Como usar os indicadores RSI e MACD

O RSI (Relative Strength Index) e o MACD (Moving Average Convergence Divergence) são dois indicadores utilizados na Análise Técnica de gráficos, que têm por base fórmulas que ajudam os investidores a prever uma futura tendência do preço de um dado instrumento financeiro. 

O RSI (Relative Strength Index) ou índice de força relativa, é um indicador técnico utilizado para avaliar condições de mercado em que o preço de um determinado ativo se encontre em sobrecompra ou sobrevenda. 

Este indicador é exibido como um gráfico de linhas compreendido entre os valores de 0 a 100 sendo que, normalmente, uma leitura abaixo do nível 30 indica uma condição de sobrevenda e uma leitura acima do nível de 70 indica que um ativo está em sobrecompra.

Existem várias formas de interpretar este indicador sendo que, umas das que é provavelmente mais utilizada é, por um lado, a de considerar um sinal de compra sempre que (tendo o RSI descido abaixo do nível 30) o mesmo volte a cruzar este valor numa tendência ascendente e, por outro lado, a de considerar um sinal de venda sempre que (tendo o RSI ultrapassado o valor de 70) este volte a cruzar este valor numa tendência descendente, como mostra o gráfico abaixo.

Outra interpretação do indicador, poderá ser através de uma divergência, em que o preço se encontre numa tendência descendente, enquanto que a linha do indicador RSI mostra uma tendência ascendente.

Este indicador também poderá indicar divergências, ou seja, é observada uma tendência descendente no preço do ativo, enquanto que a linha do indicador mostra uma tendência ascendente, o que poderá indicar que o preço irá reverter a sua direção, como mostra o gráfico abaixo.

MACD (Moving Average Convergence Divergence) é outro indicador bastante utilizado pelos investidores e é determinado subtraindo a média móvel exponencial de 26 dias (linha MACD) à média móvel exponencial de 12 dias, resultando na média móvel exponencial de 9 dias do próprio MACD (denominada também de linha de sinal).

Este indicador tem então como propósito identificar momentos importantes resultantes da convergência e divergência destas médias móveis e que poderá ter várias interpretações.

A interpretação possivelmente mais utilizada é através de cruzamentos, ou seja, sempre que a linha de MACD cruze em sentido ascendente a sua linha de sinal, então um sinal de compra é fornecido, por outro lado, sempre que aconteça o oposto, um sinal de venda é indicado, como ilustra o gráfico abaixo.

Outro método, seria através de divergências, que ocorrem sempre que o próprio comportamento do MACD diverge do preço do ativo subjacente. Ou seja, isto acontece quando, por exemplo, o MACD realiza sucessivos mínimos e o valor do ativo em causa continua numa tendência ascendente. Quando isto acontece, poderá vir a ocorrer uma inversão do sentido do preço do ativo que, neste caso em concreto, poderá ser interpretado como um sinal de venda. O inverso é também válido, no entanto neste caso, o resultado desta análise poderá ser interpretado como um sinal de compra. O gráfico abaixo exemplifica essa mesma interpretação.

Ambos os indicadores fornecem sinais da dinâmica do mercado, no entanto, avaliam fatores diferenciados, que, por vezes, até podem dar sinais contraditórios. É por essa razão que se deve ter sempre em conta o contexto de mercado e saber analisar qual a tendência principal do ativo em causa, para minimizar a interpretação de falsos sinais. Em suma, para maximizar os ganhos no mercado e potencializar a taxa de acerto, é essencial uma boa conjugação da Análise Técnica com Análise Fundamental e com o apoio de alguns indicadores.

Sobre o autor

Daniel Cunha

Market Analyst & Business Developer na TeleTrade

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade