VIX - O Índice de que todos falam - Rankia Portugal
Entrar Criar conta
Acesso
Entrar em Rankia

Bem-vindo à sua comunidade financeira

Informe-se, debata, compartilhe experiências; aprenda sobre como economizar e investir. Faz parte da maior comunidade financeira, já somos mais de 750.000 desde 2003. Você se inscreve?

VIX – O Índice de que todos falam

Subscrever Agora

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


vix

A instabilidade do VIX está a dar que falar nos últimos tempos. O enorme “disparo” e atingindo o nível mais elevado nos últimos 3 anos faz que o VIX fosse capa de jornais. Vamos ver o que é, a fórmula de cálculo e estratégias seguidas pelos traders em todo mundial para fazer lucros com a análise do VIX

O que é o VIX?

VIX é o símbolo que representa o Índice de Volatilidade da Bolsa de Valores de Chicago (CBOE), que representa a expetativa da volatilidade do mercado a 30 dias. Ele é construído usando as volatilidades implícitas de uma ampla gama de opções de índice S&P 500. Essa volatilidade é calculada a partir de calls e puts, que é uma medida amplamente utilizada de risco de mercado, muitas vezes referida como “investor fear gauge”

História do VIX

O VIX foi a primeira tentativa bem-sucedida para implementar um índice de volatilidade. Introduzida em 1993, era originalmente uma medida ponderada da volatilidade implícita de oito opções de venda e compra no S&P 100. Em 2004, expandiu-se para usar como base de cálculo opções baseadas em um índice mais amplo, o S& P500, que permite uma visão mais precisa das expectativas dos investidores sobre a volatilidade futura do mercado. Os valores VIX superiores a 30 estão geralmente associados a uma grande volatilidade como resultado de medo ou incerteza do investidor, enquanto valores abaixo de 20 geralmente correspondem a tempos menos stressantes, até mesmo complacentes nos mercados.

Como é que o valor é estabelecido?

O VIX é um índice sintético, muito parecido com o próprio S&P 500, embora que não seja derivado com base nos preços das ações. Em vez do preço das ações, ele usa o preço das opções no S&P 500 e de seguida estima a volatilidade dessas opções entre a data atual e a data de vencimento da opção. O VIX combina o preço de múltiplas opções e obtém um valor agregado da volatilidade.

Embora não existe uma maneira de negociar diretamente o VIX, o CBOE oferece opções VIX, que têm um valor baseado nos futuros VIX e não no próprio VIX. Existem também outros produtos negociados em bolsa de volatilidade (ETPs) para o VIX. (o que é um ETP)

Como analisar o VIX e ter proveito

As estratégias usando um fundo de volatilidade requerem uma abordagem de duas etapas que examine o VIX, bem como preço target do fundo.

Uma compreensão da análise técnica do VIX pode mitigar o efeito atenuante do lucro do “contango (é uma situação onde o preço do futuro está abaixo do preço de mercado atual), identificando níveis e pontos de viragem onde os fundos perderão a tendência do “momentum (taxa de aceleração do preço ou volume de um ativo usado na análise técnica para identificar linhas de tendência).

Isto vai funcionar porque os contratos futuros de data mais longa, usados para calcular os preços, são menos sensíveis ao movimento VIX de curto prazo, exercendo um efeito maior quando a tendência do “momentum“ diminui.

O gráfico VIX gera picos verticais que refletem períodos de alta tensão, induzidos por efeitos económicos, políticos ou ambientais. É melhor observar níveis absolutos do que tentar interpretar esses padrões irregulares, e estar alerta em torno de grandes números redondos, como 20, 30 ou 40 e próximos a picos anteriores. Em conjunto deve-se ter em atenção às interações entre o indicador e as médias móveis de 50 e 200 dias, e com esses níveis se vai atuar como suporte ou resistência.

Eu tenho um modelo que ajuda as minhas análises:

Aumento do VIX + subida dos futuros do índice SP-500 e Nasdaq-100

Divergência em queda, que se prevê um encolhimento do apetite ao risco e um alto risco de reversão.

Aumento do VIX + queda dos futuros do índice SP-500 e Nasdaq-100

Convergência em queda, que aumenta as probabilidades de um dia de tendência descendente.

Queda de VIX + queda dos futuros de índices SP-500 e Nasdaq-100

Divergência em alta, que leva o crescente apetite por risco e alta potencial para uma reversão em alta.

Queda VIX + subida dos futuros de índice SP-500 e Nasdaq-100

Convergência em alta, que aumenta as probabilidades de um dia de tendência ascendente.

Em baixo, uma demonstração gráfica com simulações de pontos de entrada para mais fácil compreensão nos ultimos 5 anos.

 

Nota: Este modelo não é 100% certo! Baseia-se em probabilidades, como toda a análise técnica. O conjunto de fatores tende a ter as consequências acima mencionadas com um alto índice de confiança.
Se quiser aprender mais sobre Bolsa, pode fazer download do nosso manual de gratuitamente

manual bolsa

Artigos Relacionados

O que são Triple Tops e Bottoms ? É um tipo de padrão gráfico usado para a análise técnica, com o fim de prever a inversão do movimento dos preços de um ativo. Os Triple Tops têm 3 picos ou pontas. O que é u...
Evergrande escapa à falência? Hoje falamos sobre as notícias! Os ursos à espera da grande queda nos mercados terão de...

Deixar uma Resposta

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments