Entrar
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Como investir na bolsa em Portugal

Subscrever Newsletter

Selecione os temas de seu interesse e assine nossa newsletter abaixo:

Subscription Type(Obrigatório)

Como investir na bolsa em Portugal

A bolsa de valores portuguesa, também conhecida como Euronext Lisboa, é o principal mercado de valores mobiliários de Portugal. É aqui que as ações das empresas portuguesas são negociadas e onde os investidores podem comprar e vender essas ações.

Investir na bolsa de valores portuguesa pode ser uma maneira eficaz de fazer o seu dinheiro crescer a longo prazo. Além disso, pode proporcionar uma oportunidade para diversificar o seu portfólio de investimentos e participar do crescimento económico do país.

No entanto, como qualquer investimento, investir na bolsa de valores portuguesa apresenta os seus próprios riscos e desafios. É por isso que é importante entender como funciona a Bolsa de Valores de Portugal e como pode investir nela de forma segura e eficaz.

Neste artigo, exploraremos o que é a bolsa de valores portuguesa, porque pode querer investir nela e como pode começar a fazê-lo. Vamos também discutir algumas estratégias de investimento e como pode obter segurança ao investir na Bolsa de Valores de Portugal.

O que é a bolsa de valores portuguesa?

A bolsa de valores portuguesa resulta de uma fusão entre esta e as bolsas de Paris, Bruxelas, Dublin, Oslo e Amesterdão, que recebeu o nome de Euronext.

A Bolsa de Lisboa, também conhecida como Euronext Lisbon, é a principal bolsa de valores de Portugal. É onde ocorre a negociação de ações e outros valores mobiliários de empresas listadas publicamente. A bolsa faz parte do grupo Euronext, que é uma das principais operadoras de bolsas de valores da Europa.

A Euronext tem um funcionamento totalmente semelhante ao das outras bolsas de valores, obedecendo à mais básica lei do mercado, da oferta e da procura. Ou seja, quando existe muita procura por determinada ação, o seu valor aumenta. Por sua vez, quando a sua procura é baixa, o seu valor diminui. Assim, é importante acompanhar a situação atual do mercado, até mesmo na tentativa de tentar prever ou antecipar algum movimento destas ações.

Na Bolsa de Lisboa, os investidores podem comprar e vender ações de empresas portuguesas e estrangeiras, bem como outros produtos financeiros, como obrigações, fundos de investimento e derivados. Através do sistema eletrónico de negociação, os investidores podem realizar transações e acompanhar os preços e movimentos do mercado em tempo real.

Os índices mais conhecidos da Bolsa de Lisboa são o PSI 20, que acompanha o desempenho das 20 maiores empresas listadas, e o PSI Geral, que engloba um número mais amplo de empresas.

O papel do PSI na bolsa de valores portuguesa

O PSI 20 é um índice de mercado que desempenha um papel crucial na economia. Este índice é composto pelas maiores e mais líquidas empresas listadas na bolsa de valores portuguesa.

Investir em ações de empresas listadas no PSI pode ser uma maneira eficaz de ganhar exposição à economia portuguesa. Estas empresas são líderes nos seus respectivos setores, com um histórico comprovado de desempenho.

Além disso, seguir o desempenho do PSI pode fornecer uma visão útil sobre a saúde geral do mercado de ações português. Se o PSI 20 estiver em alta, isso geralmente indica que a maioria das ações está a ganhar valor. Se o PSI 20 estiver em baixa, isso pode indicar exatamente o inverso.

A bolsa desempenha um papel importante no mercado de capitais português, facilitando a captação de recursos para as empresas, permitindo que investidores comprem participações nessas empresas e fornecendo um ambiente regulamentado para a negociação de valores mobiliários. Além disso, a Bolsa de Lisboa contribui para a formação de preços justos e transparentes, promovendo a liquidez e a eficiência do mercado.

Leia também 👉 PSI (PSI-20): o que é e como investir

Como começar a investir na bolsa de valores portuguesa?

Investir na bolsa de valores portuguesa pode parecer intimidante no início, mas com os passos certos, pode começar a sua jornada de investimento com confiança. Aqui está um guia passo a passo sobre como começar:

  1. Informe-se sobre o mercado de ações: Antes de começar a investir, é importante entender como o mercado de ações funciona. Isso inclui compreender os diferentes tipos de ações, como as ações são negociadas e o que influencia o preço das ações. Leia também 👉 Mercado de Ações
  2. Abra uma conta de investimento: Para comprar e vender ações na bolsa de valores portuguesa, precisará de abrir uma conta de investimento. Existem muitas corretoras online disponíveis que lhe fornecem acesso. Leia ainda 👉Melhores corretoras de Bolsa
  3. Decida quanto investir: Decida quanto dinheiro está disposto/a a investir. Lembre-se de que é importante nunca investir dinheiro que não se pode dar ao luxo de perder.
  4. Escolha as suas ações: Faça a sua pesquisa e escolha as ações que deseja comprar. Pode querer considerar ações de empresas em setores que entende e acredita que terão um bom desempenho no futuro.
  5. Faça o seu primeiro investimento: Após escolher as suas ações, pode fazer o seu primeiro investimento. Isso geralmente envolve colocar uma ordem de compra através da sua conta de investimento.
  6. Monitorize o seu investimento: Após investir, é importante monitorizar regularmente o desempenho das suas ações e ajustar a sua estratégia conforme necessário.

Lembre-se de que investir em ações envolve riscos, sendo recomendável procurar o aconselhamento de um profissional de investimentos ou consultor financeiro antes de tomar qualquer decisão.

Regulação da bolsa de valores portuguesa

A CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários) é a entidade reguladora e supervisora do mercado de valores mobiliários em Portugal. Ela tem como objetivo principal garantir a transparência, a eficiência e a integridade do mercado, bem como a proteção dos investidores.

A CMVM tem várias funções e responsabilidades, incluindo:

Regulação e supervisão: A CMVM estabelece regras e regulamentos para as entidades e os participantes do mercado, como corretoras, sociedades gestoras de fundos de investimento e empresas de auditoria. Ela também monitoriza e supervisiona as respetivas atividades para garantir o cumprimento dessas normas.

Autorização e supervisão de entidades: A CMVM é responsável por autorizar e supervisionar as entidades que atuam no mercado de valores mobiliários em Portugal. Isso inclui corretoras, gestoras de fundos de investimento, sociedades emissoras de valores mobiliários e outras entidades relacionadas.

Supervisão do mercado: A CMVM monitoriza o funcionamento do mercado, procurando identificar possíveis práticas abusivas, manipulação de preços ou quaisquer outras atividades ilegais ou prejudiciais aos investidores.

Proteção dos investidores: A CMVM tem como objetivo garantir a proteção dos investidores, fornecendo informações e orientações sobre o mercado, os produtos financeiros disponíveis e os riscos associados a eles. Além disso, ela supervisiona a divulgação de informações pelas empresas listadas na Bolsa de Lisboa, visando garantir a transparência e a qualidade dessas informações.

Fiscalização e aplicação de sanções: A CMVM tem o poder de fiscalizar e aplicar sanções a entidades e indivíduos que violem as regras e regulamentos do mercado de valores mobiliários. Isso inclui a imposição de multas, a suspensão ou a revogação de licenças, entre outras medidas disciplinares.

Em suma, a CMVM desempenha um papel crucial na regulação e supervisão do mercado de valores mobiliários em Portugal, visando garantir a proteção dos investidores e a integridade do mercado.

Porquê investir na bolsa portuguesa?

Investir na bolsa de valores portuguesa pode trazer uma série de benefícios. Aqui estão algumas das principais razões para considerar este tipo de investimento:

  • Potencial de elevado retorno: A bolsa de valores portuguesa tem uma variedade de empresas listadas, muitas das quais têm potencial para um elevado retorno sobre o investimento. Ao investir em ações, tem a oportunidade de participar no crescimento e sucesso dessas empresas.
  • Diversificação: Investir na bolsa de valores portuguesa pode ajudar a diversificar o seu portfólio. Isso significa que pode espalhar o seu dinheiro numa variedade de investimentos, o que pode ajudar a reduzir o risco.
  • Liquidez: A bolsa de valores portuguesa é um mercado altamente líquido. Isso significa que pode comprar e vender ações facilmente, o que pode ser uma vantagem se você precisar de aceder ao seu dinheiro rapidamente.
  • Acesso a empresas portuguesas: Investir na bolsa de valores portuguesa dá-lhe a oportunidade de investir em empresas portuguesas. Isso pode ser uma maneira eficaz de apoiar a economia local e beneficiar do seu crescimento.
  • Oportunidade de aprendizagem: Investir na bolsa de valores portuguesa pode ser uma excelente maneira de aprender sobre o mercado de ações e o mundo dos investimentos. Isso pode ser valioso não apenas para o seu crescimento financeiro, mas também para o seu desenvolvimento pessoal.

Estratégias de investimento para a bolsa de valores portuguesa

Existem várias estratégias que pode utilizar ao investir na bolsa de valores portuguesa. Aqui estão algumas das mais comuns:

  • Investimento a longo prazo: Esta estratégia envolve a compra de ações com a intenção de mantê-las por vários anos. O objetivo é tirar partido do crescimento e dos dividendos das empresas ao longo do tempo.
  • Investimento de curto prazo: Também conhecido como trading, esta estratégia envolve a compra e venda de ações num curto tempo visando obter lucro rápido.
  • Investimento em dividendos: Esta estratégia envolve a compra de ações de empresas que regularmente pagam dividendos. Os dividendos podem fornecer uma fonte de rendimento regular além de qualquer crescimento no preço das ações.

Riscos de investir na bolsa de valores portuguesa

Como qualquer investimento, investir na bolsa de valores portuguesa apresenta riscos. Aqui estão alguns dos principais riscos a considerar:

  • Risco de mercado: este é o risco de que o valor das ações que possui caia devido a fatores de mercado.
  • Risco de liquidez: este é o risco de não conseguir vender as suas ações quando deseja.
  • Risco de empresa: este é o risco de que a empresa em que investiu tenha um desempenho fraco, o que pode levar a uma queda no preço das ações.

Como ter segurança ao investir na bolsa de valores portuguesa

Para ter segurança ao investir na bolsa de valores portuguesa, é importante fazer a sua pesquisa e entender completamente o que está a investir. Isso inclui entender a empresa em que está a investir, o setor em que ela opera e os riscos associados ao investimento.

Além disso, é importante diversificar os seus investimentos para reduzir o risco. Isso significa espalhar o seu dinheiro numa variedade de diferentes ações e setores.

Como investir na Bolsa Portuguesa: escolhendo a corretora certa

Investir na bolsa de valores portuguesa pode ser uma maneira eficaz de fazer o seu dinheiro crescer a longo prazo. No entanto, é crucial escolher a corretora certa para facilitar os seus investimentos. Aqui estão algumas corretoras que permitem investir na bolsa de valores portuguesa:

Corretora XTB para investir na Bolsa Portuguesa

A XTB é uma das maiores corretoras de Forex e CFDs do mundo. Eles oferecem acesso a uma ampla gama de mercados, incluindo ações, índices, commodities e criptomoedas. A XTB é conhecida pela sua plataforma de negociação inovadora, atendimento ao cliente de alta qualidade e educação de investidores.

Comissões Ações e ETFs
0€
Ações fracionadas
Com 0€ Comissões
Variedade de mercados
CFDs, Forex, Cripto…

Corretora DEGIRO para investir na Bolsa Portuguesa

A DEGIRO é uma corretora online baseada na Holanda que oferece taxas de negociação muito competitivas. Eles oferecem acesso a uma ampla gama de mercados, incluindo a bolsa de valores portuguesa.

Corretora Interactive Brokers para investir na Bolsa Portuguesa

A Interactive Brokers é uma corretora global que oferece acesso a uma ampla gama de mercados em todo o mundo, incluindo a bolsa de valores portuguesa. Eles são conhecidos por suas ferramentas de negociação avançadas, ampla seleção de produtos de investimento e forte reputação.

Comissões Ações
desde 0,005$
Depósito mínimo
0€
Conta Demo

Corretora Pepperstone para investir na Bolsa Portuguesa

A Pepperstone é uma corretora online australiana que oferece negociação numa variedade de instrumentos financeiros, incluindo Forex, CFDs e criptomoedas. Embora não ofereça acesso direto à bolsa de valores portuguesa, pode negociar CFDs de ações de empresas listadas na bolsa de valores portuguesa.

Grande Variedade
CFDs
Comissões
Baixas
Variedade de produtos
e ferramentas disponíveis

Lembre-se, é importante fazer a sua própria pesquisa e considerar as suas necessidades e objetivos de investimento antes de escolher uma corretora.

FAQs

Preciso de muito dinheiro para começar a investir na Bolsa Portuguesa?

Não necessariamente. Muitas corretoras permitem que comece a investir com uma quantia relativamente pequena de dinheiro. O mais importante é começar e continuar a contribuir regularmente para o seu portfólio de investimentos.

Como posso escolher as ações certas para investir na Bolsa Portuguesa?

A escolha das ações certas depende de vários fatores, incluindo os seus objetivos de investimento, tolerância ao risco e horizonte de tempo. É importante fazer a sua própria pesquisa e, se necessário, consultar um consultor financeiro.

Quanto tempo devo manter as minhas ações?

Isso depende da sua estratégia de investimento. Se é um investidor de longo prazo, pode ser benéfico manter as suas ações por vários anos. Se você é um trader de curto prazo, pode comprar e vender ações num tempo muito mais curto.

O que devo fazer se o valor das minhas ações cair?

É importante lembrar que o investimento em ações envolve riscos e é normal que o valor das ações flutue ao longo do tempo. Se o valor das suas ações cair, é importante não entrar em pânico. Em vez disso, reveja a sua estratégia de investimento e considere se ainda faz sentido para os seus objetivos de longo prazo.

Este artigo é apenas a título informativo e não deve ser considerado aconselhamento financeiro. Investir envolve riscos, incluindo a perda potencial do capital investido. Sempre faça a sua própria pesquisa e considere as suas circunstâncias financeiras pessoais antes de tomar qualquer decisão de investimento.

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF

Artigos Relacionados

Após dois anos fracos no mercado de IPOs, 2024 acena com um cenário mais otimista para os mercados financeiros. Dive...