Entrar
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Warrants: o que são e como funcionam?

Subscrever Newsletter

Selecione os temas de seu interesse e assine nossa newsletter abaixo:

Subscription Type(Obrigatório)

No mundo dos investimentos existem muitos produtos financeiros que pode comprar e vender para ganhar dinheiro. Desde açõesETFs, commodities, imóveis, etc., até produtos derivados mais complexos.

Especificamente, os produtos derivados são instrumentos cujo valor se baseia no preço de outro ativo, denominado ativo subjacente. Assim, se investe em derivados não está adquirindo diretamente o produto (as ações, a matéria-prima ou a divisa, por exemplo), mas sim especulando sobre o seu preço.

Neste artigo falaremos sobre um dos derivados mais utilizados, os warrants, explicando o que são e como funcionam.

O conteúdo deste artigo é meramente informativo, e de forma alguma são recomendações de investimento.

O que são os Warrants?

Um warrant é um contrato que fornece o direito de comprar ou vender um ativo em data futura e a um preço previamente estabelecido. Desta forma, o investidor pode assegurar a compra ou venda de um ativo a um preço previamente acordado (conhecido como strike), beneficiando da subida ou descida desse ativo.

Os warrants são negociados publicamente, assim como as ações. Isso implica que eles podem ser comprados e vendidos quantas vezes quiser, e o seu preço irá flutuar dependendo da oferta e da procura desse warrant. Nesse sentido, são um indicador do sentimento dos investidores nos mercados.

Os principais conceitos de warrants são os seguintes:

  • Paridade: número de warrants necessários para obter o direito a uma unidade do activo subjacente.
  • Strike/Preço de exercicío: preço de compra ou venda acordado do ativo.
  • Data de expiração: data em que o contrato de garantia expira.

Em essência, são como opções financeiras, com a exceção de que as opções são negociadas na bolsa de valores e os warrants são um contrato entre pessoa física e a corretora. 

Características dos warrants

As características mais importantes dos warrants são:

São produtos alavancados

O preço dos warrants é cotado no mercado, pelo que pode flutuar, mas normalmente é um valor muito baixo (por vezes inferior a 1€). Neste sentido, é um investimento muito pequeno, com risco limitado e benefícios ilimitados.

Ou seja, os warrants permitem investir num ativo por um preço muito inferior ao do ativo, podendo obter um efeito multiplicador (efeito de alavancagem). Ou seja, os warrants amplificam as variações do preço do ativo subjacente.

Constituem um direito, mas não uma obrigação

Os warrants garantem-lhe o direito de comprar ou vender um ativo, mas não a obrigação de exercê-lo. Caso chegue a data de vencimento do warrant e o ativo não seja negociado pelo preço esperado, ele poderá ser cancelado, perdendo apenas o prêmio do warrant.

 Dão acesso a uma ampla variedade de ativos e são negociáveis

Os warrants são comprados e vendidos em bolsa, o que significa que seu preço oscila e que é necessário utilizar uma corretora (intermediário financeiro) para acessá-los. Além disso, eles permitem acesso a todos os tipos de ativos:

  1. Ações: Apple, Dax Xetra, Nasdaq 100, Microsoft, etc.
  2. Matérias- primas (Commodities): ouro, prata e petróleo Brent.
  3. Divisas: a taxa de câmbio Euro/Dólar e a taxa de câmbio Euro/Iene.

No entanto, o preço dos Warrants depende da evolução simultânea de vários factores e por isso requer um acompanhamento contínuo do investimento. Entre os fatores recorrentes dos quais depende o preço dos Warrants estão: a evolução do preço do ativo subjacente, a passagem do tempo e as variações na volatilidade.

A premissa para investir com Warrants é que há uma tendência de alta e/ou baixa. O mercado ideal para investir em Warrants é aquele onde, além de tendência de alta ou queda, há movimento.

Tipos de warrants

Os warrants são fundamentalmente de dois tipos, dependendo se a intenção é comprar ou vender o ativo subjacente:

  • Warrant call (compra): quando uma warrant call é adquirida, o investidor adquire o direito de comprar o activo subjacente numa determinada data e a um preço acordado. Esses warrants são reavaliados se o preço do ativo subir, uma vez que o investidor poderá comprá-lo por um preço acordado mais barato.
     
  • Warrant put (venda): quando se compra um warrant put, adquire-se o direito de vender o ativo subjacente numa determinada data e a um preço acordado. Estes warrants valorizam-se se o preço do ativo descer, uma vez que o investidor poderá vendê-lo a um preço acordado mais elevado.

Gráfico explicativo da alavancagem de um Warrant CALL (direita) e de um Warrant PUT (esquerda)

tipos de warrants

Em qualquer caso, permitem alcançar rentabilidade nas duas principais tendências do mercado.

 Além destes dois tipos de warrants, dependendo do seu funcionamento, também podem ser classificados em:

  • Warrant Europeu: o direito de compra ou venda só pode ser exercido na data de expiração estabelecida.
     
  • Warrant Americano: o direito de comprar ou vender pode ser exercido durante toda a vida do warrant.
     
  •  Turbo warrant: turbo warrants têm uma operação particular, pois é estabelecido um preço (barreira), e se durante a vida do warrant o ativo o atingir, o contrato é cancelado .
     
  • Multi warrants: servem para multiplicar a exposição a um mercado com alavancagem fixa, ou seja, funcionam como multiplicador.

👉 Para mais informações, leia o seguinte artigo: Tipos de Warratns

Preço dos Warratns

Os warrants são títulos titularizados, portanto possuem um título oficial. Isso significa que seu o preço é transparente. Além disso, os warrants são emitidos por empresa autorizada (corretora), isto é diferente das opções, que são transaccionadas livremente no mercado entre duas partes. A liquidez, no caso de warrants, é garantida pelo emissor.

emissor do warrant é responsável por determinar as suas características (maturidade, etc.), que dependerá do preço do ativo subjacente e do que se espera dele no futuro. O investidor então escolhe o warrant que melhor atende às suas necessidades.  

Como funcionam os Warrants? | Exemplo prático

A seguir, mostramos um exemplo prático de como funcionam os warrants: imaginemos que as ações da NOS, SGPS são negociadas a 10,5 euros.

O investidor interessado decide comprar um Warrant CALL (altista) sobre a nos com um preço de exercício (Strike) de 10,5€, ou seja , o preço atual.

  • maturidade é de 2 meses.
  • A paridade 2/1 (isto significa que devem ser adquiridos 2 warrants para obter o direito de compra de uma ação da NOS).
  • prémio do warrant é 0,2 €, portanto o investidor paga 0,4 € pelo direito a uma ação .

Dois meses depois, na data de vencimento do Warrant, suponha que NOS esteja negociando a 12,5 euros.

O investidor que comprou o Warrant CALL, na data de vencimento e com a NOS a 12,5€, exercerá o direito de adquirir a ação ao preço de 10,5€ concedida pelo mandado.

Para calcular o valor de liquidação do warrant, a fórmula seria a seguinte:

(Preço de cotação da ação – strike) / paridade.

Portanto, (12,5 – 10,5) / 2 = 1.

valor de liquidação seria 1€ por ação.

Dado que o investidor pagou 0,4 euros pelo Warrant, a sua mais-valia será de 1 – 0,4 = 0,6 euros.

Para saber a rentabilidadedividiríamos o ganho de capital pelo prémio : 0,60/0,40 = 1,5. A rentabilidade, neste caso, seria de +150%.

Com este exemplo podemos ver como o Warrant multiplica o movimento do ativo subjacente graças à alavancagem.

Caso a NOS, no vencimento do warrant, estivesse negociando abaixo do strike, o warrant CALL seria liquidado a 0€ e o investidor perderia o seu investimento, os 0,4 euros que pagou pelo Warrant.

Quais são as diferenças entre warrants e opções?

De tudo o que explicamos, pode parecer que warrants e opções são essencialmente os mesmos, mas a realidade é que existem algumas diferenças. Vamos vê-los: 

  1. principal diferença é que o contrato de opções é estabelecido com o mercado, sendo a corretora a intermediária, enquanto o warrant é um acordo explícito entre a corretora e o investidor.
     
  2. Os warrants permitem investir com um valor de entrada menor em comparação às opções devido à aplicação de um índice e à possibilidade de negociar com um contrato menor.
     
  3. tamanho (ou pacote) de um contrato de opção é geralmente 10 ou 100, enquanto o os warrants são negociáveis ​​individualmente.
     
  4. A relação nos warrants garante que o investimento no ativo subjacente é apenas parcial, o que resulta num preço de compra mais baixo.
     
  5. Os warrants geralmente têm horários de negociação mais longos . Por exemplo, no caso dos turbo-warrants eles podem ser negociados 24 horas por dia, 5 dias por semana, mesmo que o mercado esteja fechado. 
     
  6. spreads dos warrants são geralmente menos voláteis do que os do mercado de opções. Isso ocorre porque o emissor do warrant realiza a criação de mercado. 
     
  7. Dependendo da liquidez e do preço, as opções podem ter um spread inferior ou superior e podem ser negociadas com um prémio diferente em comparação com os Warrants.
     
  8. Para obter o valor intrínseco de uma opção é necessário exercer os títulos ou vender a opção antes do vencimento. Em vez disso, o valor intrínseco de um Warrant é pago automaticamente após o vencimento sem a necessidade de exercitar o produto.

Corretoras que permitem investir em Warrants

Como mencionamos que os warrants são adquiridos através de um intermediário financeiro, compartilharemos com vocês algumas das corretoras mais proeminentes que oferecem o produto:

Interactive Brokers

A Interactive Brokers é uma corretora global, conhecida pela sua plataforma de negociação avançada e pelo acesso a uma vasta gama de mercados financeiros em todo o mundo. Com sede nos Estados Unidos, esta corretora é uma das mais populares entre investidores experientes e profissionais, oferecendo uma ampla gama de produtos, incluindo ações, opções, futuros, forex, bonos e, claro, warrants.

A plataforma de Interactive Brokers permite investir em warrants, dando acesso a uma variedade de mercados, incluindo índices, ações, matérias-primas e Forex. Esta corretora é conhecida pela sua tecnologia de ponta, que inclui ferramentas de análise e negociação sofisticadas.

  • 🏆 Regulador: SEC, FINRA, FCA, entre outros. Está regulada a nível mundial por uma série de reguladores de alto nível.
  • 💼 Ativos financeiros: warrants.
  • 💲 Comissões: oferece duas estruturas de comissões para warrants: comissões escalonadas e comissões fixas.
  • 📈 Plataforma: Global Trader, Client Portal, Trader Workstation, IBKR Mobile
Ampla variedade de mercados e produtos financeiros
Depósito mínimo
0€
Conta Demonstração

Vantagens de investir em warrants através da Interactive Brokers:

✅ Acesso a mercados globais e uma variedade de instrumentos financeiros.
✅ Ferramentas de negociação e análise de alto nível.
✅ Plataforma robusta e personalizável.
✅ Educação e recursos para investidores.

Desvantagens de investir em warrants através da Interactive Brokers

❌ A plataforma pode ser complexa para iniciantes.
❌ Estrutura de tarifas e comissões pode ser complicada para entender inicialmente.

A Interactive Brokers é ideal para traders experientes que procuram uma plataforma poderosa e acesso a uma ampla gama de produtos financeiros. Embora possa ser um pouco intimidante para iniciantes, oferece recursos educativos para ajudar os utilizadores a se familiarizarem com a plataforma e as estratégias de negociação.

👉 Para mais informações sobre a corretora, pode consultar a análise completa e detalhada de Interactive Brokers.

IG

IG é uma corretora online pertencente ao Grupo IG, listada na Bolsa de Valores de Londres. O seu tamanho e experiência a tornam uma das corretoras que dá confiança aos investidores para operar com derivados financeiros, como garantias.

A plataforma oferece a possibilidade de investir em warrants, multi warrants e turbo warrants (chamados em IG Turbo24). Através dos warrants pode acessar índices, ações, matérias-primas e Forex (divisas).

  • 🏆 Regulador: BaFin
  • 💼 Ativos financeiros: Warrants, Multi warrants e turbo warrants (ou Turbo24)
  • 💲 Comissões: €0 (embora outros custos se apliquem)
  • 📈 Plataforma: Plataforma online, app móvil, MetaTrader4, ProRealTime e L2 Dealer.

Estas são as vantagens de investir em warrants através da IG

✅ Conexão com uma ampla variedade de muitas plataformas profissionais
 Acesso a muitos ativos subjacentes (como índices, ações ou forex ) através de warrants
✅ Variedade de tipos de warrants

Desvantagens investir em warrants através da IG

Corretora não recomendada para iniciantes devido à complexidade de seus ativos.
Não há comissões para os warrants, mas há outros custos.

👉 Para mais informações sobre a corretora, pode consultar a nossa análise: Opiniões da IG – Segurança, plataforma e spreads

DEGIRO

A DEGIRO oferece a possibilidade de investir em warrants, multi warrants e turbo warrants. As três opções podem ser emitidas pelo Société Générale ou pelo BNP Paribas.

No caso dos warrants, eles têm acesso a índices e ações. Os warrants múltiplos e os warrants turbo têm acesso a ações, índices, commodities, metais preciosos, títulos, pares de divisas e energia.

  • 🏆 Regulador: BaFin e DNB (Banco Central dos Países Baixos)
  • 💼 Ativos financeiros: Warrants, Multi warrants e turbo warrants.
  • 💲 Comissões: € 0,50 por transação.
  • 📈 Plataforma: Próprio Webtrader (plataforma on-line) e aplicativo móvel

Entre as vantagens de investir em warrants através da DEGIRO encontramos: 

✅  Ampla variedadede mercados
✅ Atendimento ao cliente em português
✅ Plataforma simples
✅ Comissões claras

Desvantagens de investir em warrants com DEGIRO:

 Aplicar comissões a warrants
❌ Precisa abrir um Trader conta ou superior para operar com este tipo de produtos (com a gestão extraordinária que isso implica). 

👉 Para mais informações, pode acessar a nossa avaliação da corretora: Opiniões DEGIRO – Regulação, plataforma e comissões

Trade Republic

Trade Republic é outra das corretoras online que oferece este tipo de derivados, especificamente mais de 11.000 warrants (inclui multis e Turbo) da Société Générale.

  • 🏆 Regulador: BaFin
  • 💼 Ativos financeiros: Warrants, Multi warrants e turbo warrants.
  • 💲 Comissões: operação de 1€ 
  • 📈 Plataforma: Próprio Webtrader (plataforma online) e aplicativo móvel

Entre as vantagens de investir em warrants através da Trade Republic encontramos: 

✅ Transparência as com suas informações e comissões
✅ Muitas variedades de warrants (em ações e índices)
✅ Interface simples

Desvantagens de investir em warrants com Trade Republic:

 Aplica comissões sobre warrants
❌ Plataforma ideal para iniciantes, mas pouco profissional para avançados análise. 
❌ Disponíveis apenas garantias cerca de ações e índices

Para mais informações, pode acessar a nossa análise: Opiniões da Trade Republic – Segurança, plataforma e comissões

Vantagens e desvantagens da negociação dos warrants

Por fim, e como sempre, vejamos as vantagens e desvantagens de operar com Warrants.

Vantagens de investir em warrants

✅ Alavancagem

✅ Variedade de estratégias: os warrants permitem que se beneficie de aumentos e reduções no preço de um ativo ou para proteger carteiras. 

✅ Liquidez: é um produto que lhe proporciona liquidez imediata.

✅ Inúmeras opções: os warrants permitem que acesse uma ampla variedade de mercados.

✅ Sem liquidação diária: Os warrants não exigem liquidação diária de posições e nenhum depósito de garantia é exigido.

Desvantagens de investir em warrants

❌ Produtos complexos de entender.

❌ Alto risco: todos os derivados são produtos complexos baseados em alavancagem que, embora permitam ganhar muito investindo pouco, também é possível perder muito. Portanto, tem que entender muito bem no que está investindo.

❌ Acompanhamento das datas: se investe em warrants deve estar bem atento às datas, pois, uma vez expiradas, são executadas automaticamente caso não tenham sido canceladas anteriormente. Além disso, eles perdem valor com o tempo. 

❌Eles dependem da volatilidade: Eles correm um perigo significativo se houver um mercado lateral.

No entanto, warrants são contratos que concedem o direito, mas não a obrigação, de comprar ou vender um ativo a um preço e em uma determinada data. Esses derivados financeiros, cujo valor é baseado em um ativo subjacente, oferecem alavancagem e acesso a uma ampla variedade de mercados. No entanto, a sua complexidade e o risco associado requerem uma compreensão aprofundada e uma monitorização constante. Em essência, são ferramentas de investimento poderosas, mas exigem cautela e amplo conhecimento financeiro. 

O conteúdo deste artigo é meramente informativo, e de forma alguma são recomendações de investimento.

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF
Quer investir em CFDs? Aqui estão algumas corretoras do mercado 👇
Mais de 5800
Instrumentos
Spreads
Competitivos
Comissões
competitivas
Variedade de produtos
de e plataformas
  Por favor, note que os investimentos em CFDs envolvem risco significativo de perda. Esta informação não constitui uma sugestão de investimento e recomendamos que procure informação adicional antes de tomar qualquer decisão.

Artigos Relacionados

A máxima do trading sempre foi a mesma: obter uma estratégia vencedora e aplicá-la consistentemente, sem sair dela. Portanto, nesta guia de trading com ChatGPT, a primeira ideia – conseguir uma estratégia ve...
“Investir em ouro para se proteger da inflação”. Certamente todos já ouviram esta frase pelo menos uma vez quando se ...