Market Makers: conheça o que são e como funcionam

Market Makers: conheça o que são e como funcionam

Os Market Makers ou formadores de mercado são uma forma de operar dos corretores o no mercado. Em muitos mercados, em vez de realizar transações diretamente no mercado, existem empresas, instituições ou organismos que são responsáveis pela criação do mercado, ou seja, escolher quem compra e quem vende no mercado de acordo com a Lei da Oferta e da Procura. Os Market Makers são especialmente comuns no mercado de divisas ou no comércio de CFDs.

O que são os Market Makers?

Os Market Makers são realmente a contrapartida do investidor, mesmo que trabalhem em conjunto. O objetivo de um Market Makers é interagir com o conjunto de clientes e bancos, independentemente das suas posições no mercado, criando fluxos de liquidez entre eles. Não funcionam exactamente como intermediários que cobram comissões pelo seu trabalho,  já que no Forex não existem comissões enquanto tal.

Os Market Makers dedicam-se a comparar e vender divisas para os seus clientes, assegurando a liquidez do mercado e, por sua vez, conectando ordens instantâneas entre traders. Os lucros dos Market Makers derivam da diferença dos preços de compra e venda de uma divisa, a que se chama o spread.

Como funcionam os Market Makers?

Quando um investidor ou trader emite uma ordem de compra/venda para o mercado, deve haver outro agente que aceite essa oferta ao mesmo tempo e pelo mesmo preço. E mesmo sendo um mercado gigante, como o Forex, por vezes isto não acontece de imediato. Ainda assim, os traders estão constantemente a realizar e a executar ordens, e é aqui que os Market Makers começam a desempenhar o seu papel.

Os Market Makers oferecem a cada segundo durante o dia um preço de compra e venda, de acordo com a oferta e procura existentes, que são renovados a cada 30 segundos. Os investidores podem aceitar estes preços, ou seja, em vez de negociarem com outro particular, operam directamente contra o corretor. Isto tem as suas vantagens e desvantagens, mas em geral o objectivo é assegurar a continuidade do mercado sempre que seja necessário. Além disso, o corretor deve agir independentemente de as compras ou vendas do cliente serem um lucro ou uma perda para ele.

É importante conhecer a regulamentação de um corretor do tipo Market Maker, uma vez que isto nos fará confiar mais ou menos nele. A maioria deles estão registados e autorizados por instituições como a Commodity Futures Trading Commission (CFTC) dos Estados Unidos ou a Financial Services Authority (FSA) do Reino Unido. Em Portugal, o principal agente regulador é a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Que papel desempenham os Market Makers no Forex?

Se nos concentrarmos apenas nos conceitos económicos e macroeconómicos básicos, poderíamos considerar o mercado de divisas como um verdadeiro “mercado perfeito”, uma vez que  se rege inteiramente pela oferta e pela procura e, sendo o maior mercado mundial, é praticamente improvável que um agente, mesmo um banco central, possa manipular o mercado em seu benefício.

Portanto, embora possamos por vezes considerar que um corretor Market Maker pode manipular o mercado, na realidade não podem agir para alterar as taxas de câmbio em seu próprio benefício nem podem influenciar os preços de compra/venda de divisas.

0

Sobre o autor

Rankia

Responder a este tópico

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *