquer outro tipo de análise técnica (de ações, índices, futuros…). São os mesmos aspectos a ter em conta: 

  • Identifique tendências: Através de gráficos de linhas, barras ou velas para identificar tendências ascendentes, descendentes ou laterais.
  • Identifique suportes e resistências: Pontos onde se espera que o preço suba ou desça. 
  • Use indicadores técnicos: Os mais comuns incluem RSI (Índice de Força Relativa), MACD (Convergência/Divergência de Médias Móveis) e média móvel.
  • Identifique padrões de preços: como triângulos, bandeiras, cabeça e ombros e formações duplas de fundo/pico.

👉 Análise técnica | Guia completo

O valor do Bitcoin

Já falamos sobre isso diversas vezes, todas as criptomoedas estão mais ou menos ligadas ao Bitcoin, e o Bitcoin representa cerca de 50% da capitalização de todo o mundo criptográfico. Portanto, se o Bitcoin subir, cerca de 80% do ecossistema irá subir, e se o Bitcoin cair, mais ou menos o mesmo. 

Como fazer trading com criptomoedas?

Existem três maneiras diferentes, embora a mais simples seja a primeira: 

Comprar a criptomoeda real em exchanges / corretoras

Comprar criptomoedas em exchanges é um processo relativamente simples, mas exige que siga alguns passos básicos para garantir que está fazendo uma transação segura. 

  1. Investigação preliminar: Obviamente sobre o que pretende investir.
  2. Criar uma conta numa exchange: O primeiro passo é registrar-se e fazer login em uma exchange confiável de criptomoedas. Algumas das bolsas populares incluem Binance, Coinbase, Kraken e Bitstamp. 
  3. Depositar fundos: Depois que a sua conta for verificada, deverá depositar fundos na sua conta de câmbio: transferência bancária, cartão de crédito ou outras opções.
  4. Selecione a criptomoeda: Após financiar sua conta, navegue na bolsa e selecione a criptomoeda que deseja comprar. 
  5. Faça a compra: Depois de selecionar a criptomoeda, deve inserir o valor que deseja comprar e confirmar a transação. 
  6. Vender a criptomoeda  Lembre-se que está a fazer trading, está a procura do diferencial de preço. Quando considerar que chegou a hora, venda novamente, trocando suas criptomoedas por moeda fiduciária ou stablecoins. 

Neste ponto, a única coisa que deve ser acrescentada é que em vez de fazer trading, pretende conservar a moeda como reserva de valor (em especial a Bitcoin), o melhor a fazer é retirá-la da exchange e levá-la para uma cold wallet ou uma hot wallet.

👉 Melhores exchanges de criptomoedas

👉 Melhores corretoras de criptomoedas

CFDs

Os Contratos por Diferença (CFDs) são instrumentos financeiros que permitem aos investidores especular sobre o preço de um ativo, neste caso, uma criptomoeda, sem realmente possuir o ativo subjacente. 

Através dos CFDs, pode se beneficiar tanto dos aumentos quanto das quedas nos preços das criptomoedas sem possuí-las fisicamente. As etapas são muito semelhantes às Exchanges.

Estes tipos de contratos são negociados principalmente em corretoras multiprodutos ou corretoras de CFDs. 

👉 Melhores corretoras de CFDs

Futuros

A compra de criptomoedas por meio de contratos futuros envolve um processo mais complexo e é direcionado principalmente a investidores experientes, pois envolve um alto nível de risco. Os contratos futuros são derivados financeiros que permitem especular sobre o preço futuro de uma criptomoeda sem realmente possuí-la. O processo é semelhante ao que venho lhe contando.

Antes de se envolver na negociação de futuros de criptomoedas, é essencial que se informe sobre como funcionam os mercados futuros e compreenda os riscos associados. Faça a sua pesquisa e familiarize-se com os termos e conceitos relacionados a futuros.

Corretoras para fazer trading com criptomoedas

XTB

Tradicionalmente, a XTB oferece uma variedade de instrumentos de negociação, incluindo CFDs sobre criptomoedas. A plataforma xStation da XTB normalmente permite aos clientes negociar em CFDs de criptomoedas populares como Bitcoin, Ethereum, Ripple, entre outros.

Mais de 847.000 clientes
+ 50 CFDs de criptomoedas
Conta demonstração

Admirals (anteriormente conhecida como Admiral Markets)

Admirals é conhecida por oferecer uma variedade de instrumentos de negociação, incluindo CFDs sobre criptomoedas. A plataforma deles permite negociar várias das principais criptomoedas do mercado.

Mais de 20 anos de serviço
+ 20 CFDs de criptomoedas
Conta demonstração

Pepperstone

Pepperstone é um corretora que costuma oferecer negociação em CFDs de criptomoedas. Os clientes podem negociar uma seleção de criptomoedas através das plataformas MetaTrader 4, MetaTrader 5 e cTrader.

Corretora multi-regulada
+ 20 CFDs de criptomoedas
Spreads baixos

Eightcap

Eightcap também oferece uma gama de instrumentos de negociação, e isso inclui CFDs sobre criptomoedas. Eles permitem aos clientes negociar em várias das criptomoedas mais conhecidas.

Comissões baixas
+100 CFDs de criptomonedas
Plataformas avançadas

Antes de investir, é crucial considerar o perfil de risco, os objetivos de investimento e realizar uma pesquisa adequada. As commodities podem ser voláteis e o uso de alavancagem pode aumentar tanto os ganhos quanto as perdas potenciais. Assim, a educação e a gestão de riscos são fundamentais ao operar com CFDs ou qualquer outro instrumento financeiro relacionado ao milho.

Trading com criptomoedas | opiniões

O mundo cripto está em constante evolução e, com a aproximação de um novo halving do Bitcoin, é provável que vejamos um ressurgimento do interesse pelas criptomoedas. 

O trading com criptomoedas baseia-se na especulação dos seus preços, aproveitando as oscilações para obter lucros. Porém, é um campo cheio de riscos devido à sua volatilidade

O Bitcoin continua a ser a criptomoeda líder, mas existem outras opções, como altcoins e stablecoins: as primeiras procuram oferecer alternativas ao Bitcoin, enquanto as últimas tentam reduzir a volatilidade vinculando-as a ativos estáveis. 

Em suma, é fundamental estar bem informado e ter uma estratégia sólida antes de se aventurar na negociação de criptografia. 

Vantagens e desvantagens de fazer trading com criptomoedas

Fazer trading com criptomoedas tem as suas vantagens e desvantagens.

✅ Elevada volatilidade e potencial de lucro.

✅ Acesso global e flexibilidade: O trading de criptomoedas está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, permitindo que negocie em horários diferentes e aproveite as oportunidades a qualquer momento. 

✅ Diversificação de portefólio: As criptomoedas podem ser uma forma de diversificar uma carteira de investimentos tradicional.

❌ Risco de perda: Embora a volatilidade possa ser uma vantagem, também pode ser uma desvantagem. A natureza volátil do mercado de criptomoedas implica um elevado risco de perdas consideráveis.

❌ Falta de regulação: O mercado de criptomoedas é menos regulamentado, o que pode aumentar o risco de fraude, manipulação de mercado e segurança dos fundos.

❌ Conhecimento e falta de experiência: Além disso, é necessária habilidade na análise de gráficos e tendências, bem como uma estratégia adequada de gestão de riscos. Claro, não é investir e pronto. 

Outros guias de trading

Por último, se ainda tiver vontade de mais trading, deixamos outros guias que podem ser do seu interesse:

👉Trading com opções: Mergulhe no mundo do trading com opções, onde cada decisão pode desbloquear oportunidades inesperadas. Descubra como esses instrumentos podem impulsionar o seu portfólio.

👉 Trading com futuros: Com a negociação de futuros pode antecipar as tendências do mercado e garantir os seus investimentos. Quer saber como grandes investidores aproveitam essa ferramenta? Entre neste guia!

👉Copy Trading: E se pudesse espionar as estratégias dos traders mais bem-sucedidos e replicá-las em tempo real? Bem-vindo ao universo do social trading, onde até os novatos podem beneficiar da experiência dos profissionais. Não fique para trás.

👉 Trading com Chat GPT : Na era digital, até os bots aderiram ao mundo da negociação. Aprenda como com o Chat GPT, uma inteligência artificial avançada, pode fazer os seus próprios bots, mesmo sem ter conhecimento de programação. 

Resumindo, se decidir embarcar no mundo da trading com criptomoedas, deverá se treinar e escolher as bolsas ou corretoras que oferecem maior segurança. Por outro lado, saiba que este é um setor muito exposto a ciclos. 

Disclaimer: Este artigo não deve ser considerado aconselhamento de investimento. É meramente informativo e educacional.

FAQs

Como começar no mundo das criptomoedas?

Se está interessado/a em começar no mundo das criptomoedas, aqui estão alguns passos que pode seguir:
– Aprender o básico
– Escolher uma plataforma de troca
– Verificar a sua identidade
– Comprar criptomoedas
– Armazenar as suas criptomoedas

Como saber qual é a moeda que vai subir?

Para determinar se uma criptomoeda vai subir , existem vários fatores que podem ser levados em consideração. Aqui estão alguns sinais comuns que podem indicar um possível aumento no preço de uma criptomoeda:
– Grau de adoção
– Inovação e desenvolvimento
– Indicadores técnicos de trading
– Volume e liquidez

Qual é a melhor criptomoeda para fazer trading?

Não existe a “melhor” criptomoeda para negociar, pois depende da estratégia de negociação e das preferências pessoais de cada pessoa. Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Binance Coin (BNB), Cardano (ADA) e Dogecoin (DOGE), possuem altos volumes de negociação, liquidez e volatilidade, tornando-os atraentes para negociações de curto prazo. 

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF

Bit2Me
Descubra como funciona a plataforma Bit2Me:
  • Atendimento ao cliente: suporte disponível 24/7 em português e mais 8 idiomas.
  • Segurança: registrada no Banco de Espanha com fundo de garantia e seguro de 150 milhões de euros para ativos.
  • Ampla gama de serviços: más de 240 criptomoedas, contas wallet e PRO, staking, API e cartões.

Artigos Relacionados

Desta vez vamos ver a importância do halving da Bitcoin. Vou explicar-te de uma forma muito simples o que é e depois vamos aprofundar mais os efeitos deste evento tão importante para a Bitcoin. Este artigo é...
A máxima do trading sempre foi a mesma: obter uma estratégia vencedora e aplicá-la consistentemente, sem sair dela. P...
“Investir em ouro para se proteger da inflação”. Certamente todos já ouviram esta frase pelo menos uma vez quando se ...