Análise técnica: tudo o que necessita saber

Análise técnica: tudo o que necessita saber

Para quem está minimamente por dentro do mundo do investimento e do mercado financeiro certamente já ouviu falar de análise técnica ou mesmo de análise fundamental. Afinal de contas, estas são as duas formas essenciais de abordar o mercado e os respetivos ativos antes de delinear uma estratégia de investimento. No entanto, o que poucos percebem é que esta é a forma que utilizamos para avaliar praticamente tudo o que compramos.

Ora tomemos um exemplo bem concreto, para facilitar a identificação. Imagine que vai comprar um automóvel, um investimento considerável que afeta as suas finanças e, como tal, exige alguma ponderação antes da decisão. Que modelo comprar? A resposta a esta pergunta pode ser dada com base numa análise técnica ou numa análise fundamental. Ou seja, a primeira parte da análise que faz dos preços de mercado, comparando diferentes carros e a relação entre benefício e custo; a segunda parte da análise que faz ao automóvel, nomeadamente à qualidade do seu material, do seu motor ou dos seus acabamentos.

Análise Técnica: o que é?

Assim, torna-se mais fácil entender o que é a análise técnica. Podemos dizer que esta é uma abordagem do mercado financeiro que se debruça sobre os gráficos de determinado ativo, de forma a tentar interpretar e antecipar o futuro movimento do seu valor. Conseguir prever a subida ou a descida do preço de um ativo é o segredo para o sucesso de qualquer trader ou investidor.

Obviamente que não falamos de uma ciência exata e, como tal, não existe forma infalível de conseguir analisar isto com exatidão. No entanto, o bom investidor é aquele que consegue acertar mais vezes do que falha. Para isso, necessita de muito trabalho prévio, muita experiência e muito know how acumulado ao longo do tempo. Ninguém nasce de um dia para o outro como um investidor de sucesso.

Fundamentos da análise técnica

A análise técnica assenta em três fundamentos base, a saber: o mercado desconta tudo, os preços movimentam-se em tendências e a história repete-se. O que significa cada um? Comecemos pelo primeiro. Dizer que o mercado desconta tudo passa por analisar o preço de determinado ativo por si só, independentemente de todos os fatores exteriores. Ou seja, não interessam as razões políticas, culturais ou sociais que fazem com que o preço do petróleo suba, mas si os padrões, as quebras e as médias do seu gráfico de valores.

Quanto ao fundamento de que os preços movem-se em tendências, significa que todos os actos os estabelecem uma tendência, que se mantém durante um determinado tempo. Isso significa que, quando essa tendência termina, o valor do ativo vai inverter a sua direção. O truque passa então por saber e por identificar esse momento preciso.

Finalmente, a história repete-se é uma ideia que não é exclusiva do mercado financeiro. E, apesar de não ter fundamento científico, o que é certo é que os ciclos repetem-se. Por isso, muitos investidores procuram identificar esses padrões, como, por exemplo, o aumento do dólar e do euro antes das reuniões da Reserva Federal, que é um clássico desta estratégia.

Análise Técnica: vantagens e desvantagens

Uma das principais vantagens da análise técnica prende-se precisamente com algo de que já falámos acima, da abordagem ao mercado de valores por si só, independentemente dos fatores exteriores. Ou seja, é uma abordagem do mercado que deixa de fora a emoção, um dos principais inimigos de qualquer investidor. Todo o trader conhece a máxima de que a emoção não se deve sobrepor nunca à razão.

Existe ainda outro benefício muito forte que se aprende com a precisão matemática da análise técnica. Com a evolução tecnológica, os algoritmos ajudam a prever tendências, momentos de quebra ou stop loss, que ajudam a maximizar os rendimentos ou a mitigar possíveis perdas. Finalmente, os indicadores técnicos permitem uma série de abordagens diferentes ao mercado, sendo mais flexível e adaptável à realidade.

Quanto à principal desvantagem prende-se, obviamente, com a incerteza do próprio mercado financeiro. Como também já referimos anteriormente, não falamos de uma ciência exata e, como tal, existem sempre riscos associados. O truque passa então por minimizar este risco e diminui-lo, enquanto se aumenta os rendimentos e os ganhos.

Análise técnica ou fundamental?

Obviamente que todos os investidores colocam esta questão, mas não existe uma resposta certa. Afinal de contas, a melhor estratégia é aquela que funciona. Existem muitos traders de sucesso que preferem a abordagem técnica e muitos que seguem antes a abordagem fundamental.

O importante é adotar uma postura sensata, séria e responsável e perceber qual é a estratégia que melhor se adequa ao seu perfil e às suas reais necessidades. E mentalize-se que as perdas vão também acontecer. Afinal de contas, é impossível ganhar sempre. E quem lhe garantir o contrário é porque estará certamente a mentir.

 

Se quer saber mais sobre análise técnica, pode descarregar o nosso manual de forma gratuita

Manual de Análise Técnica

Sobre o autor

Diana Costa

Content Specialist for Rankia Portugal

 

Responder a este tópico

Bem-vindo(a) à comunidade!

Selecione os temas que lhe interessa e personalize a sua experiência no Rankia

Enviaremos uma Newsletter cada quinze dias com as novidades de cada categoría que escolheu


Quer receber notificações dos nossos eventos/webinars?


Ao continuar, aceita a política de privacidade