Como posso ver o estado da minha conta bancária? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Como posso ver o estado da minha conta bancária?

Hoje em dia, não há qualquer razão para que não saiba exatamente que valor tem disponível na sua conta. Desde uma simples ida a uma caixa multibanco ou uma consulta rápida no seu homebanking, conhecer a realidade dos números é rápido e fácil. Conheça todas as formas de consultar o mesmo no artigo que agora lhe apresentamos.

Qual o saldo que tenho disponível

Quem nunca foi às compras um pouco ‘às escuras’, sem saber com exatidão qual o saldo disponível na sua conta bancária? Atualmente, isso já não é necessário acontecer. Numa simples ida a uma caixa multibanco poderá saber com precisão o valor que tem na sua conta.

Mas analisemos todos os passos. Assim que encontrar uma caixa multibanco, introduza o seu cartão e marque o seu código secreto, também conhecido como código pin. Depois, escolha a opção ‘Consulta’, seguida de ‘Consulta de Saldo’. E porque hoje em dia as questões ambientais são uma parte fulcral do dia a dia, antes de ter acesso ao seu saldo, será questionado sobre a forma como deseja visualizar o mesmo, se tendo acesso ao valor no ecrã da caixa multibanco, se através da impressão de um talão.

Depois de escolher o que melhor se adequa a si, ficará a saber o que tem disponível na sua conta. Mas atenção! Existem vários termos que constam em qualquer consulta de saldo, nomeadamente saldo contabilístico, saldo disponível, saldo autorizado e, finalmente, saldo cativo.

Fica uma breve explicação sobre cada um deles

  • Saldo contabilístico: refere a diferença entre os créditos e os débitos na conta. Por essa razão, é possível que não consiga utilizar o valor correspondente ao seu saldo contabilístico.
  • Saldo disponível: este é o valor que tem disponível a movimentar. Por outras palavras, este é o dinheiro que tem, realmente, na sua conta.
  • Saldo autorizado: corresponde à soma do saldo disponível e o valor que o banco lhe concede a título de crédito, como são exemplo as contas-ordenado.
  • Saldo cativo: diz respeito a um valor que ainda não foi processado pela entidade bancária, pelo que ainda não está disponível para uso.

A consulta no telemóvel e tablet

Hoje em dia, todas as entidades bancárias disponibilizam aplicações próprias onde pode executar (quase) todas as operações que faria numa caixa multibanco ou ao balcão da sua instituição bancária. E a consulta de saldo é uma dessas operações. Depois de descarregar a aplicação para o seu dispositivo móvel e criar o seu registo na mesma, poderá começar a fazer todas as suas consultas no telemóvel ou tablet.

Tal como um cartão multibanco, também a aplicação terá um código secreto associado, código esse que será solicitado sempre que quiser aceder à aplicação e executar alguma operação. Já depois do login feito, terá que seguir os mesmos passos que numa caixa multibanco, escolhendo a opção ‘consultas’, seguido de ‘consulta de saldo’. Aqui, os montantes aparecer-lhe-ão sempre no visor.

No site do seu banco, também é possível

Se passa o dia ao computador, pode também optar por consultar o saldo via online. Só precisa de abrir o site do seu banco, fazer login e também aqui surgirão as diversas opções para as operações que poderá levar a cabo, como a consulta de saldo. O procedimento não difere em nada, devendo escolher ‘consultas’, seguido de ‘consulta de saldo’.

Uma ida ao balcão também é válida

Não é, de todo, a forma mais fácil de saber que valor tem na sua conta, mas será, com toda a certeza, a mais pessoal e personalizada. Se preferir, pode dirigir-se a um balcão da sua instituição bancária e desde que esteja munido do seu Cartão de Cidadão e saiba o número da sua conta, poderá pedir informações sobre o saldo que tem disponível para gastar.

Não sabe o número da conta? Não há problema! Apresente o cartão de débito associado à conta sobre a qual quer informações e o agente bancário que o atender conseguirá disponibilizar-lhe todas as informações que precise, seja o valor do saldo ou não.

Como vê, não há razões para que na sua próxima ida às compras seja surpreendido com uma operação não autorizada por ‘saldo insuficiente’.

Sobre o autor

Eduany Silva

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade