O que é o Spread? Conheça este termo - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

O que é o Spread? Conheça este termo

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


O que é o Spread

Spread: Diferença entre o preço de compra e o preço de venda

Nos mercados financeiros, os spreads são a diferença entre o preço de compra e o preço de venda do mesmo ativo ou derivado financeiro. Ao fazer uma operação ou abrir uma posição, observaremos a existência de dois preços: o preço de venda (ASK) e o preço de compra (Bid). A diferença entre ambos é o que chamamos spread e, dependendo de se queremos abrir uma posição longa ou curta, vamos fazer ao preço de venda ou ao preço de compra, respectivamente.

O spread de um ativo financeiro ou derivado é determinado por uma série de factores, tais como a volatilidade do mercado, a liquidez, a publicação de notícias importantes que afectam o produto financeiro, e sobretudo pelo corretor, já que em muitos casos os spreads são a principal fonte de rendimento para o corretor.

bidask

“Spreads” como estratégia de investimento e/ou especulação

O termo “spread” é também muito utilizado para descrever estratégias de investimento e/ou especulação baseadas, normalmente, na diferença de preços entre dois instrumentos financeiros. Normalmente, estas estratégias baseiam-se na compra de um instrumento e na compra de outro.

Spreads sobre opções

Estes tipos de estratégias são muito comuns nos mercados de opções e, dependendo das características destas, diferenciamos entre:

Spreads Verticais: Estes spreads são os mais conhecidos e são formados por duas opções com a mesma maturidade e ativo subjacente, mas com preços de exercício diferente. Um exemplo deste tipo de spread é o baseado na compra de uma call e na venda de uma call com um preço de exercício superior ao preço de compra.

compra call e venda call

Spreads horizontais: O spread horizontal ou “calendar spread” é uma estratégia com opções sobre o mesmo ativo subjacente e preço de exercício, mas com diferentes prazos de vencimento. Esta estratégia pode ser formada tanto com opções Call como com opções put e baseia-se na compra da opção de maior vencimento e na venda da opção com vencimento mais próximo.

calendar spread

Spreads diagonais: Um spread diagonal  é uma combinação entre o spread vertical e horizontal já que utiliza opções sobre o mesmo subjacente, mas com preço de exercício e prazo de vencimento diferentes.

Spreads de Volatilidade: Nestes spreads o importante não é ter expectativas corretas sobre a direção do preço do ativo subjacente, mas sim estimar a volatilidade do subjacente. Se pensamos que o preço do ativo subjacente vai sofrer ou não sofrer grandes movimentos, independentemente da direção, adoptaremos estratégias baseadas em spreads de volatilidade. Abaixo deixamos um exemplo de um spread de volatilidade onde compramos um call e um put com o mesmo preço de exercício.

Spread com mais de um ativo subjacente: as estratégias com spreads descritas são também aplicáveis a opções com ativos subjacentes diferentes.

Artigos Relacionados

Uma butterfly spread é uma estratégia de opções combinando Bull e Bear Spred, com um risco fixas e lucro “tablados” à entrada. Esses spreads, envolvendo quatro opções call, quatro opções put ou uma combinaçã...
Se  quiser saber como fazer trading com opções binárias, explicaremos no próximo post como pode fazer isso. O que são...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments