O que é uma auditoria? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

O que é uma auditoria?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


O que é uma auditoria

O termo auditoria geralmente refere-se a uma auditoria de demonstração financeira. Uma auditoria financeira é um exame objetivo e avaliação das demonstrações financeiras de uma organização para garantir a qualidade que os registos financeiros são uma representação justa e precisa das transações que afirmam representar. A auditoria pode ser conduzida internamente por funcionários da organização ou externamente por uma empresa autorizada. Mas não precisam de ser só financeiras, vamos falar neste artigo de outros tipos

Como funcionam as auditorias

Quase todas as empresas recebem uma auditoria anual das suas demonstrações financeiras, como demonstração de resultados , balanço patrimonial e demonstração de fluxo de caixa . Os credores geralmente exigem os resultados de uma auditoria externa anual como parte dos seus compromissos de dívida. Para algumas empresas, são um requisito legal devido aos incentivos convincentes para distorcer intencionalmente as informações financeiras na tentativa de cometer fraude.

Auditoria Externa vs Interna

Auditorias Externas

As auditorias realizadas por terceiros podem ser extremamente úteis para remover qualquer tendência na revisão do estado das finanças de uma empresa. As auditorias financeiras procuram identificar se existem distorções materiais nas demonstrações financeiras. A opinião de um auditor não qualificada ou limpa fornece aos leitores das demonstrações financeiras a confiança de que as informações financeiras são precisas e completas. As auditorias externas, portanto, permitem que os acionistas tomem decisões melhores e mais informadas em relação à empresa auditada.

Os auditores externos seguem um conjunto de padrões diferentes daquele da empresa ou organização que os contrata para realizar o trabalho. A maior diferença entre uma auditoria interna e externa é o conceito de independência do auditor externo. Quando são realizadas por terceiros, a opinião do auditor resultante expressa sobre os itens que estão sendo auditados (finanças da empresa, controles internos ou um sistema) pode ser franca e honesta sem afetar as relações de trabalho diárias dentro da empresa.

Audições internas

Os auditores internos são contratados pela empresa ou organização para a qual estão realizando uma auditoria, e o relatório é entregue diretamente à gestão e ao conselho de gestão. Os auditores consultores, embora não sejam empregados internamente, usam os padrões da empresa que estão auditando, em oposição a um conjunto separado de padrões. Esses tipos de auditores são usados ​​quando uma organização não tem recursos internos para auditar certas partes das suas próprias operações.

Os resultados da auditoria interna são usados ​​para fazer mudanças na gestão e melhorias nos controlos internos. O objetivo é garantir a conformidade com as leis e regulamentos e ajudar a manter relatórios financeiros precisos e oportunos e coleta de dados. Também oferece um benefício para a gestão, identificando falhas no controle interno ou relatórios financeiros antes da sua revisão por auditores externos.

Tipos de auditoria

Agora que sabe os dois modelos possíveis, podemos falar sobre alguns tipos de auditoria existentes. Separamos os mais importantes para ficar por dentro do tema.

1. Auditoria contabilística

A auditoria contabilística faz a investigação de toda documentação financeira da empresa.

Esse tipo de auditoria é uma análise criteriosa para avaliar se o patrimônio está sendo gerido de acordo com os direcionamentos e conformidades. O seu principal objetivo é reduzir os índices de improbidade corporativa.

Com a análise dos documentos contabilísticos, é possível conferir se a conta das demonstrações contabilísticas é compatível com a situação financeira, econômica e patrimonial da organização.

Além disso, a auditoria contabilística pode identificar situações que tenham prejudicado o patrimônio da empresa, por meio dos registos contabilísticos.

2. Auditoria financeira

A auditoria financeira se encarrega do trabalho com os valores, ou seja, a garantia que os registos de caixa, extratos, entradas e saídas estejam sempre em dia.

Esse processo envolve também a análise de aplicações e investimentos, procurando com que o dinheiro tenha retorno e não prejuízos para a organização.

Com essa auditoria é possível garantir a eficiência do controle financeiro, dificultar ações que comprometam o caixa da empresa, dar maior segurança aos controles internos do departamento financeiro e apresentar soluções mais adequadas, como a implementação de um sistema de gestão financeiro.

3. Auditoria Fiscal e Tributária

Já as análises tributárias garantem que sejam cumpridos os aspetos fiscais, conforme a legislação.

As questões tributárias brasileiras são complexas, por isso, ter controle sobre as questões legais faz com que as empresas não paguem mais impostos, taxas ou tarifas do que precisam.

4. Auditoria operacional

Nesta auditoria, o objetivo é avaliar e analisar o funcionamento da empresa nas suas rotinas, processos e metodologias adotadas.

Ela fornece diagnósticos e propõe soluções voltadas para maior eficiência, poupanças e eficácia de utilização de recursos e é uma ampla análise da performance da gestão de uma organização.

5. Auditoria de sistemas

Muitas empresas, para melhorarem sua produtividade e desempenho, adotam softwares de gestão e sistemas que ajudam na realização das tarefas.

Dessa forma, a auditoria de sistemas é mais um dos tipos possíveis a ser realizada numa organização.

Aqui, se avalia a eficiência, segurança e desempenho de todas as soluções tecnológicas adotadas.

6. Auditoria ambiental

A auditoria ambiental é parte dos processos e se preocupa com o impacto das atividades da empresa no meio ambiente em que está inserida.

Aqui se verifica se a conduta da empresa e desempenho ambiental corresponde com os critérios estabelecidos da legislação vigente.

A escolha de fornecedores que poluem menos ou que não promovam testes laboratoriais em animais são exemplos de soluções para a parte ambiental

7. Auditoria de qualidade

A auditoria de qualidade avalia se os métodos de trabalho e os produtos e serviços estão dentro das normas estabelecidas pela própria companhia.

Além disso, a auditoria de qualidade verifica se a empresa está em conformidade com as normas externas, como as de vigilância sanitária ou normas técnicas, como ISO.

Estamos a falar de processos muito importantes e induzem a melhoria contínua dentro de uma organização.

É importante ter em mente que não é um processo ruim para procurar erros, mas oferece diversos benefícios e uma visão mais estratégica para as organizações.

A auditoria permite definir os riscos da gestão, dá maior conhecimento a respeito dos processos e controles, previne erros e fraudes e dá maior confiabilidade e credibilidade aos negócios.

Observar processos, documentos e metodologias utilizadas faz com que se avalie o modo de trabalho, se entenda o que está ocorrendo bem ou não e dá oportunidade de aperfeiçoar os processos.

Artigos Relacionados

TRI: Como calcular a Taxa de Retorno Imediato? Estudar a Taxa de Retorno é muito importante e certamente estará ciente da taxa de retorno no vencimento. O que pode dizer-me sobre a Taxa de Retorno Imediato? ...
A Coupon stripping é a separação dos pagamentos periódicos de juros sobre um título direto da sua obrigação de reembo...
A economia pode parecer enfadonha, apesar disso, no meu primeiro artigo dou motivos suficientes para dedicar tempo a ...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments