WACC: o que é e como calcular o custo médio ponderado do capital - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

WACC: o que é e como calcular o custo médio ponderado do capital

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


WACC: o que é e como calcular o custo médio ponderado do capital

Tem um projecto em mente? Provavelmente tem a necessidade de o financiar, por exemplo, com um crédito. Bem, o que é conhecido como WACC (Weighted Average Cost of Capital).

O Custo Médio Ponderado do Capital (WACC) é um cálculo do custo de capital de uma empresa em que cada categoria de capital é ponderada proporcionalmente. Todas as fontes de capital, incluindo ações ordinárias, ações preferenciais, obrigações, e qualquer outra dívida a longo prazo, estão incluídas num cálculo do WACC. O WACC de uma empresa aumenta à medida que o beta e a taxa de rendimento do capital aumentam, uma vez que o  aumento no WACC denota uma diminuição na avaliação e um aumento do risco.

O que é o WACC?

O WACC é uma medida financeira, tal como outros indicadores financeiros, tem um objectivo específico e deve englobar num único número expresso em termos percentuais, o custo das diferentes fontes de financiamento que um projecto específico irá utilizar.

Em outras palavras, o WACC é o custo dos recursos utilizados pela empresa ao operar. É um custo para a empresa, mas é um retorno do ponto de vista dos financiadores, acionistas e credores.

Para que é utilizado o WACC?

O WACC é importante para uma empresa porque lhe permite calcular as despesas totais de financiamento para futuros projectos, pois quanto mais baixo for o WACC, mais económico será para a empresa gerir e financiar projectos futuros. Por outras palavras,  é o custo de oportunidade de um investidor para assumir o risco de investir dinheiro numa empresa.

Além disso, para conhecer o valor do WACC, a empresa deve incorporar todas as fontes de capital de uma empresa, incluindo ações ordinárias, ações preferenciais, obrigações e qualquer outra dívida a longo prazo. Este valor  representa o retorno total da empresa, e é geralmente utilizado pela direcção da empresa para tomar decisões económicas, tais como a determinação da viabilidade económica de fusões e outras oportunidades de expansão. WACC é a taxa de desconto a ser utilizada para fluxos de caixa com um risco semelhante ao da empresa em geral.

Quem utiliza o custo médio ponderado do capital (WACC)?

Vamos ver quem são as pessoas que utilizam frequentemente o WACC:

  • Os analistas de títulos utilizam frequentemente WACC ao avaliar o valor dos investimentos e quando determinam quais os investimentos a realizar. Por exemplo, na análise dos fluxos de caixa descontados, pode-se aplicar um WACC como a taxa de desconto para fluxos de caixa futuros a fim de obter o valor presente líquido de uma empresa. O WACC também pode ser utilizado como uma taxa de obstáculos contra a qual empresas e investidores podem medir o retorno do investimento (ROIC). O WACC é também essencial para os cálculos do valor acrescentado económico (EVA).
  • Os investidores podem muitas vezes usar o WACC como um indicador de que vale a pena fazer um investimento. Simplificando, WACC é a taxa mínima aceitável à que uma empresa produz retornos para os seus investidores. Para determinar o retorno pessoal de um investidor sobre um investimento numa empresa, basta subtrair o WACC da percentagem de retorno da empresa.

Como calcular o WACC?

O cálculo é obtido a partir de diferentes fontes que são os montantes, taxas de juro e efeitos fiscais de cada uma das fontes de financiamento que foram seleccionadas. Isto obriga a dedicar-lhe tempo  a uma análise onde se combinem diferentes fontes e tomar a que fornece o valor mais baixo.

Cada projecto é diferente mas no final o resultado do WACC deve ser inferior à rentabilidade do projecto a financiar, é simples, os lucros do projecto devem ser maiores do que o WACC.

O que diz o WACC?

WACC é a média dos custos destes tipos de financiamento, cada um dos quais é ponderado pela sua utilização proporcional numa dada situação. Ao tomar uma média ponderada desta forma, podemos determinar quanto juros uma empresa deve por cada dólar com que é financiada.

A dívida e o capital próprio são as duas componentes que compõem o financiamento do capital próprio de uma empresa. Os mutuantes (bancos e dívidas) e os detentores de capital (ou acionistas) esperam receber certos rendimentos dos fundos ou do capital que forneceram. Dado que o custo do capital é o rendimento que os accionistas (ou accionistas) e os titulares de dívidas esperam, WACC indica o rendimento que ambos os tipos de intervenientes (proprietários de ações e mutuantes) podem esperar receber.

O WACC de uma empresa é o rendimento total necessário para uma empresa. Devido a isto, os diretores das empresas utilizarão frequentemente o WACC internamente para tomar decisões, tais como determinar a viabilidade económica das fusões e outras oportunidades de expansão.

Para ajudar a compreender o WACC, tente pensar numa empresa como um fundo comum de dinheiro. O dinheiro entra no fundo a partir de duas fontes distintas: dívida e capital próprio. Os rendimentos obtidos através de operações comerciais não são considerados uma terceira fonte porque, depois de uma empresa pagar a dívida, a empresa retém qualquer dinheiro restante que não é devolvido aos accionistas (sob a forma de dividendos) em nome desses accionistas.

Pontos-chave

  • É o cálculo do custo de capital de uma empresa em que cada categoria de capital é ponderada proporcionalmente.
  • Incorpora todas as fontes de capital para uma empresa, incluindo ações ordinárias, ações preferenciais, obrigações, e qualquer outra dívida a longo prazo.
  • Pode ser utilizado como uma taxa de obstáculos contra a qual as empresas e os investidores podem avaliar o desempenho ROIC.
  • O WACC é normalmente utilizado como taxa de desconto para futuros fluxos de caixa em análises de futuros projectos de investimento em Capex.

O WACC expresso matematicamente

CCPP=Ke E/(E+D) + Kd (1-T) D/(E+D)

Ke: Custo do capital ou fundos próprios
Kd: Custo da dívida financeira
E: Equity ou fundos própios
D: Dívida Financeira
T: Taxa de imposto

Fórmula WACC

Fórmula WACC

Onde:

Re = custo de capital (custo de oportunidade exigido pelos acionistas)
Rd = custo da dívida (taxa de juro por dívida)
E = valor de mercado do património da empresa (capital contabilístico)
D = valor de mercado da dívida da empresa
V = (E + D) = valor total de mercado do financiamento da empresa (capital próprio e dívida)
E/V = percentagem de financiamento que é património próprio
D / V = percentagem de financiamento que é dívida
Tc = taxa de imposto corporativo (taxa de imposto)

Se for proprietário de uma empresa, verificará que o WACC determina o custo do investimento (independentemente das fontes de financiamento), com o que pode obter a taxa de retorno da qual o seu projecto gera valor acrescentado para os seus parceiros. Se o WACC for inferior ao retorno do capital que investiram, haverá um ganho económico para a sua empresa e para os seus acionistas.

Explicação dos elementos da fórmula

O custo do capital (Re) pode ser um pouco difícil de calcular, uma vez que o capital social não tem, tecnicamente, um valor explícito. Quando as empresas pagam dívidas, o montante que pagam tem uma taxa de juro associada pré-determinada, e essa dívida depende da dimensão e duração da dívida, embora o valor seja relativamente fixo. Por outro lado, ao contrário da dívida, o capital próprio não tem um preço específico que a empresa deve pagar. No entanto, isto não significa que não haja nenhum custo de equidade.

Uma vez que os acionistas esperam receber um certo retorno do seu investimento numa empresa, a taxa de retorno exigida dos  acionistas é um custo na perspectiva da empresa, porque se a empresa não fornecer o retorno esperado, os acionistas simplesmente venderão as suas acções, levando a uma diminuição no preço das ações e no valor da empresa. O custo do capital, portanto, é essencialmente o montante que uma empresa deve gastar para manter um preço da ação que satisfaça os seus investidores.

O cálculo do custo da dívida (Rd), por outro lado, é um processo relativamente simples. Para determinar o custo da dívida, é utilizada a taxa de mercado que uma empresa está actualmente a pagar sobre a sua dívida. Se a empresa estiver a pagar uma taxa diferente da taxa de mercado, pode-se estimar uma taxa de mercado apropriada e substituí-la nos seus cálculos.

Estão disponíveis deduções fiscais sobre os juros pagos, que muitas vezes são em benefício das empresas. Devido a isso, o custo líquido da dívida de uma empresa é o montante dos juros que está a pagar, menos o montante que poupou em impostos como resultado dos seus pagamentos de juros dedutíveis de impostos. É por isso que o custo da dívida depois de impostos é Rd* (1 – taxa de imposto corporativa).

 

Artigos Relacionados

Depois de sucessivas renovações de máximos históricos nos principais mercados acionistas mundiais ao longo do presente ano de 2021, assistimos nesta altura a aumentos de volatilidade que têm vindo a ser ante...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments