Melhores bancos para investir em 2024

Subscrever Newsletter

Selecione os temas de seu interesse e assine nossa newsletter abaixo:

Subscription Type(Obrigatório)

Desde Portugal, muitos utilizadores de bancos tradicionais interessam-se por investir na bolsa. Embora exista a possibilidade de fazê-lo através de numerosas corretoras, é necessário verificar a sua regulação e garantias antes de se inscrever, pelo que muitos preferem confiar no seu banco para investir.

No entanto, ao comprar ações, ETFs ou qualquer produto relacionado com a bolsa, é comum existirem dúvidas sobre qual banco oferece as melhores condições, já que as comissões e os serviços podem variar muito entre uns e outros. Por isso, trazemos os melhores bancos para investir na bolsa em 2024 desde Portugal.

Este artigo não deve ser considerado aconselhamento de investimento. É meramente informativo e educacional.

É possível investir na bolsa através de um banco?

Embora o investimento na bolsa seja considerado arriscado por muitos, se for feito corretamente, é um dos que melhor rentabilidade proporciona ao investidor. Especialmente neste momento, estamos a viver uma tendência de alta considerável que, sem dúvida, vale a pena considerar.

Cada investidor, claro, deve decidir em que investir dependendo do seu perfil de risco, mas para aqueles interessados nas ações de empresas, é interessante saber se é possível investir na bolsa através de um banco. A resposta é sim, desde que o banco tenha serviço de corretagem, algo que a maioria já possui.

Uma corretora é simplesmente um intermediário. Para comprar ações na bolsa, é necessária uma licença especial que não está ao alcance dos minoristas, por isso é necessário recorrer a entidades que a possuem, e uma delas são os bancos. Estes cobrarão uma comissão pela operação, mas permitirão investir na bolsa.

A sua maior vantagem? Se já és cliente desse banco, podes ter todo o teu património, tanto o poupado como o investido, na mesma entidade, o que sem dúvida é muito conveniente.

Melhor banco para investir na bolsa em Portugal 2024

A seguir, deixamos uma lista com os melhores bancos para investir na bolsa desde Portugal:

  • Banco Carregosa
  • Banco Best
  • Banco Invest
  • Banco BiG

1. Banco Carregosa

O Banco Carregosa é uma das instituições bancárias mais antigas de Portugal, fundado no ano de 1833 e com sede no Porto. A sua longa trajetória confere ao cliente a confiança necessária para depositar o seu capital na entidade, e além disso conta com um serviço de corretagem para todos os que desejam operar na bolsa ou noutros mercados.

À parte do seu negócio bancário, o Banco Carregosa conta com a plataforma GoBulling, na qual oferece os seus serviços de intermediação. Esta plataforma dispõe de duas opções para os clientes: GoBulling Pro, a mais comum e desenhada especificamente para computador, e GoBulling Pro Go que, embora possa ser usada a partir de qualquer dispositivo, foi desenhada para móveis.

  • 🏆 Regulação: Banco de Portugal (número 0235) e CMVM (número 0169)
  • 🔒 Fundo de garantia: 100.000 euros
  • 💼 Ativos financeiros: Ações, obrigações, opções, CFDs, futuros, forex
  • 💲 Comissões:
    • Ações: entre 0,08% e 0,2% com mínimos de tarifa entre 7,5€ e 30€
    • CFDs: 0,3% (ações), grátis (alguns índices) e spread variável (matérias-primas, opções e Forex)
  • 📈 Plataforma: GoBulling Pro e GoBulling Pro Go (próprias)

2. Banco Best

O Banco Best é atualmente uma das entidades de investimento em Portugal. Foi fundado no ano de 2001 graças à colaboração entre o Saxo Bank e o Espírito Santo, e o mais destacado é que foi um dos primeiros a oferecer serviço de corretagem online. O que podemos dizer do Banco Best é que oferece um grande rigor e é muito capaz na gestão.

No plano do investimento na bolsa, o Banco Best oferece o seu serviço de corretagem através da plataforma Best Trading Pro, com a qual podes operar tanto a partir do computador como do telemóvel. O Banco Best tem um depósito mínimo para algumas contas de 100€, mas no caso da corretora, para operar com a Best Trading Pro o depósito mínimo é de 500€.

  • 🏆 Regulação: Banco de Portugal e CMVM
  • 🔒 Fundo de garantia: 100.000 euros
  • 💼 Ativos financeiros: Ações, ETFs, fundos, CFDs, Forex, Futuros, obrigações, warrants
  • 💲 Comissões:
    • Ações: entre 0,08% e 0,2% com mínimos de entre 10€ e 30€ e de 3 a 5 cêntimos em ações dos EUA
    • CFDs e futuros: spread de aproximadamente 0,10% e comissão variável dependendo da quantia investida
  • 📈 Plataforma: Best Trade Pro

3. Banco Invest

O Banco Invest existe desde o ano de 2005, mas não porque foi fundado nesse ano, e sim devido a uma mudança de nome. Antes disso, chamava-se Alves Ribeiro, e começou a sua jornada em 1997. Portanto, podemos afirmar que tem uma longa trajetória, tendo ainda em conta que oferece serviços de intermediação desde 1998. Incorporou os derivados em 2003. Com o Banco Invest, podes investir na bolsa através de duas plataformas: InvestBTrader e Trading Prime Brokerage, embora tenha uma terceira especializada em obrigações chamada Invest Bond Trader. A InvestBTrader é uma opção ideal para especialistas, já que podes investir na bolsa através de ações, ETFs, opções e futuros, enquanto a Trading Prime Brokerage é perfeita para principiantes. A principal diferença é que a segunda oferece informações muito detalhadas sobre cada produto.

  • 🏆 Regulação: Banco de Portugal e CMVM
  • 🔒 Fundo de garantia: 100.000 euros
  • 💼 Ativos financeiros: Ações, CFDs, Forex, Fundos, Futuros, obrigações e opções
  • 💲 Comissões:
    • Ações e ETFs: entre 0,10% e 0,15% com mínimos de entre 6,75€ e 12,50€. Para ações e ETFs dos EUA, a comissão é de 0,02USD com um mínimo de 12,50 dólares
    • CFDs: entre 0,09% e 0,46% dependendo do mercado e mínimos a partir de 9,5€
    • Opções e futuros: desde 4,90€/contrato e um mínimo de 6€
  • 📈 Plataforma: InvestBTrader e Trading Prime Brokerage

4. Banco BiG

O Banco BiG é um dos maiores e mais conhecidos bancos de Portugal, e tem a sua sede em Lisboa. Está especializado em poupança e investimento, e oferece também um serviço de corretagem, tal como as restantes entidades desta lista. Foi fundado há 25 anos. A partir da sua corretora, oferece acesso aos principais mercados financeiros mundiais, e conta com três plataformas de investimento que se adaptam perfeitamente a diferentes perfis, desde principiantes até especialistas.

  • 🏆 Regulação: Banco de Portugal e CMVM
  • 🔒 Fundo de garantia: 100.000 euros
  • 💼 Ativos financeiros: Ações, fundos, ETPs, obrigações, CFDs, futuros, opções, fundos indexados, warrants
  • 💲 Comissões:
    • Ações, ETFs e todos os produtos de bolsa:
      • Lisboa: 6,95€/ordem até 200.000€ e depois 0,12%
      • Paris, Amesterdão e Bruxelas: 11,95€ até 12.000€ e depois 0,10%
      • Estados Unidos: 14,95€ até 12.500€ e depois 0,12%
      • Londres: 14,95€ até 15.000 libras e depois 0,15%
      • Madrid e Frankfurt: 14,95€ até 10.000€ e depois 0,15%
      • Warrants e TurboWarrants do CitiGroup: 6,95€ até 200.000€ e depois 0,06%
      • Produtos da Société Generale: 1,95€ até 200.000€ e depois 0,06%
  • 📈 Plataforma: MyBolsa, BiGTrader24 e BiGlobalTrade

O que devo ter em conta para operar com a minha corretora bancária?

Antes de escolher uma corretora bancária, é importante ter várias questões em consideração. A mais relevante são as comissões, pois os bancos tradicionais têm a desvantagem de ter mais despesas devido às suas agências, o que faz com que as comissões sejam mais altas. Em troca, é verdade, geralmente tens acesso a um serviço de atendimento ao cliente muito mais personalizado, algo que compensa para muitos investidores.

Outras questões como a plataforma de trading, os mercados, etc., também são importantes. Resumimos aqui:

  • Tarifas/comissões: uma corretora cobra tarifas por vários serviços, como a compra e venda ou a custódia. Portanto, cada vez que compras ou vendes ações ou outros produtos, terás de pagar uma comissão. Comparar estas comissões é crucial para decidir qual é mais rentável. Desde a Rankia, recomendamos evitar as corretoras (bancárias ou não) que aplicam comissões por dividendos ou custódia superiores a 6-7 euros por operação.
  • Plataformas: se decides investir, a plataforma será algo como o teu centro de operações. A partir dela, consultarás o dinheiro da tua conta, o investido e também emitirás as ordens. Aqui, convém procurar uma interface intuitiva e com a maior quantidade de informações possível sobre os ativos.
  • Informação adicional: muitas corretoras têm ferramentas para te manteres atualizado sobre a atualidade dos mercados, algo crucial para investir. É importante que a tua corretora ofereça esta informação através da sua plataforma, como notícias mais relevantes, evolução dos ativos mais procurados, etc.
  • Regulação: No início, comentámos que uma das principais vantagens de uma entidade bancária em relação a uma corretora é a segurança que oferece devido à sua regulação. Mas é sempre importante verificar quem regula a corretora. Os bancos estão sujeitos a maior controle por parte do Banco de Portugal neste caso do que as corretoras online, mas dado que vais utilizá-lo para investir, é bom verificar que é regulado pela CMVM e que está aderido ao fundo de garantia de depósitos português.
  • Catálogo de produtos: o catálogo de produtos e o acesso a mercados é outra questão importante. Que uma corretora bancária ofereça ações não significa que tenha acesso aos principais mercados. Por exemplo, e se não tiver ações dos Estados Unidos, ou da China? Se queres investir nestes mercados, não poderias fazê-lo com esse banco em particular.

Por que investir na bolsa através do meu banco | opiniões

A regulação é uma das questões mais relevantes de uma corretora, pois é o teu dinheiro que estás a confiar. A principal diferença entre corretoras online e bancos é que estes últimos estão sujeitos a uma legislação muito mais rigorosa para operar num país. Uma corretora online, pelo contrário, apesar de não estar regulada num país em particular, pode captar clientes lá.

Para que o teu dinheiro esteja o mais seguro possível, mesmo que sacrifiques o pagamento de comissões mais elevadas, o melhor é recorrer a uma corretora bancária, que com certeza estará aderida ao fundo de garantia de depósitos português, que cobre até 100.000€ por investidor.

Além disso, graças à regulação, limita-se certos temas relacionados com o investimento, como a alavancagem, evitando que um investidor se endivide acima das suas possibilidades.

Por outro lado, uma corretora bancária portuguesa permitirá ter atendimento ao cliente em português, algo que muitas corretoras online estrangeiras não oferecerão.

Além disso, utilizar a corretora do teu banco permite centralizar todas as tuas operações numa mesma entidade, evitando ter várias aplicações no teu telemóvel, várias contas em diferentes entidades, etc.

A desvantagem mais desfavorável, sem dúvida, serão as comissões, mais elevadas do que numa corretora. Também terás outra limitação, que são os ativos, já que poucos bancos tradicionais permitem investir em ativos como criptomoedas.

Leia ainda 👉 Melhores corretoras em Portugal

Vantagens e desvantagens de investir na bolsa através do teu banco

Vejamos um resumo dos prós e contras que mencionámos de investir numa corretora bancária:

Disclaimer:

RANKIA PORTUGAL: Este artigo é meramente informativo e educacional. As informações fornecidas aqui não podem ser consideradas como aconselhamento financeiro ou recomendação de compra / venda.

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF

Artigos Relacionados

A Bit2Me, líder no sector das criptomoedas, lança uma nova e entusiasmante promoção para os seus utilizadores. A empresa espanhola, anunciou recentemente a iniciativa “Cupão 10€ sem comissões“. Esta promoção...
Vamos ver tudo o que precisa saber sobre a conta de saldo remunerada a 4,2% oferecida pela Trading 212 sobre o d...