TeleTrade: Que tipos de gráficos é que os analistas usam? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

TeleTrade: Que tipos de gráficos é que os analistas usam?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


tipos e graficos

Que tipos de gráficos é que os analistas usam?

Nos mercados financeiros, quando os preços de um ativo eram apenas estabelecidos duas vezes por dia, cada gráfico era composto de forma extremamente simples. Nesse gráfico, o preço de fecho de cada dia era apenas ligado através de uma linha, mas com o crescimento das trocas comerciais e de investimento, o gráfico de barras começou a retratar o ponto mais alto e mais baixo de dia com uma linha vertical. Hoje em dia, os três tipos mais comuns de gráficos que registam preços em intervalos de tempo (diários, semanais ou mensais) são gráficos de linha, barras e de candles ou velas. Vejamos cada um destes gráficos para ver como diferem uns dos outros.

 

Gráficos de Linha

grafico

 

Figura 1 – Gráfico de Linha

 

A figura 1 é um exemplo de um gráfico de linha. Estes gráficos simples fornecem informações sobre duas variáveis: preço e tempo. No eixo do y, é possível observar a variável de preço da AAPL (Apple Computer), enquanto no eixo horizontal, ou x, é demonstrada uma medida de tempo (horas, dias, semanas, e assim por diante).

Estes tipos de gráficos são especialmente úteis quando se estudam tendências de longo prazo. Como os gráficos de linha exibem uma aproximação do preço retirando o noise intra-diário, são frequentemente usados quando se pretende ter uma melhor perceção da real tendência de mercado. Vários jornalistas usam frequentemente gráficos de linha para dar ao leitor uma imagem clara e concisa das variáveis que estão a ser discutidas.

 

Gráficos de Barras

barras

Figura 2 – Gráfico de Barras

 

Embora o gráfico de linha apresente informação de uma forma bastante simples, o mesmo acaba por pecar pela falta de dados que poderia mostrar. O gráfico de barras mostra quatro informações distintas: o preço mais alto, mais baixo bem como o preço de fecho e de abertura.

A figura 2 é um exemplo de um gráfico diário de barras. Tal como no gráfico de linha, os dados dos preços são colocados no eixo vertical e o tempo é medido no eixo horizontal. Uma linha vertical mostra o range de trading naquele dia em específico. O topo desta linha representa o preço mais elevado a que o ativo foi negociado, enquanto o ponto mais baixo mostra o preço mais baixo do dia. Da mesma forma que uma linha mais comprida denota que existiu um range de negociação maior durante o dia, uma barra mais curta significa que o spread entre o preço mais alto e o preço mais baixo foi mais curto. Uma pequena marca no lado direito da barra indica o preço de fecho e o preço de abertura é representado no lado esquerdo da barra. 

 

Gráficos de Candles

candelsticks

Figura 3 – Gráfico de Candles ou velas

Os gráficos de candles ou velas são originários do Japão. Este método foi utilizado no século XV para negociar futuros de arroz nos mercados japoneses e continua a ser a forma mais popular de análise técnica.

Estas técnicas começaram a ser mais amplamente utilizadas depois da publicação do livro Japonês Candlestick Charting Techniques de Steve Nison em 1991. Antes da publicação do livro de Nison, poucos serviços americanos e europeus ofereciam gráficos de candles. Hoje em dia, quase todos os pacotes de software de análise técnica e serviço técnico oferecem esse tipo de gráficos.

Estes gráficos são parecidos aos gráficos de barras. Ambos os gráficos mostram o preço mais elevado, o preço mais baixo, o preço de fecho e preço de abertura. O preço de abertura e de fecho estão traçados numa barra que é representada numa caixa – a que se chama o corpo da vela. Se o ativo fechar a um preço mais alto do que abriu, o corpo é branco e se acabar abaixo do preço de abertura, o corpo é sombreado a preto. As linhas finas verticais acabam por representar o preço extremo de cada sessão de negociação e são chamadas de sombras. A sombra acima do corpo é chamada de sombra superior, enquanto a sombra abaixo do corpo é chamada de sombra inferior.

Os gráficos de candles contêm a mesma informação de um gráfico de barras, e por isso todas as ferramentas técnicas que são usadas com gráficos de barras também podem ser usadas com estes gráficos. Além disso, algumas ferramentas técnicas dependem da cor e tamanho das candles para sinalizar possíveis momentos de entrada.

Conteúdo produzido por Frederico Aragão Morais,  Market Analyst, da TeleTrade.

Disclaimer:

O material postado é apenas para fins informativos e confiança nele pode levar a perdas. Os resultados passados não são um indicador confiável de resultados futuros. Por favor, leia o nosso aviso legal na integra.

 

Artigos Relacionados

Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de esperar mais alguns dias. Pelo menos para ver se este gigante desencadeia a crise finance...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments