Mercados financeiros: entenda o que são e como funcionam - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Mercados financeiros: entenda o que são e como funcionam

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Mercados Financeiros

Navegando por páginas na internet  provavelmente já se deparou diversas vezes com o termo “Mercados Financeiros”. Mas afinal, o que é isso? Este artigo tem como objetivo ser uma introdução  sobre o que são os mercados financeiros, como eles funcionam, o que se compra/vende neles, dentre outros, para que possamos de uma vez por todas acabar com qualquer tipo de dúvida, vamos lá?

O que são os Mercados Financeiros?

O conceito de mercados financeiros pode parecer bem abstrato em um primeiro momento, mas basta um pouquinho de imaginação e algumas boas analogias para que entenda isso de maneira bem simplificada.

Pense nos mercados financeiros como um local onde ocorrem negociações, onde existem partes que procuram recursos e outras que o oferecem. Uma vez que essas partes que tem interesses parecidos se encontram, elas fecham negócio e todos saem felizes. Essas negociações podem ocorrer com ou sem um intermediador, por exemplo:

  • Sem intermediador: decidiu que vai investir no seu novo negócio, foi ao banco e pegou um empréstimo de R$10.000,00. Pronto, acabou de participar de uma transação em um dos Mercados Financeiros sem nem perceber, e como você e o banco eram as únicas partes envolvidas, não existiu intermediador.
  • Com intermediador: vamos supor que  mudou de ideia e decidiu que ao invés de utilizar os R$10.000,00 para investir no seu negócio,  irá aplicar em ações de alguma empresa que confia. Para fazer isso, vai ter que recorrer à bolsa de valores, ou talvez até mesmo uma corretora ou fundo de investimentos. Nesse caso,  vai novamente participar de uma transação no Mercado Financeiro, mas dessa vez com um intermediador.

Percebeu que mesmo sem saber, já está inserido nesse meio? Até mesmo operações simples como deixar dinheiro na conta corrente já te fazem participar indiretamente desses mercados, por isso é tão importante que obtenhamos conhecimentos sobre esse meio.

Como funcionam os Mercados Financeiros

Como foi dito acima, os mercados financeiros são ambientes que reúnem, em uma ponta, pessoas e instituições que tem capital “sobrando” e que gostariam de fazer esse capital render, e na outra ponta quem precisa dos recursos por quaisquer que sejam as razões (obter capital de giro, investimentos em novos projetos, etc.).

Dependendo do mercado ao qual estamos nos referindo, nós podemos até extrapolar um pouco e ver a parte que fornece capital como “comprador”, pois ele nada mais fez do que “comprou uma dívida” da outra parte, esperando um retorno futuro com base nas taxas de juros.
Sua participação indireta nos mercados financeiros.

Esse tópico vai ser bem pequeno, e vai servir apenas para te mostrar a importância da educação financeira na sua vida.

Sabia que quando deixa seu dinheiro no banco, ele tem total liberdade para utilizá-lo? Pois é, não leu errado, o banco pega o seu dinheiro e faz empréstimos para outros correntistas ou mesmo outras instituições. Ou seja, com as taxas de juros, ele ganha utilizando o seu dinheiro e você nem sabia.

Os diferentes tipos de Mercados Financeiros

Agora que  entendeu o que são os mercados financeiros, vamos extrapolar um pouco e pincelar alguns dos principais mercados que existem. Confira abaixo a lista que preparamos com alguns dos mais amplamente negociados.

Mercado de Crédito

Começando pelo mercado mais simples de todos e presente em nosso dia a dia, o mercado de crédito é aquele em que se capta dinheiro de investidores, sejam eles Pessoas Físicas ou empresas, para repassar também para Pessoas Físicas ou empresas, porém a uma taxa mais elevada.

Mercado de Câmbio

Outro mercado também mais simples e presente em nossas vidas é o mercado de câmbio, é nele em que ocorrem as trocas de moedas. Tão simples quanto parece, tanto empresas como civis utilizam esse mercado com bastante frequência, seja ao realizar uma transação (compra/venda) internacional, ou ao viajar para fora de seu país de origem.

Mercado Monetário

Muitas vezes não se fala nesse mercado, mas ele ganhou um espaço honorário apenas para que compreenda como é estar “do outro lado” da negociação.
Os bancos executam milhares de operações de fornecimento e captação de capital todos os dias, mas obrigatoriamente, seu dinheiro “em caixa” deve ser positivo, e é aqui nos mercados monetários em que isso ocorre. Quando um banco termina seu dia com um “balanço negativo” ele precisa realizar um empréstimo de alguma outra instituição para que esse saldo termine positivo.

Mercados de Capitais

Este sim é um mercado que, para seu completo entendimento, vou demandar um pouco mais da sua concentração. Os Mercados de Capitais não levam esse nome à toa. Empresas por diversas vezes buscam recursos (capital) externos para realizarem seus projetos e investimentos, e é nesse mercado em que ela o faz. É aqui onde Pessoas Físicas ou Instituições vêm para “emprestar” seu dinheiro para essas empresas. Mas afinal, como isso funciona?

As empresas emitem títulos de dívida, ou seja, elas emitem um documento que garante não apenas aquele dinheiro de volta para quem “emprestou”, como também taxas de juros de X em X tempos, de maneira que esse empréstimo se torna vantajoso.

Os Mercados de Capitais são operados através da bolsa de valores, corretoras e instituições financeiras, sendo sempre necessário um intermediário para que você consiga comprar ou vender quaisquer ativos. A seguir encontram-se os principais ativos com as quais esse mercado trabalha:

  • Ações ordinárias ou preferenciais
  • Debêntures
  • Commercial Papers
  • Mercado futuro

Cada um deles, para ser abordado de maneira simplificada, merece um artigo próprio para seu devido entendimento.

Mercados de Derivados

Os Mercados de Derivados podem ou não possuir intermediários para sua realização e funcionam basicamente com a venda de títulos futuros. Como isso funciona na prática?

Imagine o seguinte: suponha que hoje uma ação da Microsoft vale R$500,00 e que, depois de muita pesquisa, imagina que esta mesma ação vai estar valendo R$800,00 daqui a 3 meses;  decide então vender esse “Forward a 3 meses” dessa ação com o valor de R$800,00. O que isso significa? Significa que quem comprar aquele Forward vai pagar (daqui a 3 meses) R$800,00 independente se na data de compra o valor da ação for R$300,00 ou R$1.000,00.

Em resumo, as transações de compra e venda no mercado de derivados têm objetivo de lucrar com base nas flutuações no preço dos instrumentos negociados. Usualmente no mercado de derivados, compram-se títulos não com o intuito de liquidá-los lá na frente, mas sim lucrar em cima de sua variação ao longo do tempo.

Artigos Relacionados

O que são Triple Tops e Bottoms ? É um tipo de padrão gráfico usado para a análise técnica, com o fim de prever a inversão do movimento dos preços de um ativo. Os Triple Tops têm 3 picos ou pontas. O que é u...
Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments