Como e onde investir 5.000€?

Subscrever Newsletter

Selecione os temas de seu interesse e assine nossa newsletter abaixo:

Subscription Type(Obrigatório)

Investir 5000 euros por si só não te permitirá talvez viver de rendimento, mas pode ser um importante passo no planeamento da tua vida financeira.

Vamos ver como, porquê e onde investir 5000 euros.

Porquê investir 5000 euros?

Há várias razões pelas quais gostarias de investir 5000 euros. Como mencionamos, não é uma quantia que, por si só, pode mudar a vida. No entanto, poderias começar a familiarizar-te com os mecanismos dos mercados financeiros, querer proteger o teu capital da inflação ou, mais simplesmente, começar a construir um plano de previdência complementar para complementar a pensão primária.

Investir o teu dinheiro, mesmo 5000 euros, é sempre uma escolha preferível a manter o teu dinheiro imobilizado em dinheiro ou na conta corrente, à espera de uma lenta erosão do poder de compra.

Entendendo o poder dos juros compostos

Antes de decidir onde investir os seus 5000 euros, é crucial entender como o tempo e a taxa de retorno afetam o crescimento do seu investimento. O cálculo de juros compostos desempenha um papel vital nisso, permitindo que veja como pequenos investimentos podem crescer substancialmente ao longo do tempo.

Para ajudar a visualizar melhor o impacto dos juros compostos nos seu investimento de 5000 euros, integramos uma calculadora de juros compostos. Pode usa-la para simular diferentes cenários de investimento, ajustando o prazo, a taxa de juros anual e a contribuição mensal para ver como seu dinheiro pode crescer ao longo do tempo.

Onde investir 5000 euros em 2024?

Esta é sem dúvida uma pergunta complexa. Primeiro, deves perguntar-te se já tens um fundo de emergência. Este é um fundo que te permite, através de dinheiro líquido ou facilmente liquidável, cobrir imprevistos, emergências e proteger-te de todo o tipo de risco.

Se não o tens, pode ser a hora de o criar, e 5000 euros constituem uma boa quantia, pois é um valor quase 4 vezes o salário médio. Veremos como é possível preservar o teu capital de forma facilmente desvinculável com uma conta de depósito.

Se, por outro lado, já tens um fundo de emergência, então só tens que investi-los na bolsa. Vamos ver como.

Como investir 5.000€ na Bolsa

Vimos alguns bons motivos para investir 5000 euros na bolsa. Mas como investir 5000 euros?

Para investir 5000 euros na bolsa, o primeiro passo a dar é escolher a plataforma ou a corretora com quem pretende operar. De facto, para operar na bolsa é necessário ter um depósito de títulos num intermediário financeiro autorizado. As corretoras permitem, portanto, deter uma série de títulos até à ordem de venda. Existem várias alternativas, cada uma delas se distingue em termos das comissões aplicadas, dos instrumentos negociáveis e das funcionalidades de análise mais ou menos avançadas que são disponibilizadas ao investidor.

O nosso conselho é que, para se orientar no mundo das melhores corretoras online, leia as nossas críticas, incluindo as comparativas, e escolha então de acordo com as suas necessidades e o seu perfil de investimento o corretor que mais lhe convém.

O segundo passo é então a seleção dos títulos com os quais pretende operar. A escolha do título com o qual operar é subjetiva, depende das suas necessidades, dos seus objetivos e do nível de risco que está disposto a suportar.

Uma primeira opção é a compra direta de ações. Este método, em comparação com os outros que veremos, apresenta vários perfis de risco: falência da empresa, maior volatilidade, menor diversificação. Para contrabalançar estes riscos, o conselho é investir em títulos que conhece bem, um conceito próprio da filosofia value, que apresentam riscos de falência abaixo da média, e que apresentam rendimentos superiores em comparação com os instrumentos financeiros passivos.

Veja também quais ações comprar para aprofundar 👉 Melhores ações para investir.

Alternativas para investir 5.000€

Além do investimento em ações, existem outras alternativas, incluindo: títulos do estado, certificados de aforro, ouro e outros refúgios seguros, contas de depósito, criptomoedas, fundos de investimento e ETFs, obrigações empresariais, PAC. Vamos ver cada uma delas.

Investir 5000 euros em ouro e outros ativos refúgio

Consideram-se ativos refúgio o ouro, a prata e o platina. Trata-se de uma classe de ativos que apresenta um comportamento parcialmente desconectado do ciclo económico, e são, portanto, utilizados pelos investidores como proteção contra os riscos de recessão, processos inflacionários e assim por diante.

O investimento em ouro e ativos refúgio pode ocorrer principalmente de três maneiras:

  • Detenção material do ativo: quando se compram barras de prata, ouro ou platina físicas;
  • Compra de ações de empresas de mineração: quando se limita a comprar as ações que se ocupam das atividades de extração do bem. Trata-se de uma forma de investimento certamente mais líquida e segura do que a detenção física das barras de ouro. No entanto, a correlação entre a evolução do preço do ouro e a evolução da cotação das ações da empresa de extração não é perfeita.
  • Compra de ETFs e ETCs: estes são fundos de investimento focados no ouro e em outros metais preciosos.

Outras formas de investimento em ouro, que apresentam níveis de risco maiores e, portanto, requerem mais experiência, são os futuros, as opções e os CFDs. Descubra aqui todas as formas de investir em ouro.

Investir 5000 euros em ouro é conveniente quando este valor constitui uma quota reduzida do seu capital de investimento total, numa perspetiva de diversificação e proteção contra riscos económicos e financeiros.

👉 Como investir em metais preciosos

Onde é conveniente investir 5000 euros: conta de depósito

Entramos aqui no âmbito dos investimentos seguros. As contas de depósito funcionam como contas correntes normais, mas com algumas limitações, que se referem, por exemplo, à (não) possibilidade de associar ao conta cartões de crédito e débito, de fazer transferências, de pagar cheques.
Através das contas de depósito é possível, geralmente, realizar apenas operações de depósito e levantamento. Existem dois tipos de contas de depósito: vinculadas e livres.

  • As primeiras apresentam restrições quanto à possibilidade de fazer levantamentos, geralmente prevendo penalidades se o levantamento for feito antes do prazo acordado no contrato.
  • As segundas não apresentam limites quanto à possibilidade de levantar. Eles obviamente diferem em termos de retornos: as contas vinculadas geralmente oferecem retornos maiores (chegando, em alguns casos, até 5%), as contas livres retornos menores (2-3%).

Para constituir um fundo de emergência evitando, ao mesmo tempo, que se eroda o poder de compra, uma boa opção é colocá-los numa conta de depósito livre, que deveria garantir um retorno mínimo (igual a 3%), de forma a preservar o poder de compra e mantê-los, no entanto, liquidáveis em poucos dias.

Se estás interessado em ganhar com uma remuneração sobre o capital, deves também prestar atenção às ofertas das corretoras online, que geralmente têm uma taxa de remuneração mais alta do que os bancos. Aqui estão algumas corretoras com a melhor conta remunerada.

  1. Interactive Brokers: até 4,58% –> site oficial
  2. Freedom 24: até 8,76% –> site oficial
  3. XTB: até 5% –> site oficial

Investir 5000 euros em criptomoedas

O investimento em criptomoedas, como o bitcoin, é caracterizado por altos níveis de risco, alta volatilidade e altos retornos potenciais.

Se estás a perguntar se pode ser uma boa ideia investir 5000 euros em criptomoedas, a resposta é: depende. Se 5000 euros constituem uma quota reduzida do teu património, por exemplo, 2%, então pode fazer sentido destinar este valor à compra de criptomoedas. Se, por outro lado, constituem a totalidade das tuas poupanças, então é aconselhável começar com formas de investimento mais seguras, como por exemplo os ETFs.

👉 Como investir em Bitcoin?

5000 euros para investir em ETFs e fundos de investimento

Este tipo de investimento é, entre os analisados, o mais equilibrado em termos de retornos e riscos. Os fundos. Os fundos simplesmente recolhem dinheiro dos investidores e reinvestem em instrumentos financeiros para obter retornos, em troca de uma comissão para os custos de administração (“expense ratio”).

Dentro da categoria, os ETFs são talvez o instrumento mais popular e utilizado. Eles são geralmente fundos de gestão passiva, embora também existam ETFs de gestão ativa. Portanto, permitem obter retornos não através de uma gestão ativa e seleção de títulos e instrumentos financeiros, mas sim replicando um índice de referência (como por exemplo os ETFs no NASDAQ).

Os ETFs permitem investir numa grande variedade de ativos. Existem, por exemplo, ETFs focados em ouro e metais preciosos, ações, obrigações. Existem também ETFs temáticos: verde, inovação, tecnologia, alimentação, bens de primeira necessidade, países emergentes e assim por diante.

São um excelente instrumento de diversificação, capaz de garantir a conservação do capital de forma mais forte do que o investimento em ações individuais. Comprar ETFs é uma boa estratégia para investir 5000 euros, mesmo numa perspectiva de diversificação do capital: a menos que todas as empresas que compõem o ETF falhem (probabilidade remota) é praticamente impossível que o valor do ETF vá a zero. Pelo contrário, quando se investe numa única ação, expõe-se ao risco (menos remoto) de a empresa emissora falir.

Entre os fundos, investir na melhor pensão complementar pode ser uma escolha interessante, mas é importante considerar vários fatores antes de tomar uma decisão. Primeiro de tudo, certifique-se de que o seu principal objetivo é a poupança a longo prazo para a reforma. Os benefícios fiscais são um aspecto importante dos fundos de pensões, por isso avalie como estes podem afetar a sua situação fiscal atual e futura.

Para ajudá-lo na sua pesquisa, deixamos-lhe os melhores fundos de investimento e os melhores ETFs.

Investir em obrigações corporativas

Vimos como é possível investir em títulos do estado, ou seja, em obrigações emitidas para financiar a dívida pública. No entanto, se pretende investir em obrigações, existe outra oportunidade: olhar para as obrigações empresariais.

As empresas utilizam as obrigações como meio de financiamento. A compra de uma obrigação atribui ao titular a qualidade de obrigacionista, portanto o direito de receber, periodicamente, juros e a devolução do capital investido no vencimento.

Na verdade, trata-se de um grupo extremamente heterogéneo, principalmente em termos de rendimentos e riscos. Por exemplo, se comprarmos obrigações de empresas sólidas, com ratings altos, os rendimentos serão tendencialmente menores, mas os riscos associados muito reduzidos. Pelo contrário, quando compramos obrigações mais arriscadas, os rendimentos dos juros aumentam, assim como os riscos. A avaliação emitida pelas agências de rating desempenha um papel fundamental na avaliação da obrigação.

Investir 5000 euros nas melhores obrigações corporativas é uma boa estratégia na perspectiva de um portefólio bem diversificado.

Investir 5000 € num PAC

Os planos de acumulação são instrumentos financeiros que permitem um investimento gradual, consistindo em investir montantes reduzidos, em prestações, em instrumentos financeiros como fundos de investimento, obrigações e ETFs, que geram desta forma rendimentos que são depois distribuídos ao investidor. São ideais para quem procura uma forma de investimento gradual nos mercados financeiros, para quem não tem grandes conhecimentos.

Investir 5000 euros num PAC pode ser uma boa estratégia se precisas de poupar dinheiro para enfrentar uma despesa importante, como por exemplo a universidade privada para os filhos ou até a compra de um bem.

Como investir 5000 euros sem riscos? Dicas

Quando se tem uma quantia como 5000 euros que se pretende investir nos mercados financeiros mas não se quer correr riscos de perda de capital, podem-se implementar uma série de estratégias de redução de risco, com base nas quais configurar os seus investimentos.

  • Invista em instrumentos que ofereçam a combinação certa entre rendimentos e segurança: por exemplo, os ETFs e as obrigações permitem obter bons rendimentos sem correr riscos excessivos de perda de capital;
  • Diversifica: a diversificação é a chave de qualquer investimento equilibrado.
  • Evita o investimento em produtos arriscados ou que não compreendes bem as características: alguns instrumentos financeiros são acessíveis a quase todos os investidores. Outros, no entanto, que são chamados de produtos complexos, muitas vezes apresentam características difíceis de entender para o investidor de retalho. Se estás no início do teu percurso de investimento, é preferível optar por produtos “seguros”, como os ETFs, as obrigações e as ações blue chip.
  • Investe na tua formação: investir na própria formação é uma das melhores maneiras de reduzir o risco de cair em fraudes ou fazer investimentos falhados. Podes começar, se quiseres, pelos melhores livros sobre o mercado de ações.
  • Quando se considera a opção de investir 5.000 euros, finalmente, é fundamental compreender o papel crucial desempenhado pelo cálculo de juros compostos na determinação do crescimento do teu investimento ao longo do tempo. Através do cálculo de juros compostos, podes obter uma visão clara de como o teu capital inicial pode expandir, acumulando juros sobre juros.

Como investir mais dinheiro

Se tens um capital maior para investir, deixamos-te alguns artigos:

FAQ

Em que investir 5000 euros?

Para investir 5000 euros, tens várias opções: desde ações, a contas de depósito, a ETFs, a obrigações. Só tens de avaliar as características e funcionalidades de cada um destes instrumentos e tomar a sua decisão pessoal de investimento

Que negócio começar com 5000 euros?

Algumas ideias de negócios com 5000 euros são: abrir uma loja em franchising, iniciar um distribuidor automático ou investir num negócio digital, por exemplo, comprando o equipamento para um canal do Youtube ou Twitch.

Disclaimer:

RANKIA PORTUGAL: Este artigo é meramente informativo e educacional. As informações fornecidas aqui não podem ser consideradas como aconselhamento financeiro ou recomendação de compra / venda.

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF

Artigos Relacionados