TeleTrade: O que são índices? - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

TeleTrade: O que são índices?

TeleTrade: O que são índices?

Os índices são representações do valor de um conjunto de empresas do mercado, onde pode variar consideravelmente no seu tamanho. Utilizando diferente métodos de calculo, existe um preço médio que avalia o desempenho desse índice acionista em específico.

A principal classe de ativos para a indexação é o mercado de ações porque há muitas ações que são negociadas em bolsa. No entanto, existem índices noutras classes de ativos e funcionam praticamente da mesma forma.

O aspeto mais útil dos índices, especialmente nos mercados de ações, é que ajudam os analistas a descer do nível do país para o nível sectorial até ao nível do grupo da indústria. Desta forma, é mais fácil ser realizada uma análise tendo em conta diversos fatores e níveis de desempenho:

  • Ao nível do país: Os índices representam mercados de um país. Na maior parte das vezes, os analistas acompanham o benchmark e não uma série inteira de índices de segmentação de mercado, como pequenas unidades populacionais ou sectores da indústria;
  • A nível regional: Há índices que procuram representar mercados em cada continente ou em todo o mercado de ações globais;
  • Capitalização de mercado (valor): Dentro de um país, os índices podem representar ações pela sua capitalização de mercado, ou o seu valor. Por exemplo, o índice Russell 3000 acompanha praticamente toda a bolsa dos EUA, contendo 98% do seu valor de mercado. O Russell 1000 segue apenas o seu terço superior e o Russell 2000 segue os dois terços inferiores acabando por ser um índice de referência para pequenas ações nos Estados Unidos;
  • Setor: Em muitos mercados bolsistas globais, os índices acompanham diferentes sectores da economia, tais como financeiros, tecnologia, consumo, energia e serviços públicos;
  • Indústria: Os sectores podem ainda dividir-se em indústrias individuais, tais como bancos, companhias de seguros, software e hardware informático, fabricantes de automóveis, lojas de retalho, etc.

O principal benefício para os investidores é a capacidade de monitorizar ou analisar um segmento do mercado com um único instrumento. Não há necessidade de monitorizar dezenas ou mesmo centenas de ações. Os investidores também podem classificar o desempenho do sector ou do país num único gráfico, podendo então determinar quando é que um índice se começa a superar.

 

Conteúdo produzido por Frederico Aragão Morais,  Market Analyst, da TeleTrade.

 

O material postado é apenas para fins informativos e confiança nele pode levar a perdas. Os resultados passados não são um indicador confiável de resultados futuros. Por favor, leia o nosso aviso legal na integra.

Sobre o autor

Frederico Aragão Morais

Market Analyst da TeleTrade

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade