O que é o Trading e como funciona?

O que é o Trading e como funciona?

O que é o Trading e como funciona? Existem várias formas de participar do mercado financeiro para obter benefícios na compra e venda de ativos financeiros. Uma dessas formas, e cada vez mais difundida, é o trading, forma de negociação que consiste em abrir posições de compra ou venda conforme a análise preditiva dos movimentos que o preço de uma cotação terá. A seguir, veremos com mais detalhes o que é o trading e como funciona.

O que é o Trading?

É uma forma de negociação nos mercados financeiros que se baseia na especulação, ou seja, na previsão de onde o preço de uma cotação se deslocará num determinado período de tempo. Consiste na compra e venda de vários ativos financeiros com o objetivo de obter ganhos de capital em cada operação.

Para fazer trading, são utilizados corretoras  regulamentadas que permitem o acesso aos mercados financeiros globais para que o trader abra e feche posições sobre estes ativos e derivados. Normalmente são negociados com ativos altamente líquidos tais como moedas, ações e criptomoedas, mas a gama de opções é bastante ampla, pelo que cada trader estabelece em que mercados podem obter melhores resultados.

O trading exige que o trader tenha conhecimentos sobre como lidar com as operações da bolsa, como fazer análises técnicas que lhe permitam ler os gráficos, como utilizar indicadores e ferramentas na plataforma de trading e, o mais importante, ter um sistema de trading, uma estratégia previamente testada numa conta de demonstração que provou ser produtiva e com uma elevada percentagem de sucesso.

Como funciona o trading?

O trading difere dos investimentos na bolsa na sua forma de funcionamento. Enquanto um investidor compra ações ou outros instrumentos financeiros para criar uma carteira estável que é mantida ao longo do tempo, o trading funciona em períodos de tempo mais curtos, que podem variar de minutos a meses, mas muito raramente um investidor mantém uma posição aberta durante um ano ou mais.

O trading baseia-se na compra baixa e venda alta, mas para tal ser possível é necessário fazer uma análise adequada dos movimentos do mercado, para o que devem ser utilizados diferentes métodos, ferramentas e indicadores gráficos, bem como ter em conta eventos fundamentais, para aqueles traders que combinam análise técnica com análise fundamental.

No trading, são estudadas as tendências do mercado e são abertas posições à sua volta, quer as seguindo, quer negociando contra elas. Desta forma, um trader estabelece a sua estratégia e o seu sistema, configurando o gráfico conforme a sua conveniência, dado que o entende melhor.

Tipos de Trading

Conforme o período em que uma operação é aberta e fechada, o trading em quatro tipos principais:

  • Scalping: é a forma de operar mais frenética já que o scalper abre e fecha posições constantemente que só duram alguns minutos, às vezes até segundos. Este tipo de trading que procura obter pequenos lucros em cada operação.
  • Day trading: neste modelo, o trader abre e fecha posições durante o dia, ou seja, não deixa posições em aberto para o dia seguinte. O seu intervalo de tempo é mais flexível e pode ser de minutos a horas.
  • Swing trading: neste tipo de trading o trader pode deixar a posição em aberto por mais de um dia. Procura tirar partido de tendências marcadas e é mais capaz de resistir a movimentos adversos antes de a tendência tomar o seu curso.
  • Position Trading ou trading posicional: esta forma de trading requer muito mais experiência porque é a longo prazo. Os ntraders que negociam nesta metodologia geralmente deixam as suas posições em aberto durante algumas semanas, ou mesmo meses. A sua margem deve resistir a outros movimentos contrários que são gerados nesse período de tempo antes que o resultado positivo ocorra.

O que devo ter em conta?

O trading não, é algo que se aprende de um dia para o outro, para o conseguir é necessário ter em consideração vários aspetos:

  • Psicologia: é necessário ter uma mentalidade adequada para operar, dado que as emoções afetam diretamente a forma de operar. Por exemplo, quando uma operação é aberta, após ter perdido uma ou várias operações, com a intenção de “vingança” do mercado, sem ter feito uma análise prévia sobre se se trata de uma boa oportunidade ou não. O objetivo de cada trader deve ser o de fazer boas transações acima de ganhar ou perder dinheiro.
  • Gestão adequada do risco: A gestão adequada do risco leva à sobrevivência da conta e à capacidade de alcançar resultados consistentes. Um trader profissional normalmente não arrisca mais de 1% a 3% do seu capital em cada comércio. Também muito importante é a relação risco/retorno; o lucro alvo do comércio em relação à perda máxima que iremos suportar. Uma boa relação risco/retorno seria 1/2 ou 1/3.
  • Estratégia: isto corresponde ao plano a que nos mantemos para determinar os sinais de entrada e saída do mercado. E é aqui que o conhecimento do mercado e a análise técnica são aplicados.
0

Sobre o autor

Henrique Garcia

Analista de Mercados

Responder a este tópico