TeleTrade: Teoria de Dow – onde a análise técnica começou

Teoria de Dow – onde a análise técnica começou

Charles H. Dow foi quem fundou o serviço de notícias financeiras Dow-Jones em Nova Iorque e foi também o primeiro editor do Wall Street Journal. 

Dow foi também o pai da análise técnica moderna e o primeiro a criar um índice que mede o movimento global dos preços das ações dos EUA. No entanto, nunca formulou especificamente o que ficou conhecido como a “Teoria de Dow”. Na realidade, ele provavelmente nunca pretendeu que as suas declarações e observações no Wall Street Journal se concretizem em algo mais universal. Sempre escreveu editoriais sobre o que aprendeu com a sua experiência como repórter e conselheiro em Wall Street, mas nunca organizou os seus manuscritos numa possível teoria coerente.

Após a sua morte, foram vários os que seguiram as suas ideias até que Robert Rhea refinou aquela que ficou conhecida como a Teoria de Dow. Em 1932, Rhea escreveu um livro chamado The Dow Theory: An Explanation of Its Development and an Attempt to Define Its Usefulness as an Aid to Speculation. Neste livro, Rhea descreveu a Teoria de Dow em detalhe, usando diversos artigos, e formalizou também os seus princípios e linhas orientadoras. Em particular, Rhea apresentou três fundamentos que considerou essenciais:

  • A tendência primária é inviolável – Apesar de Rhea acreditar que tendências secundárias do mercado bolsista pudessem ser manipuladas, alegou que a tendência principal seria inviolável. Basicamente, ele indicava que se deve sempre dar o benefício da dúvida à tendência primária do mercado e apenas quando ela sofre uma forte alteração pode ser então posta em causa;
  • As médias descontam tudo – A teoria acaba por assumir uma racionalidade que está presente na efficient market hypothesis (EMH), que afirma que os preços dos ativos incorporam toda a informação disponível. Assim, os preços são o resultado da atuação de agentes económicos sobre os seus conhecimentos, interpretação e expectativas;
  • A Teoria de Dow não é infalível – Nada disto é infalível, por isso, o investimento requer um estudo sério e imparcial.

Estas três hipóteses são semelhantes às da análise técnica de hoje. Os mercados são cada vez mais eficientes, no entanto ainda persistem dúvidas sobre possíveis manipulações que os mercados podem realizar. No entanto, o princípio da teoria menciona que mesmo com essa eventual manipulação, a tendência principal do mercado não se altera e que por isso, esse deve ser o foco maioritário dos investidores.

O facto de os preços descontarem tudo, incluindo as expectativas futuras, ao ponto de ajudarem na previsão é a mais revolucionária das linhas orientadoras de Dow. Até então, a maioria dos investidores analisava apenas ações individuais e com base nisso tomava as suas decisões. Dow acreditava que as médias das variações de preço previam a forma como a indústria se poderia comportar e eram, assim, valiosas na compreensão da saúde da economia podendo também influenciar cada ação.

Dow nunca se convenceu de que tinha encontrado uma fórmula mágica para o lucro, nem mesmo os seus sucessores. No entanto, acreditavam que, através de um estudo cuidadoso e imparcial das médias de mercado, poderiam interpretar, em termos gerais, a probabilidade de os mercados continuarem ou inverterem a sua direção. A sua ênfase no estudo através de medidas concretas e não em reações emocionais ainda é importante hoje em dia. Ignorar este ponto é uma das principais causas para o insucesso de vários investidores.

 

Conteúdo produzido por Frederico Aragão Morais,  Senior Market Analyst, da TeleTrade.

 

O material postado é apenas para fins informativos e confiança nele pode levar a perdas. Os resultados passados não são um indicador confiável de resultados futuros. Por favor, leia o nosso aviso legal na integra.

Sobre o autor

Frederico Aragão Morais

Market Analyst da TeleTrade

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade