O que é um fundo de investimento?

fundo de investimento

Neste post vamos explicar o conceito de um fundo de investimento, bem como dar algumas dicas sobre o seu funcionamento. Para entender o que é um fundo e como ele funciona, precisamos conhecer os conceitos que estão intimamente relacionados como investidores, investimentos, empresa de gestão, entre outros.

O que é um fundo de investimento?

Os fundos de investimento ou os chamados Organismos de Investimento Colectivo (IIC), são veículos de investimento que reúnem as contribuições de muitos poupadores que são geridas profissionalmente e investiram conjuntamente nos ativos que a equipa de gestão considere adequadas para obterem o maior retorno possível. Portanto, um fundo de investimento consiste num património, que não tem personalidade jurídica e que é dividido em ações. O fundo pode investir num amplo universo de ativos: títulos, ações, câmbio e produtos não financeiros, como imóveis ou matérias primas. Eles também podem investir em qualquer área geográfica. Sim, eles devem respeitar a filosofia de investimento forte.

Todos os fundos nascem com uma certa filosofia de investimento, em que a distribuição dos ativos na carteira é especificado. O perfil de risco é determinar a exposição do fundo (mais arriscado) ou acções fixas (mais conservadores). Ele também deve determinar se o investimento, deve ser numa determinada região, como em Espanha, ou em mais países. Podemos até mesmo, investir globalmente.

Elementos

Para entender o que é um fundo de investimento e como ele funciona, precisamos saber quais são os seguintes conceitos:

  • Participar num fundo de investimento

Assim como existem os acionistas de uma empresa, há participantes de um fundo de investimento, que são, pelas contribuições feitas para o conjunto do activo do fundo, obtido um interesse particular nele. Continuando a analogia, os participantes possuem o fundo na mesma medida em que os acionistas são como uma empresa, e a proporção das contribuições que fizeram. Eles podem entrar no fundo no momento da sua constituição ou à posteriori, e podem sair da mesma (recebendo o retorno sobre o investimento) a qualquer momento.

Os participantes devem estar familiarizados com seu perfil de risco, a fim de tomar as melhores decisões de investimento.

  • Ações de um fundo de investimento

O número de ações que formam um fundo de investimento não é um valor fixo como com as ações de uma empresa, mas dependem de compras e vendas feitas dos mesmos. A compra é chamado de subscrição e venda de ações, a redenção. O preço das ações de um fundo de investimento em uma determinada data é chamado valor patrimonial líquido. Este valor é o que nos permitirá ver como o fundo. Tecnicamente, o NAV está definido herança compor o fundo, dividido pelo número de unidades em circulação. Por exemplo, se as ações do fundo de investimento tem um valor patrimonial líquido de € 100 e tem € 2.000 para investir, o investidor vai adquirir 20 ações. O valor patrimonial líquido é publicado diariamente, tendo em conta o preço de fechamento dos mercados.

As acções são valores negociáveis, mas normalmente não são negociados em nenhum mercado de valores, sendo que é a empresa quem vende e recompra as acções.

  • Empresa de gestão de um fundo de investimento

A Sociedade Gestora é responsável pela gestão e administração do fundo. Devemos esclarecer que não é o proprietário do fundo, os proprietários são sempre os acionistas. A sociedade gestora decide onde os activos do fundo, ou seja, determina a política de investimento onde o fundo é investido. Cada fundo é gerido por um único gestor, mas um gerente pode administrar mais do que um fundo de cada vez.

Estas empresas cobram uma taxa diretamente à gestão de fundos de investimento e administração dos mesmos. As sociedades gestoras são obrigadas a apresentar informações relativas aos seus fundos para a CMVM periodicamente, e são responsáveis ​​por manter o controle das ações de inversão.

  • Depositário de um fundo de investimento

O papel do depositário é salvaguardar e monitorar os ativos do fundo. Isso pode ser um banco, banco de poupança, empresa de valores mobiliários ou cooperativa de crédito que está registrado na CNMV. O depositário cobra uma taxa para financiar um depósito. Se o depositário do fundo de investimento muda, os acionistas têm direito a receber todos os seus investimentos, se os houverem, ou seja, comissão de resgate.

Se quiser aprender mais sobre Fundos de Investimento, pode fazer download do nosso manual de gratuitamentemanual fundos
0

Sobre o autor

Filipe Silva

Conteúdo – Rankia Portugal

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *