Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

Mercado Forex: o que é e como funciona?

Subscrever Newsletter

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Se abriu este artigo e não é um investidor, é quase garantido que já ouviu falar no mercado Forex e do que pode ganhar através deste sistema. E mesmo para aqueles que já têm alguns conhecimentos sobre o mercado de capitais, o seu funcionamento pode sempre suscitar dúvidas e até riscos.

Mercado Forex: o que é?

O Mercado Forex é ainda uma incógnita para grande parte dos pequenos investidores. O facto de ainda não ser regulamentado, ser um tanto ou quanto complexo e com um considerável grau de risco associado, traz algum receio em arriscar. Risco esse que aumenta dada a existência de diversas plataformas de negociação a anunciarem os seus serviços, ainda que não estejam autorizadas a tal. Com a ideia de ganhos fáceis e rápidos, são muitos os que negoceiam em plataformas não autorizadas.

Forex significa Foreign Exchange Market, ou seja, um mercado de divisas estrangeiras. As transações feitas pelo Forex não envolvem ações, mas sim moedas, incluindo criptomoedas, moedas essas que são sempre negociadas aos pares, trocando o valor de uma pelo valor da outra.

Referimos um mercado mundial descentralizado, sem uma sede, que cresceu exponencialmente com a internet, permitindo que todos tivessem acesso a este modo de negociação. Em termos de volume de negócio, falamos do maior mercado do mundo, movimentando cerca de 6,6 triliões de dólares por dia.

Os principais intervenientes deste mercado são os grandes bancos internacionais, instituições financeiras, corporações comerciais e particulares. Este mercado é dividido por níveis de acesso, determinados pela quantidade de dinheiro que os investidores estão a negociar, razão pela qual o mercado interbancário é o que responde por mais de 50 por cento das transações.

Se é iniciante e quer começar do zero, primeiro leia o nosso artigo: “Mercado Forex para Iniciantes”

Forex: como funciona?

O Mercado Forex baseia-se num sistema de transação de câmbios. Neste mercado são negociados pares de divisas. Vejamos um exemplo prático para melhor compreensão: EUR/USD ou EUR/GBP. O valor destes pares é determinado por vários fatores aos quais é necessário estar atento para saber se vai comprar ou vender. Se, na ótica do investidor, o euro vai valorizar face ao dólar, então deve comprar um par EUR/USD. Se acha que vai acontecer o contrário, então deve vender.

Quem investe em Forex pretende ganhar dinheiro através destas flutuações, recebendo de acordo com as diferenças de valorização das moedas em que opta investir.

Outra das características do Mercado Forex é o horário. Quando o mercado abre em Sidney, o de Nova Iorque fecha, o que faz deste um mercado quase permanentemente aberto, excetuando os fins de semana.

Isto permite uma rápida resposta por parte dos investidores, e obriga a uma atenção redobrada, pois as condições dos mercados podem alterar rapidamente.

Os valores das moedas são também influenciados por questões políticas, sociais e económicas, o que torna estes investimentos ainda mais complexos.

Características Forex

O mercado Forex é caracterizado por:

  • Liquidez do mercado.  A liquidez é uma característica importante da negociação e  o mercado Forex é considerado o mercado mais líquido do mundo. Essa liquidez ocorre  principalmente quando os principais mercados estão abertos  (Londres, EUA e Tóquio). Nesses momentos sempre há participantes com a intenção de negociar, principalmente  nas moedas mais negociadas. No entanto, há momentos em que o mercado fica menos líquido, como durante os feriados.
  • Aberto 24 horas. O mercado Forex é um mercado global aberto 24 horas. Isso significa que podemos negociar a qualquer hora do dia, embora, é claro, haverá momentos em que há menos liquidez e volatilidade (como a sessão asiática). Ou seja, o  mercado Forex  está aberto 5 dias por semana, ao contrário de outros mercados, por exemplo, o  NYSE, que abre de manhã e fecha à noite (hora local). No  mercado Forex,  a negociação de moedas geralmente começa às 22:00 (GMT) de domingo, 23:00, horário italiano, e termina na sexta-feira, às 22:00 (GMT), novamente às 23:00, horário italiano.
  • Custos baixos. A negociação  no mercado cambial não envolve altas taxas e despesas, pois os custos de transação nesse mercado são muito menores do que os associados à negociação de outros ativos, como ações. Isso  se deve à natureza OTC do mercado Forex , que reduz o custo por negociação. O custo mais significativo será o spread,  que no entanto não será muito alto devido à concorrência entre as corretoras.
  • Possibilidade de alavancagem. Ao negociar no mercado Forex, podemos  alavancar e pedir dinheiro emprestado. Isso  permite que negocie com mais dinheiro e obtenha mais lucros  (mas também mais perdas). De qualquer forma, isso permite que você comece a negociar no mercado Forex com pouco capital.
  • Transparência. Sendo o mercado mais líquido e onde são negociados grandes volumes de capital , é muito pouco provável que o mercado Forex possa ser manipulado por qualquer agente.
  • Presença. O mercado Forex é um mercado  global e descentralizado sem presença física, como é o caso de outros mercados. Isso nos permite negociar de qualquer lugar do mundo com uma simples conexão à Internet.
  • Mercado OTC. O mercado Forex, como o mercado CFD, é um mercado OTC, o que pode ser visto como uma vantagem e uma desvantagem. A vantagem desse recurso é o  baixo custo das comissões. No entanto, a  desvantagem de um mercado de balcão é a falta de uma câmara de compensação,  como no caso de futuros, isso significa que não há nenhuma instituição que garanta as transações, o que permite que os corretores joguem na nossa conta. No entanto, essa desvantagem é menor no caso do mercado Forex do que no caso dos CFDs, por exemplo. É aconselhável utilizar os serviços de um corretor licenciado e iremos recomendar alguns deles posteriormente.
  • Relação entre moedas. Cada moeda está vinculada ao país que representa. Portanto, as flutuações cambiais estão relacionadas às políticas dos respectivos países, especialmente a política monetária.
  • Poucos centros financeiros respondem por quase todas as transações. Londres com mais de 30,10% do total de transações mundiais, Nova York com quase 15,7% do total, Tóquio, Singapura, Zurique ou Hong Kong.

Quem pode investir no mercado Forex?

Em teoria, qualquer pessoa pode investir no Mercado Forex, pois não é necessário ter disponível todo o valor envolvido na operação. Atenção! Isto não quer dizer que se ganhe dinheiro sem investir ou que não haja alguns requisitos a cumprir.

É necessário ter uma conta num intermediário financeiro e este tem que ser autorizado pelas entidades competentes a prestar este tipo de serviços.

Estes intermediários cobram comissões, pelo que deverá escolher uma entidade com boa reputação e saiba aconselhar sobre os investimentos, pois esta realidade acarreta muitos riscos.

A sua liquidez elevada e o facto de ser um mercado ‘over the counter’ (fora da Bolsa) torna-o um mercado muito apelativo. Contudo, há que ressalvar que estes mercados não são tão transparentes como os mercados regulamentados.

Passos a seguir para negociar Forex

Quando decide negociar em Forex precisa seguir alguns passos  para se tornar um bom trader:

  1. Escolha uma corretora ou plataforma confiável e seguro. Existem muitas plataformas que não dão sinais na hora de sacar dinheiro, então escolher a melhor e mais segura é de extrema importância para não cair nas armadilhas de ver pagamentos de moedas muito mais altos em outras plataformas simuladas.
  2. Escolha ou projete uma estratégia confiável que não seja muito complexa, caso contrário, a negociação em Forex será muito complexa de seguir e exigirá um alto grau de informação.
  3. Provisão de recursos para fazer frente aos desembolsos e despesas relacionadas às operações a serem organizadas. Além disso, o investidor deve decidir quanto dinheiro pretende investir com base no quanto está disposto a perder, para que sempre tenha em mente metas e limites.
  4. Escolha um cruzamento de moedas que seja familiar e fácil para o trader usar. Além disso, você se sairá melhor com moedas que não tenham um spread muito alto (diferença entre o preço de compra e venda), pois o seu lucro será maior.

Se quer mais detalhes de como investir no Forex, leia ainda: “Como investir em Forex”.

Quem participa do mercado Forex?

No mercado Forex, os diferentes participantes do mercado são divididos de acordo com a atuação ou não no mercado interbancário. Aqueles que  participam do mercado interbancário (bancos centrais, bancos comerciais e de investimento)  são caracterizados a fazê-lo diretamente no mercado. Nele, as moedas realmente mudam de mãos, pois apenas 10% da negociação forex é feita com um propósito real. No resto dos casos, a negociação Forex é feita para especulação.

Originalmente o mercado Forex era acessível a grandes bancos e instituições financeiras, mas  nos últimos anos, graças à “internet”, investidores e traders individuais cresceram rapidamente, constituindo assim um participante adicional, ainda que muito pequeno em relação aos demais.

Os principais participantes do Forex

Bancos centrais

Os bancos centrais  são a autoridade monetária do país que representam. Suas  principais responsabilidades incluem emissão de moeda fiduciária e política monetária.

Geralmente são órgãos públicos. No entanto, nos Estados Unidos esse órgão é privado (FED ou Federal Reserve). Isso porque um banco central independente favorece a inflação controlada, como foi demonstrado empiricamente. Portanto,  mesmo que sejam entidades públicas, é normal que sejam independentes do Estado.

principal objetivo dos bancos centrais é manter as condições de sua moeda estáveis, ou seja,  manter o valor da moeda e manter os preços estáveis. Para isso, os bancos centrais participam do mercado de câmbio e intervêm nas taxas de juros. Portanto, pode-se dizer que eles têm uma grande influência na evolução da política econômica de cada país.

Bancos comerciais e de investimento

Os bancos comerciais  são bancos que  lidam com o público em geral. O lucro destes bancos resulta da venda de produtos financeiros  (como planos de pensões, fundos de investimento…),  através da cobrança de comissões  ou da diferença entre os juros aplicados aos empréstimos e os juros pagos sobre os depósitos.

Os bancos de investimento estão envolvidos na negociação nos mercados financeiros, abertura de capital de  empresas, negociação de fusões e aquisições entre empresas e emissão de títulos de empresas privadas, entre outras funções.

Ambos os tipos de bancos  são os principais participantes do mercado Forex,  pois  podem negociar em nome de seus clientes e por conta própria. Por isso,  eles têm informações privilegiadas porque sabem, a todo momento, as posições de seus clientes. A negociação de Forex pelos bancos é muito lucrativa e é por isso que eles têm uma forte presença no Forex.

Intermediários financeiros e empresas

Os intermediários  financeiros são instituições financeiras. Suas  funções incluem o envio de economias para empresas que precisam de recursos,  facilitando assim o fluxo de dinheiro para a economia. As instituições  intervêm no mercado de câmbio para aplicar as economias de seus clientes em negócios em outros países  onde outra moeda é negociada. Os corretores também são intermediários financeiros, pois canalizam todos os negócios de traders e investidores individuais.

Empresas  e corporações  frequentemente  participam  do  mercado de câmbio para a compra e venda de ativos  por meio de intermediários financeiros. Além disso, a participação no mercado Forex lhes dá a oportunidade de se proteger contra um possível risco cambial.

Fundos especulativos

Os fundos de hedge  também são chamados de fundos de hedge. São parcerias de investimento privado. Seu negócio é derivado da negociação nos mercados financeiros com posições curtas e longas e fazendo uso de derivativos financeiros. Eles também usam um alto grau de alavancagem.

Os fundos de hedge são corporações em que os sócios são chamados de investidores e o sócio com maior participação é o gestor do fundo. Uma grande quantidade de capital é necessária para fazer parte desses fundos. Portanto, os fundos de hedge que possuem uma grande quantidade de capital para investir têm muita força na negociação forex.

Investidores Individuais

Os investidores individuais surgiram com a ajuda da internet, tornando o mercado Forex uma alternativa ao investimento em ações. Anteriormente, o capital mínimo para negociar Forex era de um milhão de dólares, o que limitava bastante os investidores individuais.

Intermediário ou Corretora de Forex

As corretores  são  intermediários que executam ordens em nome dos clientes. Eles são chamados de intermediários porque seu trabalho é interceder entre o mercado, por um lado, e os investidores, por outro. Da mesma forma, as funções desempenhadas pela  corretora  são:

  • Fornecer ao cliente cotações de mercado para diversos  instrumentos financeiros  através de plataformas de negociação acessíveis via web ou instaladas no  PC , ou em alguns casos, por telefone.
  • Envio de ordens de negociação emitidas por traders para o mercado via  PC  ou telefone.
  • Encontre uma contraparte com quem atender a solicitação de compra recebida de seu cliente.
  • Retornar informações sobre o resultado do pedido.
  • Em alguns casos, atuando como agente de retenção, calculando e pagando impostos ao trader sobre o ganho de capital realizado (outras receitas) ou renda de capital gerada.

No entanto, as corretoras podem ser divididos em:

  • Dealing Desk Brokers:  este corretor, além de realizar a simples tarefa de intermediário e, portanto, enviar ordens ao mercado para encontrar uma contraparte, também pode fazê-lo diretamente da contraparte.
  • No Dealing Desk Brokers:  trata-se de um corretor que não passa ordens de clientes através de sua mesa de operações ou corretora (ele não assume a negociação oposta de seu cliente, mas simplesmente conecta as duas contrapartes entre si enviando a ordem diretamente para o mercado).

Alavancagem Forex

No mercado Forex podemos chegar a operar até com um alavancagem 1:500, dependendo da corretora, isto quer dizer que pela cada euro que temos na nossa conta podemos chegar a mover em mercado 500 euros. Isto é, que a alavancagem, para aquele que ainda não o saiba, é a relação entre capital próprio e crédito.

Como calcular a alavancagem no Forex?

Primeiro de tudo há que deixar claro que a alavancagem não são a margem, conceitos que muitas vezes confundem-se. As margens é o dinheiro que a corretora usa da nossa conta para abrir uma operação, enquanto a alavancagem, como já explicámos antes, é a relação entre capital próprio e crédito.

E como calculamos a alavancagem? Muito simples, dividindo o nominal da operação que tenhamos aberta, ou operações que tenhamos abertas se são mais de uma, com o nosso capital investido.

Por exemplo, imaginemos que temos uma conta de 5.000 e que o total de nominal das nossas operações no mercado Forex é de 100.000.

O cálculo seria o seguinte: alavancagem = (Nominal das operações)/(capital da nossa conta) = 100.000/5.000 = 20.

A nossa alavancagem seria de 1:20, isto é, pela cada euro que temos em conta estamos a mover 20 no mercado.

E como sabemos qual é o nominal da nossa operação em Forex? Para isso teremos que rever alguns conceitos básicos do trading em Forex. Mas em resumo, com um lote o nominal da operação são 100.000 unidades monetárias da divisa baseie, com um minilote o nominal da operação são 10.000 unidades monetárias da divisa baseie e com um microlote o nominal da operação são 1.000 unidades monetárias da divisa baseia.

Qual é a alavancagem ótima?

Com respeito a este tema há muitas teorias e a cada um tem a sua própria opinião ao respeito, para gostos cores. Isto é, que não há um santo grial, não há uma única verdade. Procurando informação sobre este tema no site encontrei este pós que escreveu o forero Imarlo há uns anos (que recomendo ler) no que comenta a fórmula de Lars Kestner, a qual dá uma aproximação da alavancagem ótima dividindo a média das voltas de um método de investimento ou um sistema de trading entre a variância destes, de tal forma que se a média aumenta, aumentará o nível de alavancagem ótimo e se a volatilidade (medida de risco) aumenta, o nível de alavancagem ótimo diminuirá.

No site, em livros ou em cursos/seminários, podemos encontrar outras aproximações para calcular a alavancagem ótima, outros recomendam não ultrapassar um alavancagem de 1:10, outros um alavancagem de 1:20. Mas como disse antes, não há um nível de alavancagem ótimo, o melhor nível de apalancamiento será aquele com o que nos encontremos cómodos e que sobretudo não faça com que descapitalicemos nossa conta em um abrir e fechar de olhos, e mais no mercado Forex, que há brokers que permitem um apalancamiento de até 1:500.

Atenção: à medida que seus lucros aumentam, também aumentam suas perdas potenciais. Você pode perder mais do que seu depósito inicial se não gerenciar o risco com cuidado.

Margem Forex

Margem é a medida de dinheiro que uma corretora precisa adiantar para abrir uma bolsa. Ao trocar forex com margem, só precisa pagar um nível do valor total da situação para abrir uma troca.

A troca de moeda na borda capacita os revendedores a construir o seu tamanho de posição. A margem permite que os negociantes abram posições de troca utilizadas, dando-lhes mais abertura aos setores de negócios com uma despesa de capital introdutória mais modesta. Lembre-se de que a margem pode ser um negócio bilateral, pois amplifica os dois benefícios e infortúnios, pois estes dependem do valor total da troca, não simplesmente da soma necessária para abri-la.

Ter uma compreensão decente da margem é vital quando se inicia no mercado de comércio desconhecido utilizado. Compreenda que a troca na margem pode trazer benefícios maiores, mas além de infortúnios maiores, ao longo dessas linhas, ampliando o perigo. Os comerciantes devem da mesma forma se aclimatar com outros termos relacionados, por exemplo, ‘nível de limite’ e ‘chamada de limite’.

Como funciona?

Negociar com margem no mercado forex é a maneira de colocar de lado uma parcela de confiança decente com um negociante para abrir e manter posições em pelo menos um padrão monetário. Definitivamente, a margem não é uma despesa ou uma cobrança, mas é um pouco do saldo recorde do cliente que é salvo na troca. A medida de margem exigida pode mudar dependendo da firma financiadora e há vários resultados relacionados ao treinamento.

Uma conta de margem, no seu centro, inclui a obtenção de construir o tamanho de uma posição e é normalmente um esforço para melhorar os retornos de contribuição ou troca. Por exemplo, os financiadores costumam usar contas de ponta ao comprar ações. A vantagem permite que eles usem o dinheiro adquirido para controlar uma situação maior em ações do que, em qualquer caso, teriam a opção de controlar apenas com seu próprio capital. As contas de margem também são utilizadas por comerciantes de dinheiro no mercado cambial.

Contas de margem são oferecidas por firmas de negócios a financiadores e atualizadas conforme variam as vantagens das formas monetárias. Para começar, os negociantes nos mercados forex devem inicialmente abrir um registo com um comerciante forex ou um especialista forex online. Quando um financiador abre e subsidia o registo, uma conta de borda é configurada e a troca pode começar.

Como negociar?

Para utilizar a margem de forma eficaz, ele ajuda a estabelecer certos limites e segue os procedimentos prescritos de financiadores de ponta preparados:

  • Use margem para recursos adequados. Os seus objetivos de contribuição para um determinado registo de especulação devem determinar se um sistema de contribuição de borda é adequado. Uma conta de câmbio em busca de desenvolvimento de longo curso que é utilizada para vários fins pode ser a mais adequada, especialmente no caso de você ser um corretor ativo. Ainda assim, provavelmente não desejaria utilizar margem para recursos de aposentadoria ou contas que visam financiar coisas explícitas, como a prestação inicial de uma casa ou a educação de uma criança.
  • Seja específico no que compra na margem. Da mesma forma, como acontece com qualquer especulação, vale a pena entender em que investe recursos antes de obtê-los. Isso é especialmente significativo em uma compra de margem, onde uma teoria fora da base pode custar substancialmente mais. Considere organizações com fundamentos sólidos e aquelas em empreendimentos de desenvolvimento com um histórico estabelecido de desenvolvimento de longa distância. Utilizar a borda representa o estoque quente mais recente ou buscar estoques de energia não é seguro.
  • Mantenha breve. Os especialistas em risco prescrevem regularmente a restrição das compras de borda a prazos curtos. Pense em definir janelas de um par de meses para compras de margem com o objetivo de que não seja descoberto por um período muito longo de quedas de valor inesperadas ou retificações de mercado. Além disso, lembre-se de que paga receita sobre os ativos adquiridos, o que reduzirá seu retorno líquido de especulação.
  • Fique longe de chamadas de margem. Uma chamada de margem pode levá-lo a vender uma participação num momento difícil, garantindo infortúnios ou recusando uma convenção. Mais lamentável ainda, seu intermediário poderia trocar o seu registo. Para ficar longe da circunstância atual, verifique com antecedência o pré-requisito de manutenção da base – regularmente 30% do valor atual do registo – e certifique-se de que não vá abaixo desse ponto de rutura.
  • Perceba quando sair. Isso permanece constante tanto no lado triunfante quanto no perdedor de uma troca. Na chance remota de que comprou uma ação na margem que, portanto, teve um desempenho decente, não fique insaciável. Defina antecipadamente um custo objetivo que deseja alcançar. Caso o custo supere esse, repense o essencial e pense em vender. Além disso, estabeleça um limite com relação à quantidade de infortúnio que sofrerá antes de vender e cumpra-o. Talvez a confusão mais conhecida que os patrocinadores financeiros fazem seja agarrar-se a um fracasso excessivamente longo.

Como calcular a margem no forex?

Margem e necessidades de margem são algo que nenhum trader forex pode facilmente ignorar. A margem foi frequentemente marcada como um “depósito de confiança aceitável” para abrir uma posição.
A margem é normalmente introduzida como uma medida de taxa da posição total, 0,25%, 0,5%, 1%, 2%, etc. Pode calcular a maior influência que pode usar com a sua conta de câmbio, dependendo da margem necessária para seu revendedor.

Pode estar a marcar uma situação para um par de dinheiro, e nem a base, nem o dinheiro do extrato são equivalentes ao dinheiro utilizado por você. Posteriormente, o pré-requisito de margem para esses tipos de trocas pode ser determinado num dinheiro que é único em relação ao que o seu próprio registo gerência, o que torna o cálculo das margens um pouco mais problemático.

Esta é a fórmula necessária para calcular o requisito de margem na moeda da sua conta principal:

requerimento de margem = ([{Moeda base } ÷ { Moeda da conta}] ✕ Unidades) / Aproveitar

Os principais riscos do mercado Forex

Se é um investidor conservador e não gosta de arriscar, então talvez o Mercado Forex não seja o ideal para si.

  • Riscos financeiros

Risco de perda total ou parcial do montante investido, remuneração não garantida e riscos associados às taxas de câmbio, que podem sofrer alterações bruscas.

  • Riscos não financeiros

Complexidade do produto que pode levar a perda de dinheiro sem que se aperceba do cenário que levou a essa perda.

  • Riscos jurídicos

Alterações legais relacionadas com impostos, transmissão e exercício de direitos

  • Alavancagem

alavancagem é uma ferramenta que quase todos as corretoras estão indo para oferecer e pagar. É complicado, pois esse mecanismo deve ser bem conhecido, embora exista a possibilidade de aumentar os lucros, da mesma forma que é possível aumentar as perdas. É recomendável usar alavancagem moderada ou permitir que outros especialistas façam a gestão do seu capital.

  • Alta volatilidade

Quando está a começar a investir em operações no Forex, é recomendável não comprar moedas com alta volatilidade, pois elas geralmente têm comportamentos mais agressivos. Precisa conhecer as características do par de moedas com o qual operaremos para evitar riscos.

  • Subvalorização do mercado

Outra falha que geralmente é cometida ao negociar no Forex será subestimar a dificuldade do mercado. Quando falamos sobre o mercado de moedas e operamos nele, precisamos saber que é um dos mercados mais competitivos. Nesse mercado podemos encontrar bancos e investidores importantes a atuarem. Portanto, deve ter formação necessária e conhecimento de mercado abundante antes de iniciar qualquer investimento.

  • Retornos históricos

Muitos acreditam que os mercados são cíclicos e sempre agem da mesma maneira, mas isso é um grande erro. Como os resultados anteriores não garantem resultados semelhantes no futuro, é mais provável que os retornos variem de acordo com as condições do mercado.

Como sabe, o Forex é um mercado de derivados, o que significa que, da mesma forma em que pode ganhar muito dinheiro, o risco de perder também é maior. Uma boa estratégia não garante lucros ou perda de risco.

  • Retornos hipotéticos

Retornos hipotéticos têm limitações relativas. Não é possível saber se uma conta terá ou poderá ter ganhos ou perdas iguais ou semelhantes às estudadas anteriormente. A principal limitação desses retornos hipotéticos é que eles não incluem riscos financeiros ou registo de operações para esperar o impacto do risco financeiro.

Estas são apenas algumas das características e pontos a serem considerados antes de entrar no mercado cambial, devemos ter certeza de que esse mercado é adequado para realizar nossos investimentos, pois não ter conhecimento dessas características e dos seus riscos pode implicar para obter resultados pessimistas no seu investimento.

Evite erros de principiante

  • Estudo o seu intermediário

  • Tenha presente que alguns produtos anunciados podem ser enganosos

  • Não invista para além do que está disposto a perder

  • Conheça os riscos do Mercado Forex

  • Se não gosta de correr risco, o Mercado Forex não é para si

Tenha sempre presente que este é um mercado complexo e arriscado. Apesar de facilmente acessível, pois basta ter uma ligação à internet, conheça os riscos antes de avançar para o investimento.

Ler mais tarde - Preencha o formulário para guardar o artigo como PDF
Consent(Obrigatório)

Artigos Relacionados

Quando começa a operar no Forex é comum se deparar com dúvidas, por exemplo: qual a diferença entre os diferentes tipos de corretora? Neste artigo explicaremos qual é a diferença entre Corretora Market ...
Participar em operações Forex representa uma oportunidade de ingressar num mercado com um potencial muito lucrativo. ...
Se já enveredou pelo mundo do investimento, com certeza já tem presente que o estudo dos padrões Forex são de extrema...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments