O que é uma unidade de participação de um fundo de investimento?

unidade de participação de um fundo de investimento

O que é uma unidade de participação de um fundo de investimento? O mercado financeiro é um mundo de ferramentas de investimento, que oferecem inúmeras possibilidades de maximizar os seus rendimentos. É um sector onde a relação entre risco e investimento é inversamente proporcional. Ou seja, quanto maior for o risco envolvido no investimento, maiores são as suas possibilidades de fazer dinheiro. E vice-versa.

Por isso, na maioria das vezes, o mercado financeiro acaba por ser assustador para quem olha de fora e aqui chega pela primeira vez. O jargão técnico é enorme, as ferramentas inúmeras e as possibilidades de ação são tão vastas quanto as possibilidades de investimento. No entanto, no momento em que dá o primeiro passo, rapidamente o investidor percebe que este é um sector como outro qualquer. Tem as suas especificidades, é certo, mas não é nenhum bicho de sete cabeças. O fundamental é adoptar uma postura sensata, responsável e inteligente para não investir acima das suas possibilidades.

Existem dois tipos de investidores: os conservadores e os mais agressivos. Estes últimos, que é normalmente o perfil do investidor mais jovem e mais disposto a correr riscos, tendem a recorrer mais às Unidades de Participação (UP) em fundos de investimento, uma das varias opções de aplicação de poupanças que o mercado oferece, em que o risco varia entre o moderado e o elevado e, como tal, o seu potencial de rentabilidade é maior.

O que é uma unidade de participação de um fundo de investimento?

Antes de começar a aplicar as suas poupanças em unidades de participação de um fundo financeiro, é necessário entender o que é esta ferramenta. Numa definição muito simples e fácil, uma UP representa o investimento de cada pessoa num determinado fundo. Ou seja, a soma de todas as UP correspondem ao património absoluto do próprio fundo.

No entanto, há que perceber que cada UP é autónoma e independente. Ou seja, cada investidor no fundo é livre de fazer o que entender com a sua unidade de participação, apesar de todas elas terem características semelhantes. Posto isto, surge outra questão: e um fundo de investimento? O que é?

Estes fundos são então ferramentas de investimento colectivo. Representam um património independente, que pode ser adquirido por participantes autónomos, com personalidade jurídica singular ou colectiva. Cada detentor de uma unidade de participação num fundo de investimento é chamado de participante. Os participantes não têm responsabilidade pela gestão do fundo, o que significa que o seu risco de investimento não está relacionado com possíveis difiras que as entidades que os germe possam contrair. Daí serem apelativos para os investidores.

Como se calcula o valor de uma unidade de participação?

Finalmente, mas não menos importante, chegamos à última grande questão referente às unidades de participação: como se calcula o seu valor? Tendo em conta que os fundos financeiros, tal como todas as ferramentas do mercado monetário, são fortemente regulamentadas, também as UP são controladas, garantindo a confiança de todos os investidores.

Assim, o valor de uma UP é calculado com uma periodicidade diária, pela respectiva entidade gestora, com o recurso a uma fórmula matemática. Ou seja, o valor unitário de cada UP é calculado através do valor total líquido do fundo monetário a dividir pelo número de unidades de participação emitidas e em circulação.

Além disso, é ainda importante ter em consideração que o valor global líquido de um fundo de investimento é obtido a partir de todos os activos calculados de acordo com a última cotação em bolsa disponível e pela contagens dos juros de obrigações. E, quando estes representam uma moeda estrangeira, são sempre convertidos à moeda referente do fundo. Isto garante que o valor de cada UP é igual e equitivo a todos os participantes.

Vantagens

Como mencionámos acima, uma UP num fundo de investimento é uma ferramenta com um risco moderado ou elevado que, por conseguinte, garante um potencial de rendimento maior. É, por isso, procurado por quem lida melhor com o risco e pelos investidores com uma maior literacia financeira, que conhecem bem o mercado. É que, ao agregar centenas de investidores, um fundo de investimento oferece benefícios que, de outra maneira, não estariam acessíveis a investidores mais pequenos.

Mas as vantagens destes fundos não se ficam por aqui. Ao poder movimentar e investir em diferentes mercados e sectores de actuação, os fundos de investimentos significam uma maior diversificação do risco. Isto torna-se apelativo para o participante que adquire uma UP, porque pode compensar o mau resultado particular de determinado activo com o bom desempenho de um outro título do mesmo fundo.

Além disso, como também já o mencionámos, o acesso a um fundo de investimento e às suas respectivas UP é facilitado. Qualquer investidor, independentemente da sua dimensão, pode recorrer a esta ferramenta financeira, garantindo a maximização dos seus recursos. E, como a parte dos rendimentos é muito importante nestas coisas, importa realçar que uma UP é uma ferramenta de enorme liquidez, que normalmente podem ser convertidos em dinheiro num prazo de três dias úteis.

Por isso, se está a pensar adquirir uma unidade de participação num fundo de investimento, procure uma entidade gestora profissional e responsável. É importante que os fundos sejam geridos por entidades qualificadas e especializadas, para que consiga identificar de forma rápida e directa as melhores oportunidades de investimento, garantindo um maior retorno da sua aplicação.

Sobre o autor

Rankia

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade