Quais são os principais empregos do mercado financeiro?

Quais são os principais empregos do mercado financeiro?

Quais são os principais empregos do mercado financeiro? O sector financeiro é uma área muito vasta e eclética, com diferentes valências e requisitos específicos. No entanto, quem são ao certo esses agentes profissionais que fazem parte deste universo financeiro? Quais as suas principais tarefas? E quais as certificações financeiras existentes?

Para responder a todas estas questões e esclarecer tudo o que há para saber sobre os principais empregos do mercado financeiro, criámos um guia com tudo sobre este tópico. Para que fique a conhecer o sector por dentro, quais as vantagens de seguir estas carreiras profissionais e quais as competências e aptidões que necessita para tal.

Principais empregos do mercado financeiro

Gestor de Fundos de Investimento

Comecemos por uma das mais importantes profissões do mundo financeiro. Os gestores de fundos de investimento têm crescido exponencialmente nos últimos anos, à medida que cresce também a procura por estes instrumentos financeiros. Afinal de contas, os fundos de investimento têm atraído cada vez mais empresários, não só em Portugal, mas em todo o mundo, devido à alta rentabilidade oferecida.

O gestor de fundos de investimento é assim o profissional responsável por tomar todas as decisões relacionadas com esta carteira de ativos, baseando-se para isso no seu conhecimento do mercado, na sua experiência e no know how acumulado. É, por isso, uma profissão muito arriscada, já que tem nas suas mãos o destino de todos os investidores com dinheiro no seu fundo. Para isso, o gestor deve ser devidamente licenciado e certificado pelo regulador, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

Bancário

O bancário é, provavelmente, o profissional base do sector financeiro e, quiçá, a profissão que todos nos lembramos primeiramente quando abordados esta área de negócio. Afinal de contas, as instituições financeiras são aquelas que têm mais poder, influência e peso no mercado financeiro. O bancário é, então, o profissional que trabalha nestas instituições, com várias funções, a saber: atendimento ao cliente, aconselhamento financeiro, realização de transferências financeiras, etc.

Esta é uma profissão muito procurada, já que tem uma larga perspetiva de futuro e é muito bem remunerada. Para se tornar num bancário de sucesso, deve formar-se num curso superior relacionado com Finanças ou Economia e procurar trabalho num dos vários bancos nacionais. Normalmente, estes profissionais começam por um estágio e depois vão a subir na instituição, com muito trabalho, dedicação, ética e rigor.

Analista de investimentos

Já falámos anteriormente do gestor de investimentos, por isso agora é altura de mencionar um dos seus primos próximos: o analista. Este profissional orienta os investidores e empresários, sejam  particulares ou coletivos, em como investirem as suas poupanças, de forma a retirar o máximo de rentabilidade. Além disso, deve também ter olho para procurar e encontrar as melhores oportunidades de investimento no mercado financeiro.

Para isso, o analista de investimento deve ter um alargado conhecido do sector. Deve ter ainda conhecimentos aprofundados sobre Economia e Finanças, assim como o funcionamento dos vários agentes que formam este meio. O analista de investimento deve ter formação nestas áreas e uma passagem pela banca só faz com que o seu currículo e formação saiam a ganhar.

Contabilista

Tal como o bancário, do qual também falámos um pouco acima, o contabilista é outro dos profissionais que faz parte dos pilares fundadores do mercado financeiro. Afinal de contas, nenhuma empresa pode viver sem contabilista, até porque a lei nacional assim o obriga. O contabilista é assim o profissional responsável pela manutenção financeira de qualquer empresa.

Para isso, o contabilista analisa todos os gastos em todos os lucros de determinado negócio, através da organização dos seus recibos e faturas, elabora relatórios e balancetes de contas, acompanha possíveis auditorias, gere o pagamento de impostos e oferece aconselhamento ao cliente nesta área. Para isso, é fundamental conhecer a fundo o código fiscal nacional e tributária. O contabilista deve ter formação específica na área, através do respetivo curso superior. É uma profissão muito exigente, mas igualmente bem remunerada.

Sobre o autor

Diana Costa

Content Specialist for Rankia Portugal

 

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade