Binance Smart Chain, o que é e para que serve? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Binance Smart Chain, o que é e para que serve?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Binance Smart Chain, o que é e para que serve?

Binance Smart Chain ou BSC é uma alternativa para Ethereum e outras plataformas DeFi líderes. O BSC ganhou popularidade depois que o Ethereum não se mostrou viável para aqueles que não podiam pagar as taxas. Binance, uma das principais exchanges criptomoedas, anunciou BSC em setembro de 2020. BSC é semelhante ao Ethereum, mas ambos não são os mesmos. O Ethereum usa o consenso de prova de trabalho, enquanto o BSC usa a Proof-of-Stake, permitindo processar mais transações por segundo e a um custo menor. Vamos dar uma olhada nas dez principais criptomoedas da Binance Smart Chain.

Binance Smart Chain

A Binance Smart Chain é uma nova plataforma que visa reduzir os custos de transação e fornecer um espaço para criar DApps e outros produtos DeFi – como isso funciona?

Binance Smart Chain (BSC) é uma rede blockchain construída para executar aplicativos baseados em contratos inteligentes. A BSC funciona em paralelo à Binance Chain (BC) nativa da Binance, que permite que os utilizadores obtenham o melhor dos dois mundos: a alta capacidade de transação da BC e a funcionalidade do contrato inteligente da BSC.

Além disso, a Binance Smart Chain implementou a Ethereum Virtual Machine (EVM), que permite a execução de aplicativos baseados no Ethereum, como a MetaMask.

O objetivo da plataforma é permitir que os desenvolvedores criem aplicativos descentralizados (DApps) e ajudem os utilizadores a gerir os seus ativos digitais em cadeia cruzada, com baixa latência e grande capacidade.

A Binance Smart Chain expandiu muito do início de 2021 até agora, em parte graças ao congestionamento do Ethereum e aos problemas com as taxas de gás, o que fez com que os desenvolvedores e investidores interessados procurassem outras opções. A comunidade BSC tornou a rede ainda mais atraente para os novos utilizadores, se tornando uma alternativa econômica e estável, ao reduzir a sua taxa de gás de 15 Gwei para 10 Gwei para conter o aumento insano do preço da Binance Coin (BNB), que subiu para mais de US$ 300 em fevereiro.

Atributos da Binance Smart Chain

Blockchain Independente

Embora seja executada em paralelo a BC, a Binance Smart Chain é um blockchain autónomo. Isso significa que mesmo se a BC parar de funcionar, a BSC continuará a executar as suas funções técnicas e de negócios.

Compatível com Ethereum

A BSC suporta contratos inteligentes que são compatíveis com o Ethereum. Com este recurso, os desenvolvedores podem construir ou migrar DApps, ferramentas e outros componentes do ecossistema para a rede BSC sem problemas.

Suporte ao Staking e Governança Baseada na Comunidade

A plataforma opera no modelo de consenso proof-of-stake (PoS), especificamente, proof-of-staked-authority. O token nativo da BSC, a Binance Coin (BNB), pode ficar em stake para contribuir com a segurança da rede e para votar em protocolos de governança da comunidade. O seu modelo PoS também permite processar transações mais rapidamente, colocando-a acima das redes que ainda implementam o sistema proof-of-work (PoW).

Interoperabilidade Nativa:

A BC e a BSC podem se comunicar abertamente entre si sem qualquer atrito, mesmo a BSC não sendo uma solução de 2 camadas (e sendo um blockchain independente, paralelo à Binance Chain). Isso torna fácil para os utilizadores moverem as suas criptomoedas entre a BC e a BSC.

Proof-of-Staked-Authority

A BSC combina Proof-of-Stake (POS) e proof-of-authority (PoA) para atingir o consenso da rede e manter a segurança do blockchain. PoA é conhecido por a sua capacidade de impedir ataques de 51%, assim como a sua tolerância a ataques Bizantinos.

Neste modelo, existem validadores eleitos que se revezam na confirmação das transações na rede e que possuem a tarefa de produzir os blocos de maneira PoA, colocando em jogo o seu stake e a sua reputação dentro da comunidade. Para se tornar um validador, o utilizador precisa fazer stake de BNB.

Esse modelo de consenso permite que a BSC atinja em torno de três segundos de tempo de bloco. Se um bloco proposto pelo validador for adicionado à cadeia, ele receberá as taxas de transação incorridas no bloco como recompensa.

Quorum de Validação

O quorum de validação é necessário para proteger a rede BSC. O blockchain possui 21 validadores que são eleitos pelos stakers de BNB a cada 24 horas. Qualquer um pode se candidatar para ser eleito um validador, mas apenas aqueles que pertencem aos 21 nós detentores dos maiores stake serão escolhidos para o próximo conjunto de validadores.

Há um período de “epoch” na plataforma, em que o conjunto de validadores podem atualizar a rede BSC conforme necessário. Cada período de epoch consistem em 240 blocos, o que dura cerca de 20 minutos.

A BSC também implementa o “slashing” para desincentivar agentes mal intencionados de validarem transações imprecisas ou realizarem assinatura dupla. O Slashing foi projetado para expor um ataque e tornar as suas tentativas extremamente caras de executar.

Binance Coin (BNB)

A BNB é o token de utilidade nativo do ecossistema da Binance, que pode ser usado para a BSC e a BC. O BNB é usado principalmente para pagar taxas de transação da plataforma BC e da Binance DEX, para o staking e para a transferência de ativos. O BNB também pode ser usado para executar contratos inteligentes na BSC.

Para aqueles que querem participar da segurança da rede ou ganhar recompensas adicionais em BNB, é possível fazer stake de BNB no contrato inteligente. E os utilizadores que tiverem interesse, podem delegar o seu stake para um validador da BSC da sua escolha e ganhar os rendimentos proporcionais.

Além disso, os validadores têm o poder de decidir quanto BNB eles podem coletar em taxas de gás para redistribuir aos os seus stakes.

Outros Tokens Suportados

O padrão BEP2, e em breve o BEP8, são tokens suportados na BC e na BSC. Os tokens ERC-20 ou BEP2E, como são chamados na rede, são suportados no blockchain do BSC. Há maneiras de “destacar” ainda mais os tokens ERC-20 na plataforma, basta adicionar mais identificadores num ativo, como a denominação do token, endereço do proprietário e definição precisa do decimal, dentre outros. Este processo é chamado de “token binding.”

Se analisar a plataforma BC, verá tokens lançados que são vinculados a um token nativo da contraparte (também chamado de “peggy coins”). Esses tokens também suportam a rede BSC. Isso permite que os desenvolvedores lancem DApps que podem facilitar realizar trocas sem confiança (trustlessly) entre cadeias, como a PancakeSwap conseguiu atingir na sua plataforma.

A ascensão da BSC em 2021 não pode ser definida corretamente sem mencionar a corretora PancakeSwap. A corretora descentralizada baseada na BSC passou por um crescimento impressionante em 2021, tanto em volume de negociação, quanto no seu token de governança o CAKE, com um volume total bloqueado na corretora indo de US$150m em 23 de janeiro para US$2.5 biliões no começo de março de 2021. A PancakeSwap se tornou a segunda DEX mais popular, atrás apenas da UniSwap do Ethereum, considerando o momento desta publicação.

Staking

O staking requer que os detentores de BNB coloquem os seus tokens “vinculados” em um pool de stake. Então, eles podem delegar (Staking) os seus tokens ao validador ou candidato escolhido. Eles podem re-delegar os seus tokens para outro validador assim que começar a próxima eleição do conjunto de validadores.

Os validadores eleitos têm o poder de distribuir as suas recompensas de bloco para os delegadores.

No intuito de permanecer compatível com o Ethereum, a BSC implementa a sua lógica de staking na BC para suportar este recurso. Isso significa que a vinculação ou delegação dos tokens acontece na rede BC, e não na BSC.

Conclusões finais sobre a Binance Smart Chain

A Binance Smart Chain oferece para proveito dos utilizadores de criptomoedas uma plataforma de DApp rápida e de baixo custo. Não é surpresa que o número de carteiras únicas ativas diárias tenha aumentado para 50.000 em 9 de fevereiro de 2021 e que o volume total de transação alcançou US$15 biliões em janeiro de 2021.

Enquanto o mais popular blockchain de contratos inteligentes, o Ethereum, continuar brigando com congestionamento, baixa velocidade de transação e taxas de transação exorbitantes, podemos ver um aumento da adoção de alternativas mais acessíveis como a BSC, Polkadot e Cardano.

Artigos Relacionados

O mundo das criptomoedas está ganhando cada vez mais importância na economia das pessoas graças às suas vantagens no comércio digital. Isso levou a um aumento no uso de diferentes plataformas de câmbio eletr...
O Proof-of-Work é o algoritmo baseado em blockchain que protege muitas criptomoedas, incluindo Bitcoin e Ethereum. Pr...
Proof-of-Stake (PoS) é outro mecanismo de consenso, o método pelo qual o blockchain confirma as transações e evita o ...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments