Calculadora de juros compostos - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Calculadora de juros compostos

Calculadora de juros compostos

Quer que os seus investimentos gerem muito mais lucro ao longo do tempo? Bem, o segredo está no juro composto e em saber como utilizar a calculadora de juros compostos para determinar a diferença entre obter um lucro simples e os lucros gerados com este modelo financeiro.

Calculadora de juros compostos

A nossa calculadora de investimentos permite que conheça rapidamente o retorno gerado pelos seus investimentos num tempo para facilitar o controlo dos seus investimentos. Se precisar mais abaixo encontrará as instruções para usá-la.

Calculadora de juros compostos
Investimento inicial:
Insira o montante inicial que vai investir antecipadamente
0 eur
Taxa de juro:
Insira a taxa de juro que espera ganhar com o seu investimento
0 %
Investimento adicional:
Insira o montante que quer adicionar e com que frequência
0 eur
Prazo :
Insira por quanto tempo quer manter o seu investimento
0 anos
Os juros são compostos:
Escolha com que frequência os juros são calculados sobre o seu investimento
Quer receber os resultados por email?
Enviar
Email enviado. Obrigado
Valor total do seu investimento:
Total de juros ganhos:

Como usar a calculadora de juros compostos

Forma de utilização:

  • Investimento inicial: é a quantidade de dinheiro que se vai investir num primeiro momento.
  • Taxa de Juro: a taxa que espera ganhar com o seu investimento.
  • Investimento adicional: montante que quer adicionar e a periodicidade.
  • Prazo: é o tempo em anos que durará o investimento.
  • Os juros são compostos: a frequência com que os juros são calculados sobre o seu investimento.

 O que são juros compostos?

Os juros compostos são dados pela acumulação de juros gerados num determinado tempo a partir de um capital a uma taxa de juro, durante certos períodos de aplicação. Isto significa que no final de cada período de aplicação de juros compostos, o capital mais os juros gerados são reinvestidos, aumentando o capital, portanto, obtendo um montante maior durante o novo período utilizando a mesma taxa de juros.

Por outras palavras, a utilização de juros compostos permite que o seu capital inicial aumente com o mesmo juro que gera, aumentando exponencialmente o montante de capital investido em cada período e obtendo um maior benefício em cada exercício, o que é conhecido como capitalização. Uma vez terminado o prazo total, o resultado dos ganhos acumulados pela aplicação de juros compostos é maior do que os gerados pela aplicação de juros simples.

Características do juro composto

A principal característica dos juros compostos, e o que o diferencia dos juros simples, é que este modelo financeiro permite o reinvestimento de capital mais juros em cada período de exercício.

Ao capitalizar o investimento, o capital reinvestido em cada período é maior, o que aumenta gradualmente o montante de juros obtidos. É uma espécie de bola de neve descendente que permite obter uma maior rentabilidade ao longo do tempo, utilizando o mesmo capital inicial.

No entanto, outra característica dos produtos de investimento de juros compostos é que não é possível dispor dos juros gerados pelo capital até que o prazo estabelecido tenha terminado.

Ao contrário dos juros simples, em que se pode retirar os ganhos e reinvestir o mesmo capital, nos juros compostos a chave é precisamente que os juros gerados em cada período servem para aumentar o capital inicial. Se for feito um levantamento de qualquer quantia de dinheiro, isto resultaria no não cumprimento da fórmula dos juros compostos.

Como calcular os juros compostos

Vamos ficar um exemplo de como calcular os investimentos e depois vamos explicar os números:

Luís investe um capital inicial de 5.000 euros num produto financeiro de juros simples que gera uma taxa de juro de 2% durante um ano. No final do mandato, Luís obtém o seu capital inicial mais o simples juro gerado durante este tempo, ou seja, 5.100 euros.

Agora, vamos supor que Luís usa estes mesmos 5.000 euros mais o lucro desse primeiro ano (100 euros) para começar a gerar juros compostos, à mesma taxa de 2%; no final do período (que estimamos em 12 anos) o lucro total do investimento seria de 6.341,21 euros.

Tempo
Capital investido (€)
 Juros gerados (2%)
Total (€)
1
5.000,00
100,00
5.100,00
2
5.100,00
102,00
5.202,00
3
5.202,00
104,04
5.306,04
4
5.306,04
106,12
5.412,16
5
5.412,16
108,24
5.520,40
6
5.520,40
110,41
5.630,81
7
5.630,81
112,62
5.743,43
8
5.743,43
114,87
5.858,30
9
5.858,30
117,17
5.975,47
10
5.975,46
119,51
6.094,97
11
6.094,97
121,90
6.216,87
12
6.216,87
124,34
6.341,21

Como podemos ver, a taxa de juros não muda em nenhum momento, mantendo-se, no entanto, os mesmos 2%, aplicando juros compostos os aumentos de capital em cada período utilizando os juros ganhos no período anterior. Ou seja, cada vez que o capital será maior, o juro gerado será maior, e este é acumulado ao capital, que por sua vez é reinvestido, resultando num total muito superior ao que seria obtido com um simples.

Fórmula de juros compostos: como funciona?

Os juros compostos são calculados como se mostra na fórmula abaixo. Só precisaremos de ter alguns dados como o capital inicial, os juros e o período.

VA=VF (1 + i)^n

  • VF = valor futuro
  • VA = valor atual
  • i = taxa de juros
  • n = período de tempo

Como os juros compostos afetam os nossos investimentos?

A aplicação do modelo de juros compostos nos nossos investimentos afeta positivamente os lucros obtidos no final do prazo, sendo muito mais elevados do que quando se aplicam juros simples. Os juros compostos permitem a capitalização dos investimentos, gerando um fluxo em constante aumento, permitindo-nos obter um lucro substancialmente maior no final do prazo.

Juros simples e juros compostos

Características dos juros simples

Entre as características do Juro Simples que se destacam encontram-se as seguintes:

  • O capital inicial não muda, permanecendo o mesmo durante toda a operação.
  • O juro não se altera, sendo o mesmo para cada um dos períodos da operação.
  • A taxa de juro é aplicada sobre o capital investido ou sobre o capital inicial.

Características dos juros compostos

As principais características dos Juros Compostos são:

  • O capital inicial aumenta em cada período à medida que os juros vão aumentando.
  • A taxa de juro é aplicada sobre o capital que irá variar.
  • O juro irá aumentar.

A diferença entre os juros simples e os juros compostos baseia-se na capitalização dos juros sobre o capital. Ou seja, os juros simples não acumula os juros gerados pelo capital para reinvestir o juro, mas é uma fórmula linear com o mesmo resultado em cada um cada período, desde que a taxa de juro e o prazo sejam constantes.

As principais diferenças entre juros simples e juros compostos são:

  • Nos juros simples, o capital inicial é o mesmo ao longo de toda a operação, enquanto no interesse composto este capital varia em cada período.
  • Nos juros simples, o juro é o mesmo, enquanto no juro composto o juro varia em cada período.

Leia também: “Juros compostos e juros simples: o que são e como usá-los”

 

 

 

 

 

 

Sobre o autor

Diana Costa

Content Specialist for Rankia Portugal

 

Responder a este tópico

  • Abel Joaquim Matos Silva

    Ola boa tarde, gostaria de saber qual o banco que dispoe de melhor taxa de juros compostos

  • Bem-vindo(a) à comunidade!

    Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

    Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


    Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


    Ao continuar, aceita a política de privacidade