O que é necessário para minerar Bitcoins? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

O que é necessário para minerar Bitcoins?

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


O que é necessário para minerar Bitcoins?

O que é necessário para minerar Bitcoins? Hoje em dia é impossível não ter ouvido falar ainda de Bitcoins. A menos que tenha estado a viver nos últimos dois anos numa gruta algures na Sibéria, de certeza que já leu ou ouviu histórias acerca desta criptomoeda, sendo uma das grandes tendências do momento. A Bitcoin tem vindo a ganhar cada vez mais espaço entre as novas formas de transação de fundos e é a criptomoeda mais valiosa de todas.

A Bitcoin é assim uma moeda totalmente digital e que é descentralizada, o que significa que não está dependente de nenhuma entidade terceira para funcionar, como é o caso dos bancos no que diz respeito às moedas físicas tradicionais. Para isso serve-se de um poderoso e complexo sistema global de servidores, o Blockchain, que permite certificar com segurança cada transação efetuada, sem colocar em causa a privacidade dos utilizadores.

As Bitcoins são criadas por “mineiros” digitais, utilizadores que mantém a rede viva e garantem a autentificação desta criptomoeda. Os mineiros da Bitcoin são pessoas comuns e qualquer pessoa pode fazer-lo, se bem que necessita de uma máquina poderosa e de uma largura de banda considerável.

O que é necessário para minerar Bitcoins?

Qualquer utilizador com um computador e uma ligação à internet pode ser um mineiro de Bitcoins. No entanto, esta é uma tarefa extremamente exigente, já que, para tal, é necessária uma máquina muito forte e uma largura de banda considerável.

Além disso, precisa obviamente de uma aplicação respetiva para minerar criptomoedas, que consegue encontrar facilmente em versão mobile ou desktop. Estes softwares são muito fáceis de utilizar e extremamente intuitivos, até para quem não está propriamente habituado a recorrer a este género de ferramentas digitais. É esta simplicidade, aliada à possibilidade de ganhar um dinheiro extra, que atrai os mineiros de criptomoedas para esta tarefa.

Quanto ganha um mineiro?

À medida que a Bitcoin se torna mais popular e consolidada junto do público em geral, mais difícil e exigente se torna o trabalho de um mineiro. Este paradoxo explica-se com a complexidade da rede Blockchain, que alimenta e garante a segurança das transações das criptomoedas, que quanto mais utilizadores tem, maior e mais complicada se torna.

Mesmo assim, os estudos oficiais apontam que, no final do ano atranco, os mineradores de Bitcoins em todo o mundo lucraram mais de 1,3 biliões de dólares, o que é um valor consideravelmente grande. Contudo, quem pensa iniciar-se nesta atividade deve ter igualmente em conta os custos associados.

Como já referimos, minerar Bitcoins não é tarefa fácil. É preciso um computador avançado, para resolver as complicadas questões matemáticas do algoritmo, assim como uma enorme disponibilidade de largura de banda. Muitas vezes a eletricidade consumida, assim como desgaste dos equipamentos, pode não justificar a mineração.

É legal minerar Bitcoins?

Tal como as próprias criptomoedas, também a mineração de Bitcoins é um assunto complicado em Portugal. Apesar de não ser ilegal, também não se pode afirmar que seja legal, uma vez que a sua existência continua a situar-se numa espécie de limbo, uma zona cinzenta da lei que continua por regular.

Ou seja, tal como a lei nacional não proíbe comprar ou vender Bitcoins, também não existe nada que diga que não é possível minerar estas moedas digitais. Aliás, do ponto de vista fiscal, minerar Bitcoins, assim como a sua venda, está prevista na categoria E ou G, ou seja, na da transação de capitais ou mais-valias. Contudo, se o fizer através de uma pessoa coletiva ou invés de uma individual, deverá declarar esses rendimentos e pagar o respetivo imposto, tributado na categoria B.

Riscos da mineração

Minerar Bitcoins já foi uma tarefa extremamente rentável, mas à medida que o mercado foi-se consolidando e diversificando, esta foi consequentemente tornando-se mais desafiadora. Atualmente, minerar Bitcoins exige cada vez mais energia e máquinas mais poderosas, tornando-se mais cara e menos rentável.

À medida que a exigência por um servidor mais forte e uma largura de banda maior, os mineradores podem colocar em risco as redes wireless, violando protocolos de segurança e colocando em risco milhares de outros utilizadores. Além disso, minerar Bitcoins é um processo extremamente lento e poder demorar vários dias, deixando a sua máquina lenta e consumindo grande parte da sua largura de banda, eliminando qualquer possibilidade de executar simultaneamente qualquer outra atividade online.

Artigos Relacionados

Smart Assets são tokens de moeda virtual exclusivos que podem representar um ativo tangível do mundo real ou propriedade não tangível que pode ser comprado, vendido ou trocado conforme definido pelas regras ...
Kin é a criptomoeda do serviço de mensagens Kik. Tem usos especiais dentro da plataforma de mensageiro Kik. Os utiliz...
Vamos falar neste artigo dos Robôs de trading de criptomoedas. O tempo não espera por ninguém e os mercados financeir...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments