Análise Técnica | Guia Completo

Subscrever Newsletter

Selecione os temas de seu interesse e assine nossa newsletter abaixo:

Subscription Type(Obrigatório)

Análise técnica

Para quem está minimamente por dentro do mundo do investimento e do mercado financeiro certamente já ouviu falar de análise técnica ou mesmo da análise fundamental. Afinal de contas, estas são as duas formas essenciais de abordar o mercado e os respetivos ativos antes de delinear uma estratégia de investimento. No entanto, o que poucos percebem é que esta é a forma que utilizamos para avaliar praticamente tudo o que compramos.

Tomemos um exemplo bem concreto, para facilitar a identificação. Imagine que comprará um automóvel, um investimento considerável que afeta as suas finanças e, como tal, exige alguma ponderação antes da decisão. Que modelo comprar? A resposta a esta pergunta pode ser dada com base numa análise técnica ou numa análise fundamental. Ou seja, a primeira parte da análise que faz dos preços de mercado, comparando diferentes carros e a relação entre benefício e custo; a segunda parte da análise que faz ao automóvel, nomeadamente à qualidade do seu material, do seu motor ou dos seus acabamentos.

Neste artigo vamos centrar-nos na análise técnica, o que é, quais são os seus princípios básicos e alguns dos indicadores técnicos mais utilizados.

Análise Técnica: o que é?

A análise técnica é um tipo de pesquisa do mercado de ações baseado na leitura e compreensão de gráficos, utilizando indicadores e osciladores para analisar os movimentos do mercado e determinar a possível direcção que um preço irá tomar, de modo a abrir uma posição para gerar lucros.

A análise técnica baseia-se em dados históricos, padrões de preços reflectidos no gráfico e nas tendências que estes desenham. Não se centra no estudo das causas de um preço, mas sim nas consequências do preço quando visto no gráfico, o que a torna a análise mais adequada para negociar em prazos curtos. De facto, é o modelo de estudo da bolsa que os traders tendem a aprender primeiro.

👉 Por que é que a análise técnica é tão importante no trading? Explicamos neste artigo: O que é o trading, como funciona e como começar.

Como começar com a análise técnica?

A análise técnica baseia-se em três princípios, sendo as premissas básicas para começar a entender como se usa este tipo de análise bolsista para negociar nos mercados financeiros. Veremos quais são:

O preço desconta tudo

Outra forma de colocar este princípio da análise fundamental é: “tudo o que pode afetar o preço de qualquer valor está descontado”. O que significa? Ao contrário da análise fundamental, onde se coloca a ideia de que o preço de um ativo pode não refletir o valor que realmente deveria ter, a análise técnica é muito mais direta e objetiva.

Se um ativo tem um determinado preço, esse é o seu valor, nem mais, nem menos. Todos os fatores que podem afetar esse valor (económicos, políticos, sociais, etc.) já estão incluídos no preço, por isso não se pode dizer que está subvalorizado ou sobrevalorizado.

A história repete-se

Dizer que “o mercado tem memória” é outra forma de ver este segundo princípio da análise técnica. Esta premissa básica estabelece que o mercado se move semelhantemente perante um estímulo ou situação semelhante, de forma que a análise técnica se baseia no estudo dos movimentos passados para tentar prever os seguintes e assim abrir e fechar posições acertadas.

De facto, muitos traders conseguiram ganhar grandes somas de dinheiro num único movimento apenas porque conseguiram identificar as mesmas circunstâncias noutro momento da história e agiram em conformidade, sabendo que a história se repete. Consequentemente, efetivamente o mercado moveu-se da mesma forma, fazendo-os ganhar as suas posições. Este ponto está muito ligado à natureza humana e ao facto de agirmos de formas semelhantes em circunstâncias semelhantes.

O preço move-se em tendências

Na análise técnica uma das principais formas de analisar um gráfico é pela tendência que desenha numa determinada temporalidade, sendo este um aspeto tão importante que existe toda uma secção de indicadores dedicada a refletir os fluxos de tendência ou a sua mudança. Identificar as tendências é crucial para o trader que usa análise técnica, ao determinar decisivamente em que momento entrar e sair do mercado.

Dependendo do tipo de trader que és e em que temporalidade operas, a tendência pode ser vista de três ângulos:

  • A maré, ou tendência primária, é aquela que mostra os movimentos do mercado num ano. É usada pelos traders de longo prazo e requer experiência para a dominar.
  • As ondas, ou tendência secundária, é aquela em que observamos gráficos mensais ou semanais. Costumam dar uma visão mais ampla para poder operar em temporalidades mais pequenas.
  • As ondulações, ou tendência terciária, são as que se observam dentro do mesmo dia, sendo analisadas para abrir e fechar posições intradiárias.

Principais teorias da análise técnica

As teorias de análise técnica são um conjunto de ferramentas e técnicas utilizadas pelos analistas financeiros para estudar os preços dos activos e prever o seu comportamento futuro. Estas teorias baseiam-se na ideia de que o preço de um activo reflecte toda a informação disponível sobre esse activo e que, por conseguinte, os padrões e tendências do preço podem ser utilizados para prever o futuro.

Teoria de Dow

A Teoria de Dow é uma das teorias mais importantes da análise técnica. Foi desenvolvida por Charles Dow, fundador do Wall Street Journal e um dos pais do mercado de ações moderno.

Baseia-se na ideia de que os preços dos activos se movem em tendências e que estas tendências podem ser classificadas de três formas diferentes:

  • Segundo a temporalidade: primária, secundária e terciária.
  • De acordo com a direcção: ascendente, descendente ou lateral.
  • De acordo com a fase da tendência: acumulação, participação pública e distribuição (também designada por pânico).

No entanto, a tendência também será marcada pelo volume da tendência, pela correlação dos índices ou pela importância da tomada de preços no fecho da sessão.

👉 Para mais informações, pode consultar o nosso dicionário financeiro: Teoria Dow .

Fibonacci

teoria de Fibonacci é outra ferramenta importante da análise técnica. Foi desenvolvida por Leonardo Fibonacci, um matemático italiano do século XIII. Assim, a sua teoria baseia-se numa sequência numérica, em que cada número é a soma dos dois números anteriores: 1, 1, 2, 3, 5, 8, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144, 233, etc.

Fibonacci

Esta sequência encontra-se em muitos padrões naturais e é utilizada na análise técnica para identificar níveis de suporte e resistência.

De facto, no que diz respeito à análise técnica, é amplamente utilizada devido à importância dos seguintes indicadores:

  • O número de ouro de Fibonacci
  • Medidas temporárias
  • Leque de Fibonacci
  • Retracção de Fibonacci
  • Expansão de Fibonacci

👉 Para saber mais sobre esta poderosa ferramenta de análise técnica, deixo-vos com o nosso próximo artigo: Para que serve a sequência de fibonacci?

Ondas de Elliott

A teoria das ondas de Elliott foi desenvolvida por Ralph Nelson Elliott na década de 1930. Esta teoria baseia-se na ideia de que os preços dos activos se movem em padrões repetitivos, que podem ser divididos em ondas impulsivas e ondas correctivas. Assim:

Ondas de Elliott
Ondas de Elliott
  • As ondas impulsivas movem-se na direcção da tendência principal.
  • Em contrapartida, as ondas correctivas movem-se contra a tendência.
  • A fractalidade existe nas ondas

Em suma, uma sequência completa de ondas de Elliott, englobará os movimentos 1,2,3,4,5 – a,b,c.

👉Quer saber como interpretar essas ondas e movimentos? Nesse caso visite o nosso próximo artigo: Ondas de Elliott.

Tipos de gráficos na análise técnica

Outro ponto-chave da análise técnica são os famosos gráficos. De modo geral, os gráficos representam o movimento do mercado durante um tempo. Uma linha é traçada de um fechamento para o próximo.

Desta forma, podemos dividi-los em dois tipos, real e de tendência.

  • Gráficos reais
    • Gráficos de barras
    • Gráficos de linhas
    • Gráficos de velas japonesas (mais utilizados)
  • Gráficos de tendências
    • Gráficos de pontos e figuras
    • Gráficos Renko.

Leia também 👉 Tipos de gráficos da análise técnica

Chartismo

O Chartismo é uma técnica de análise técnica baseada no estudo de gráficos de preços de activos financeiros com o objectivo de identificar padrões e tendências que possam indicar movimentos futuros do mercado.

A análise chartista baseia-se, portanto, na ideia de ação do preço e de que o comportamento do mercado relativamente ao preço se repete em padrões que podem ser identificados e analisados. Alguns dos mais importantes são:

  • Padrões de inversão de tendência: Ombro-cabeça-ombro, topo duplo, fundo duplo…
  • Padrões de continuação da tendência: galhardete, triângulo simétrico ou cunha.

Indicadores técnicos

Além disso, a análise técnica é utilizada para estudar os mercados financeiros mediante indicadores técnicos, sendo ferramentas visuais adicionadas ao gráfico e fornecem informações sobre uma determinada variável, ajudando o comerciante a prever as direcções que o preço de um activo pode tomar.

Os indicadores técnicos são classificados em 4 categorias:

  • Indicadores de tendência
  • Indicadores de volatilidade
  • Osciladores
  • Indicadores de momentum

E é dentro destas categorias que podemos encontrar os famosos RSI, MACD, estocástico, ADX… e um longo etc.

Quer saber o que são e como são ordenados para ter uma visão muito mais clara da análise técnica? Convido-o a ler o nosso próximo artigo: Os melhores indicadores técnicos.

Descubra o nosso e-book gratuito de Análise Técnica 

Vantagens e desvantagens da análise técnica

Uma das principais vantagens da análise técnica prende-se precisamente com algo de que já falámos acima, da abordagem ao mercado de valores por si só, independentemente dos fatores exteriores. Ou seja, é uma abordagem do mercado que deixa de fora a emoção, um dos principais inimigos de qualquer investidor. Todo o trader conhece a máxima de que a emoção não se deve sobrepor nunca à razão.

Existe ainda outro benefício muito forte que se aprende com a precisão matemática da análise técnica. Com a evolução tecnológica, os algoritmos ajudam a prever tendências, momentos de quebra ou stop loss, que ajudam a maximizar os rendimentos ou a mitigar possíveis perdas. Finalmente, os indicadores técnicos permitem uma série de abordagens diferentes ao mercado, sendo mais flexível e adaptável à realidade.

Quanto à principal desvantagem prende-se, obviamente, com a incerteza do próprio mercado financeiro. Como também já referimos anteriormente, não falamos de uma ciência exata e, como tal, existem sempre riscos associados. O truque passa então por minimizar este risco e diminui-lo, enquanto se aumenta os rendimentos e os ganhos.

Análise técnica ou fundamental?

Obviamente que todos os investidores colocam esta questão, mas não existe uma resposta certa. Afinal de contas, a melhor estratégia é aquela que funciona. Existem muitos traders de sucesso que preferem a abordagem técnica e muitos que seguem antes a abordagem fundamental.

O importante é adotar uma postura sensata, séria e responsável e perceber qual é a estratégia que melhor se adequa ao seu perfil e às suas reais necessidades. E mentalize-se que as perdas vão também acontecer. Afinal de contas, é impossível ganhar sempre. E quem lhe garantir o oposto é porque estará certamente a mentir.

Leia também:

👉 Análise Fundamental: o que é e como funciona?

👉 Combinar análise fundamental e técnica para investir

Outros artigos interessantes

Agora que já sabe o que é a análise técnica e quais são os seus princípios básicos, podem surgir outras questões: se quiser saber mais, pode ler os seguintes artigos:

👉 Primeiros passos para fazer uma análise técnica sobre ações cotadas
👉 Melhores livros para aprender análise técnica

Em suma, a análise técnica é uma disciplina de trading que se baseia na interpretação de eventos passados, para prever movimentos futuros no preço de um activo financeiro, apenas com a informação que o preço pode fornecer através dos seus diferentes números, padrões e indicadores que o interpretam.

FAQs

O que é análise técnica?

A análise técnica é uma metodologia de previsão das direções dos preços através do estudo de dados de mercado passados, principalmente preço e volume.

Como funciona a análise técnica?

A análise técnica funciona com base em três princípios fundamentais: o mercado desconta tudo, o preço se move em tendências e a história tende a se repetir.

Quais são os principais indicadores técnicos utilizados na análise técnica?

Alguns dos indicadores técnicos mais comuns incluem médias móveis, índice de força relativa (RSI), divergência de convergência média móvel (MACD), e bandas de Bollinger.

A análise técnica é mais eficaz para o curto ou longo prazo?

A análise técnica pode ser eficaz tanto no curto como no longo prazo, dependendo da estratégia do trader. No entanto, é comumente utilizada para previsões de curto a médio prazo.

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF

Manual de Bolsa

Este e-book irá ajudá-lo a aprender o que precisa de saber para começar com sucesso nos seus investimentos:

  • Noções básicas financeiras
  • O que é e como funciona o mercado de ações
  • Dicas úteis para investir

Artigos Relacionados

Desta vez vamos ver a importância do halving da Bitcoin. Vou explicar-te de uma forma muito simples o que é e depois vamos aprofundar mais os efeitos deste evento tão importante para a Bitcoin. Este artigo é...
A máxima do trading sempre foi a mesma: obter uma estratégia vencedora e aplicá-la consistentemente, sem sair dela. P...
“Investir em ouro para se proteger da inflação”. Certamente todos já ouviram esta frase pelo menos uma vez quando se ...