Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Commodities: o que são, tipos e como funcionam

Subscrever Newsletter

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


As matérias-primas, também chamadas commodities, são bens físicos produzidos pelo homem ou disponíveis na natureza, que adquirem um certo valor devido ao direito do proprietário de os comercializar, e não devido ao direito de os utilizar.

Commodities ou matérias-primas

Normalmente, considera-se Commoditie aquele bem material ou metal com um baixo nível de diferenciação ou especialização, como o milho ou o algodão, mas também se englobam neste conceito metais como o ouro ou a prata, já que estão disponíveis praticamente em todo o mundo e praticamente sem distinção.

São matérias obtidas da natureza, que após a sua extração é submetida a processos de transformação para se tornar um bem.

Após a transformação, o produto inicial adquire valor e contribui para o desenvolvimento da economia.

Um dos exemplos mais comuns é o petróleo bruto, sendo uma matéria-prima para muitos subprodutos, como combustível ou uma matéria-prima para produtos petroquímicos.

No mercado financeiro, as matéria-primas também são conhecidas como “Commodities”.

Características da matéria-prima

As matérias-primas são definidas pelas seguintes características:

A sua produção depende de muitos fatores, como a estação do ano em que pode ser extraída, a topografia, a maquinaria tecnológica e o ambiente natural a partir do qual é extraída.

A matéria-prima faz parte dos meios de produção dos bens finais para o consumo e pode ser:

  • Pode ser renovável ou não renovável;
  • Desempenha um papel fundamental no processo de produção;
  • É extraída da natureza do setor primário e processada para o consumo do setor secundário.

Matéria-prima e a sua importância

A sua maior importância reside em ser o principal meio de produção de bens de consumo.

Sem matérias-primas, a existência de indústria, tecnologia, medicina e até mesmo o próprio homem não poderia ser possível.

É considerada a principal fonte de riqueza para um país. Porque a sua exploração vem da abundância natural de um recurso em um determinado território.

No âmbito do desenvolvimento da teoria económica e das primeiras fábricas de grande escala, as deficiências deste tipo de bens tornaram-se evidentes. Acima de tudo, a volatilidade dos seus preços e o seu baixo valor acrescentado.

A dependência da produção de matérias-primas como principal fonte de renda tornou-se um sinal inequívoco de atraso econômico. Assim, os países desenvolvidos se especializaram em bens manufaturados e, posteriormente, no setor de serviços.

A volatilidade dos preços das matérias-primas, devido à sua escassez e porque dependem de fatores naturais, como o clima, é uma das suas maiores desvantagens. A acrescentar ao facto de a sua exploração exigir por vezes grandes investimentos iniciais.

Classificação das commodities:

  • Metais: ouro, prata, cobre, platina e alumínio.
  • Perecíveis: algodão, açúcar, cacau, café, sumo de laranja …
  • Carne e derivados: bovinos vivos, suínos vivos, manteiga, leite …
  • Energia: nafta, etanol, fuelóleo, gás, petróleo bruto …
  • Grãos: soja, trigo, milho, aveia, cevada…

Mercado de matérias-primas

O mercado das matérias-primas ou commodities é o mercado onde se comercializam todos os tipos de matérias-primas, desde o milho e o trigo até ao petróleo. Mas devemos ter em conta que cada produto tem o seu próprio mercado composto por compradores e vendedores, ainda que caiba a possibilidade de agrupar vários produtos para  que sejam negociados no mesmo mercado, como é o caso do NYMEX.

A New York Mercantile Exchange (NYMEX) é o maior mercado de futuros sobre matérias-primas. Algumas das matérias-primas negociadas no NYMEX com maior volume são o alumínio, cobre, o petróleo ou o ouro.

Como negociar nos mercados de matérias-primas?

A forma de trabalhar no mercado de matérias primas ou commodities é a futuros, ou num mercado a termo. Por esta razão, na maioria dos casos, as matérias primas são negociadas através de contratos de futuros, em que uma determinada quantidade de materia prima é prefixada.

A dimensão do contrato de futuros é diferente de acordo com cada produto, por esse motivo existem normas de negociação internacional. Existe também a possibilidade de negociar através de mini contratos de futuros, que são negociados com 1/10 do contrato padrão.

Devemos também ter em conta o preço do contrato de futuros; cada contrato terá um preço diferente dependendo do local onde a entrega física da mercadoria vai ser feita.

Para além dos contratos de futuros, existem ETFs que nos permitem investir em algumas matérias primas, tais como petróleo ou ouro, onde replicam o movimento da Commodity.

Fatores determinantes dos preços das commodities

Há vários fatores determinantes para ditar os preços das commodities. A variação dos preços está associada à volatilidade, medida pela diferença percentual diária no preço de uma mercadoria. Quanto mais ampla for a faixa de preço de baixa a alta diariamente, semanal, mensal ou de longo prazo, maior será a volatilidade e vice-versa.

O efeito da volatilidade é difícil de medir, mas é geralmente visto como negativo porque traz consigo incerteza sobre os níveis de preços futuros.

Os preços das commodities são na sua maioria inelásticos, se a procuta por uma matéria-prima aumenta repentinamente, a produção global não pode responder imediatamente. As minas não podem aumentar repentinamente os níveis de produção e os consumidores nem sempre podem substituir um metal por outro quando os preços sobem ou caem.

O impacto da volatilidade dos preços varia entre os consumidores com base nas suas necessidades gerais de serviço e práticas de compra. Os preços dos metais não são apenas importantes para os fabricantes e utilizadores finais, mas há muito tempo são usados ​​como uma ferramenta para monitorar as condições econômicas e de mercado.

A Mãe Natureza

O clima e os desastres naturais em todo o mundo costumam afetar o preço dos materiais. Seja um incêndio florestal na Austrália, furacão nos Estados Unidos ou terremoto no Chile. Um exemplo disso foi em 2010 um terremoto de magnitude 8,8 no Chile que causou a suspensão da produção de quatro grandes minas – afetando cerca de 20% da capacidade do país.

Oferta e procura

A oferta e a demanda são os fatores mais importantes na determinação do caminho de menor resistência para os preços das commodities. O conhecimento dos dados de produção das principais nações produtoras é um ingrediente essencial na avaliação da produção e da oferta total, por exemplo, Chile para Cobre e Rússia para Níquel.

Fontes públicas e privadas de dados estão disponíveis em organizações comerciais, empresas de pesquisa e governo. Além disso, novos dados alternativos estão disponíveis, como imagens de satélite, observando pontos de interesse ao longo da cadeia de abastecimento.

A demanda é onipresente, quase todo ser humano no planeta Terra é um consumidor de commodities que são a base da vida cotidiana em todo o mundo. Commodities como o cobre têm indicadores adicionais que podem fornecer informações sobre a demanda, como a saúde do setor habitacional dos EUA.

Níveis de armazenamento e restrições de transporte

As restrições de transporte da mercadoria física que ocorrem ou o armazenamento podem ser necessários ao longo da cadeia de abastecimento; isso depende muito do tipo de mercadoria e das condições necessárias para o transporte e armazenamento.

Os níveis de stock de alto nível podem ser determinados observando-se os estoques do armazém de câmbio, como LME, COMEX e SHFE e, até certo ponto, os dados de satélite e os dados de envio AIS podem ser usados ​​para obter mais informações sobre o transporte e armazenamento de mercadorias em todo o mundo .

Ainda se lembra da situação do canal Suez? A escassez das matérias primas e dos materiais fez aumentar o preço de várias matérias primas.

Geopolítica

Como as commodities são extraídas de áreas específicas ao redor do globo, questões políticas nessas regiões podem afetar o preço dessas commodities.

O ataque iraniano à Arábia Saudita em setembro de 2019 forçou o fechamento das instalações, cortando a produção de petróleo do país de 9,8 para cerca de 4,1 milhões de barris de petróleo por dia, perdendo 5,7 milhões de barris de petróleo por dia ou cerca de 5% da produção global, causando um aumento de 20% nos preços, o maior desde que Saddam invadiu o Kuwait há 30 anos.

Rotas lógicas sendo cortadas, por exemplo, em agosto do ano passado (2019), o Irão apreendeu o terceiro petroleiro no Golfo Pérsico, o que teve um efeito significativo no preço do petróleo.

Os trabalhadores em greve contra as minas produtoras de cobre podem ocorrer de vez em quando, com a maior parte da produção de cobre concentrada em um punhado de áreas (as 20 principais minas produzem 40% do cobre mundial), isso pode ter um efeito considerável no preço do cobre .

A súbita imposição de um imposto ou tarifa sobre as importações ou exportações por um governo (por exemplo, nos EUA e na China) muitas vezes aumenta a volatilidade, a saúde das duas maiores economias do mundo tem uma forte influência sobre quase todas as commodities.

Informações de mercado

Há uma série de indicadores de desempenho econômico que são monitorados de perto, pois podem influenciar o preço das commodities. Isso inclui produtos econômicos, taxas de desemprego, inflação e disponibilidade e atratividade de bens substitutos (por exemplo, substituição de cobre por alumínio).

Sazonalidade

É importante observar a sazonalidade para padrões no dia da semana, semana do mês e mês do ano.

Por exemplo, o petróleo sobe uma quantidade estatisticamente significativa em uma sexta-feira. Há uma maior demanda por petróleo durante a temporada de condução nos Estados Unidos, que vai de abril a setembro, e a temporada de furacões pode ter um impacto no preço de várias commodities.

Como a volatilidade afeta os consumidores e outros ao longo da cadeia de abastecimento?

O impacto da volatilidade dos preços varia entre os consumidores com base nas suas necessidades gerais. Quando a economia mundial está saudável e crescendo, a demanda por commodities tende a aumentar, e o inverso é verdadeiro em tempos de fraqueza econômica.

A exposição à volatilidade do preço da matéria-prima varia ao longo da cadeia de abastecimento, na maioria dos casos, com a maior parte do controle vindo dos grandes participantes em qualquer uma das extremidades da cadeia de abastecimento, aqueles que extraem os materiais do solo e aqueles que fornecem o produto ao consumidor.

A ChAI está ajudando várias organizações ao longo da cadeia de suprimentos no gerenciamento da sua exposição ao risco de preço de matéria-prima por meio da previsão do preço da matéria-prima. Entre em contato caso tenha interesse em saber mais.

Com a leitura deste artigo, ficou interessado em saber mais? Veja, também, o nosso artigo Como investir em petróleo? CFDs, ETFs…

Commodities: como invertir?

Investir em commodities não é tão simples como muitos fazem parecer. Não é simplesmente seguir a Herd Mentality e entrar no trem que já está andando; nem é tão simples como comprar ações, onde as variáveis ​​macroeconômicas importam, mas os fundamentos e o desempenho das empresas, da indústria e do setor importam mais. Embora existam ETFs ou melhor chamados ETCs , cujas estruturas contêm derivativos ou em alguns casos o físico como suporte, investir neles é muito mais sofisticado do que investir em ETFs comuns que seguem uma cesta de ações diferentes. A transação, seja com ETFs , CFDs ou Futuros em matérias-primas pode ser tão acessível quanto comprar ações, mas sua operação é muito mais complexa. Investir em qualquer instrumento derivado cujo subjacente seja uma commodity é uma decisão que deve ser tomada com prudência e certa experiência no assunto, sem descuidar de uma pesquisa séria.

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF
Consent(Obrigatório)

Artigos Relacionados

Na bolsa de valores existem muitos índices. Um desses índices utilizado por investidores é o STOXX 600. Não é tão conhecido como o Nasdaq ou NYSE, mas, é importante entender o que é e como funciona. Neste ar...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments